Confira a coluna de Antônio José Larangeira de 02 de setembro de 2014

A professora Anaci Paim foi a palestrante do Encontro das Academias de Feira de Santana.
A professora Anaci Paim foi a palestrante do Encontro das Academias de Feira de Santana.
A professora Anaci Paim foi a palestrante do Encontro das Academias de Feira de Santana.
A professora Anaci Paim foi a palestrante do Encontro das Academias de Feira de Santana.
O arquiteto feirense Sidney Quintela bate recorde em projetos arquitetônicos.
O arquiteto feirense Sidney Quintela bate recorde em projetos arquitetônicos.

Os finalistas do Vozes da Terra

O público feirense abraçou o Festival Metropolitano de Música Vozes da Terra, que foi realizado sábado, 30, em sua fase eliminatória, no teatro do Centro de Cultura Amélio Amorim que ficou lotado para curtir as apresentações dos 12 últimos concorrentes e entre estes  finalistas estão o cordelista Franklin Maxado, com a composição e musica Nordeste Cariri, Marcel Torres com Dança e Guymeo Jumomji com A desenvolução do primata.

Arquiteto feirense, recorde em projetos

O  arquiteto Sidney Quintela, baiano da região de Feira de Santana é possuidor de mais de 2 mil projetos espalhados pelo Brasil, além de países da África e Europa. Na Bahia, ele assina 90% dos projetos de empresas de construção civil.Natural de Feira de Santana, no interior da Bahia, aos 40 anos, o arquiteto e urbanista Sidney Quintela está no topo do mundo. Ele já assinou projetos em dez estados brasileiros além de países da Europa, África e América. Em 15 anos de atuação no mercado, o feirense já assinou – junto com sua equipe que hoje é composta por cerca de 50 profissionais – mais de 2 mil projetos.

Em conversa exclusiva com o Correio Imóveis, Quintela contou sobre suas inspirações, visibilidade internacional, além de outros aspectos da construção civil. Sidney saiu de Feira de Santana para a capital quando tinha 16 anos. Mas, não esquece da cidade de origem. “Tenho uma relação de carinho, tenho lá grandes amigos e muitas recordações da infância, visto que saí de lá aos 16 anos, quando me mudei para Salvador. E profissionalmente tenho desenvolvido alguns projetos relevantes para o mercado imobiliário de Feira de Santana, e até o momento, todos obtiveram grande êxito, o que para mim é uma felicidade muito grande”, ressalta

Os 77 anos de Zé Coió

Esteve completando 77 anos de vida, o legendário Zé Coió, nascido José Carlos Pedreira, o cronista da cidade de Feira de Santana, editor e presidente do jornal NoiteDia, a revista semanal e ilustrada do município. Sem dúvida alguma é uma figura de expressão, que embora não seja feirense, todavia a comunidade muito deve pelos bons serviços que o mesmo realiza na divulgação e promoção da sua gente.

Regata de Maragogipe

A 45ª regata Aratur-Maragojipe, realizada ontem na Baía de Todos-os-Santos, com a participação de mais de 500 embarcações, proporcionou cenas de rara beleza durante todo o percurso da prova, de 35 milhas, ou o equivalente a 60 quilômetros de distância.Os grandes vencedores foram os barcos Lacrau – classe RGSA, de Leonardo, do Iate Aratu – Bahia; Tangará II, na classe RGSB, do medalhista olímpico Lars Grael, do Rio de Janeiro; e Piquenique, na classe catamarã, do capitão Mattos, do Rio de Janeiro. O evento teve o patrocínio da Bahiatursa.

A prova teve duração de quatro horas e 30 minutos e começou com a largada às 10 horas, na Baia de Aratu, dos barcos de pequena velocidade – classe Delta e Brasília 23; em seguida, às 10h30min, dos barcos intermediários – Delta 26 e Brasília 32; e, às 10h45min, as embarcações maiores, as do tipo Delta 36. Segundo o diretor da prova, Marcelo Fróes, do Clube Iate Regata Aratu, essa diferença de horário é feita com a intenção de que a maioria das embarcações chegue ao final da prova praticamente juntas. Everton Fróes,  também diretor do clube e um dos fundadores do evento, afirmou que, este ano, a regata teve 200 inscritos e mais 300 embarcações acompanharam o cortejo.

Encontro das Academias 

Aconteceu na noite de quinta feira, 28, o I Encontro das Academias de Feira de Santana, no teatro do CUCA. O evento congregou as seis academias existentes na cidade: a Academia de Letras e Artes, a de Educação, a Feirense de Letras, a de Medicina, a de Ciências e Artes, a Regional de Letras Jurídicas e o Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana. Como não poderia deixar de ser, a arte esteve presente: uma apresentação musical do Quinteto de Cordas composto por alunos do CUCA e uma declamação do poeta Dilson Solidade Lima. A palestrante da noite foi a professora Anaci Paim, Presidente da Academia de Educação que abordou o tema “A participação das Academias no contexto atual e na sociedade globalizada”.              Ao final da palestra, o acadêmico Djalma Gomes propôs a criação de uma Federação das Academias com o objetivo de congregar esforços visando uma melhor contribuição das mesmas junto à sociedade.    O evento foi uma iniciativa da Academia de Letras e Artes,sob a presidência da Profa. Lélia Fernandes.

Esta coluna é publicada nos sítios jornalísticos

Jornal Grande Bahia

Tribuna da Bahia

Notícias da Bahia

Antonio José Larangeira
Sobre Antonio José Larangeira 3041 Artigos
Antonio José Larangeira nasceu em 11 de janeiro de 1945, é natural de Santo Amaro da Purificação (BA), é formado em Administração, pela Faculdade Anísio Teixeira (FAT). Atua como jornalista profissional, com registro nº 514 (SINJORBA/FENAJ) e publica coluna diária nos jornais Grande Bahia, Pátria Latina e Tribuna da Bahia. E-mail: [email protected]