Núcleo de Internacionalização de Feira de Santana promove relações comerciais

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Núcleo de Internacionalização de Feira de Santana promove relações comerciais.
Núcleo de Internacionalização de Feira de Santana promove relações comerciais.
Núcleo de Internacionalização de Feira de Santana promove relações comerciais.
Núcleo de Internacionalização de Feira de Santana promove relações comerciais.

Montar um banco de dados com informações sobre as relações comerciais, educacionais e institucionais que o Município mantém com outros países. Este é o principal objetivo do Núcleo de Internacionalização, lançado nesta quarta-feira (21/08/2014) na Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana (ACFS) O órgão terá ainda a tarefa de promover as relações internacionais, através de ações e atividades integradas nas áreas educacional, econômica e social.

O Núcleo de Internacionalização foi originado da junção de forças entre a ACEFS, Centro das Indústrias de Feira de Santana (CIFS), Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Sebrae e Prefeitura Municipal, conforme lembrou o presidente da ACEFS, Marcelo Alexandrino. “A ideia surgiu durante uma viagem de representantes de várias entidades feirenses e do Governo Municipal à cidade de Liny, na China, onde mais tarde foi assinado um tratado de cidades co-irmãs”, destacou.

Marcelo Alexandrino fez questão de ressaltar que Feira de Santana foi considerada pela revista Exame como a décima melhor cidade brasileira em termos de desenvolvimento urbano, entre aquelas com mais de 100 mil habitantes. A nota foi de 0 a 7 e Feira chegou a 4,07, no estudo realizado pela consultoria paulista Urban Systems. “Que possamos agregar esforços e tornar Feira de Santana bem mais forte no cenário nacional”, conclamou.

O secretário municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico Antônio Carlos Borges Júnior agradeceu às instituições que compraram a ideia. “Temos que nos preparar para o cenário internacional e se faz isso de três formas: com conhecimento, produtos e serviços. Isso nós temos”, afirmou. Participaram ainda da mesa o presidente do CIFS, André Régis; o reitor em exercício da UEFS, Genival Correia; o gerente do Sebrae, Isailton Reis; o presidente do Sindicato dos Bares e Restaurantes de Feira de Santana, Getúlio Andrade; o vice-presidente da Fieb, Edson Nogueira; e a representante da Governadoria Adriana Soares. A sede do Núcleo fica na ACEFS, no Largo do São Francisco, 43, Kalilândia.

Palestras 

Durante o evento houve palestras para explanação do que seria o núcleo para a cidade de Feira de Santana. O coordenador do Núcleo de Internacionalização, Leornardo Batista Oliveira, disse que a troca de conhecimentos e experiências entre Feira de Santana e outras cidades em qualquer parte do mundo será de grande importância. Segundo ele, As relações internacionais ocorrem se entre Federação-Federação, Estado-Estado e Município-Município.

O coordenador apresentou um mapa com os resultados do comércio internacional das empresas feirenses em 2013 e 2014, que chegou a mais de 200 milhões de dólares. O principal destino das exportações feirenses são os Estados Unidos. Já sobre importação, a cidade traz mais produtos da China, 40% do que se importa na cidade vem de lá.

O representante da Azul Cargo, Claudio Fonseca, falou sobre os voos que a empresa trará para Feira de Santana a partir do mês de setembro. O primeiro voo será com destino ao Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte (MG), com escala na cidade de Vitória da Conquista. Na sequência, a empresa pretende implantar um voo de Feira de Santana para Salvador e de lá o viajante poderá ir para os 47 destinos da empresa em todo o Brasil.

“A Azul aposta muito em Feira de Santana e por isso estamos aqui. Em um curtíssimo espaço de tempo teremos orgulho do Aeroporto João Durval Carneiro”, garantiu. Claudio afirmou ainda que a Azul vive um momento parecido com o da cidade já que ela está também se internacionalizando. “Teremos a principio três destinos internacionais: os aeroportos de Fort Lauderdale e Orlando na Flórida e ainda JFK em Nova Iorque”, concluiu.

O consultor do Sebrae, George Rabelo, explanou sobre o Projeto de Competitividade para Negócios Internacionais do Sebrae, que tem como público-alvo o produtor rural, o microempreededor individual, a microempresa e a empresa de pequeno porte. George ressaltou que para Feira de Santana crescer mais é necessário buscar um comércio internacional, pois há mercado para isso. “Temos que arriscar. Não podemos pensar apenas no local, mas no mundo. Nós podemos”, defendeu.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121604 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.