Confira a coluna de Antônio José Larangeira de 13 de setembro de 2014

Wellington Aranha e Conceição com seus filhos Diana e Wellington Junior.
Wellington Aranha e Conceição com seus filhos Diana e Wellington Junior.
Wellington Aranha e Conceição com seus filhos Diana e Wellington Junior.
Wellington Aranha e Conceição com seus filhos Diana e Wellington Junior.
O publicitário Andre Mascarenhas e Lorena, num almoço em família.O publicitário Andre Mascarenhas e Lorena, num almoço em família.
O publicitário Andre Mascarenhas e Lorena, num almoço em família.
Adauto Franco e Edilza, socialmente.
Adauto Franco e Edilza, socialmente.

Vendas de bebidas…

Foram apresentadas à Justiça nesta quarta-feira (10/09/2014), pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), duas Ações Diretas de Inconstitucionalidade (Adins) contra as leis editadas pelos municípios de Feira de Santana e Baixa Grande que vedam o funcionamento de bares e a venda de bebidas alcoólicas em restaurantes durante feriado religioso. Nos documentos, o MP registra que as leis são incompatíveis com a Constituição Estadual, pois restringem a liberdade de atuação do particular em detrimento do seu direito constitucional da livre iniciativa, do livre exercício de qualquer trabalho e de não ser privado de direitos por motivo de crença religiosa.

O MP destaca também nas Adins que os legisladores, sem observarem o princípio da igualdade, chancelaram leis que têm a finalidade exclusiva de proibir a venda de bebidas na ‘Sexta-feira da Paixão’, considerando apenas uma parte da população em detrimento dos que não são cristãos, discriminando assim os que não possuem a mesma crença. O órgão defende o Estado laico como está previsto na ‘Ação Nacional em Defesa dos Direitos Fundamentais’, uma iniciativa do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) por meio da sua Comissão de Defesa dos Direitos Fundamentais. O procurador-geral de Justiça Márcio Fahel e o assessor especial, promotor de Justiça Paulo Modesto, são os autores das ações.

Não está na placa

O nome do ex-governador João Durval Carneiro não consta na placa oficial de reinauguração do aeroporto de Feira de Santana, pelo governador Jaques Wagner. Na placa  tem apenas a citação Aeroporto de Feira de Santana e nomes  do governador do estado e do secretário da Infra-Estrutura  e do executivo da Agerba. Todavia na fachada está  constando Aeroporto  Gov. João Durval. Fizeram um oba-oba sobre o fato.

Forum de Liderança

A alta carga tributária, as leis trabalhistas e o cenário do mercado econômico do país tem colocado o segmento de saúde em uma situação delicada no Brasil. Administrar estabelecimentos desse setor no Brasil não tem sido fácil e grandes são os desafios. Diante dessa realidade, o Grupo [B+] promove, em Feira de Santana, o XVI Fórum de Liderança [B+], o primeiro sediado em uma cidade do interior baiano. O evento será realizado no próximo dia 16 de setembro das 18h às 21h, no auditório de um hotel ao lado Boulevard  Shopping. Nesta edição, o tema debatido será “Boas práticas em gestão de saúde”, uma forma de promover a discussão entre executivos e profissionais do mundo dos negócios, sobretudo os que atuam em gestão no setor de saúde. Para falar sobre o assunto o Grupo [B+] convidou os empresários Delfin Gonzalez e Marconi Sampaio. O médico Delfin Gonzalez é fundador e presidente do Grupo Delfin, sendo referência no setor em que atua. O profissional da saúde e empresário é considerado destaque na área devido à vasta experiência. Outro palestrante do Fórum é Diretor-presidente e fundador da Natulab Laboratório, Marconi Sampaio. A empresa administrada por ele é a única indústria baiana de medicamentos que desenvolve, fabrica e distribui produtos farmacêuticos.

Caprinos em alta

Quarenta caprinos da raça Boer que foram julgados disputando as categorias entre 4 a 48 meses estão se constituindo nas atrações da XXXIX Expofeira, no Parque João Martins da Silva. Para análise do jurado Naelson Farias Júnior, de Salvador, com a caprinocultura em alta, impulsionada pelos hábitos alimentares dos baianos e pelo período chuvoso, animais ranqueados da raça Boer chegam a custar até mais de R$ 100 mil. São reprodutores de alta linhagem genética selecionados para formação de plantéis com funções de produtores de carne e leite.Ele explica a importância do ranqueamento dos animais para valorização das raças e estímulo à disseminação. Os animais selecionados geneticamente são direcionados tanto para produção de carcaça quanto produção de leite.

Esta coluna é publicada nos sítios jornalísticos

Jornal Grande Bahia

Tribuna da Bahia

Notícias da Bahia

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Antonio José Larangeira 3135 Artigos
Antonio José Larangeira nasceu em 11 de janeiro de 1945, é natural de Santo Amaro da Purificação (BA), é formado em Administração, pela Faculdade Anísio Teixeira (FAT). Atua como jornalista profissional, com registro nº 514 (SINJORBA/FENAJ) e publica coluna diária nos jornais Grande Bahia, Pátria Latina e Tribuna da Bahia. E-mail: [email protected]