Comitê Técnico da Entidade Metropolitana aprova instituição do Bilhete Único Metropolitano na RMS

Reunião da Entidade Metropolitana da Região Metropolitana de Salvador decide pelo bilhete único.
Reunião da Entidade Metropolitana da Região Metropolitana de Salvador decide pelo bilhete único.
Reunião da Entidade Metropolitana da Região Metropolitana de Salvador decide pelo bilhete único.
Reunião da Entidade Metropolitana da Região Metropolitana de Salvador decide pelo bilhete único.

O Comitê Técnico da Entidade Metropolitana da Região Metropolitana de Salvador (EMRMS) aprovou nesta sexta-feira (19/09/2014), por unanimidade, durante a primeira reunião do grupo, uma resolução que recomenda a instituição do Bilhete Único Metropolitano na RMS. A implantação do bilhete foi anunciada pelo Governo do Estado nesta semana e recebeu a aprovação de onze municípios da região metropolitana da capital baiana.

De acordo com Manuel Ribeiro, Secretário Geral Interino da EMRMS, a criação do Bilhete Único Metropolitano irá ampliar, sobretudo, a mobilidade de pessoas que moram na região metropolitana de Salvador, mas trabalham na capital. “Quem mora mais longe tem que pagar uma tarifa mais cara e isso cria um apartheid dentro da própria região metropolitana. Precisamos resolver esta questão urgentemente”, explicou o secretário.

Na proposta de Bilhete Único Metropolitano que o Governo do Estado está estudando e que conta com o apoio da ampla maioria dos municípios da RMS, a população poderá utilizar dois meios de transportes e pagar apenas uma tarifa, que será subsidiada pelo Governo do Estado, como já acontece com outras Regiões Metropolitanas. “A implantação do Bilhete Único vai melhorar a qualidade de vida das pessoas que vivem na RMS. Não é possível esperar produtividade de um trabalhador que passa duas horas no deslocamento entre a casa e o trabalho”, comentou o secretário Manuel Ribeiro.

Durante a reunião, Ribeiro apresentou o sistema de Bilhete Único Metropolitano implantado no Rio de Janeiro. O sistema, que beneficia 12 milhões de habitantes, foi primeiro a ser instituído no Brasil e recebeu, em 2010, o prêmio da Associação Internacional dos Transportes Públicos – UITP, em Dubai. O Rio de Janeiro reduziu o número de tarifas na RMRJ de 74 para 12 e ampliou a integração para todos os modais (trem, ônibus, metrô, barcas, vans, ônibus urbanos e ônibus metropolitanos). O sistema carioca também é o primeiro do mundo que vincula o subsídio ao CPF, permitindo apenas um cartão por usuário.

Decisão – Além da aprovação por unanimidade da resolução que trata do Bilhete Único Metropolitano, os membros do comitê também aprovaram a criação de quatro Câmaras Temáticas: Mobilidade Urbana, Transporte Metropolitano e Integração; Saneamento Básico; Habitação; e Plano Diretor de Desenvolvimento Metropolitano. Os membros do Comitê indicarão os representantes das Câmaras Temáticas.

As deliberações do Comitê Técnico serão encaminhadas ao Colegiado Metropolitano da Entidade, que é formado pelos prefeitos e pelo Governador do Estado. O secretário Manuel Ribeiro voltou a afirmar que a Entidade Metropolitana não tira a autonomia dos municípios, mas, sim, estabelece um canal de discussão para os assuntos de interesse comum da RMS.

Além dos representantes de Camaçari, Lauro de Freitas, Simões Filho, Itaparica, Madre de Deus, Vera Cruz, Pojuca, São Sebastião do Passé, São Francisco do Conde, Candeias e Dias D’Ávila, a reunião da Entidade Metropolitana também contou com a participação de Ivan Barbosa, chefe de gabinete da Secretaria de Infraestrutura.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108703 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]