Debate reafirma importância das Organizações Sociais durante lançamento de livro coordenado pelo advogado Rubens Naves

Organizações Sociais (OS).
Organizações Sociais (OS).

As Organizações Sociais (OS) estão envolvidas nos projetos mais estratégicos do País.” Com estas palavras, o ex-ministro de Ciência e Tecnologia Marco Antônio Raupp abriu ontem o debate “Organizações Sociais – A Construção do Modelo” (Quarter Latin), realizado em São Paulo, onde ocorreu o lançamento do livro homônimo, coordenado pelo advogado Rubens Naves.

Como exemplos, Raupp citou duas recentes instituições criadas pelo Governo Federal – a Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) e o INPOH (Instituto Nacional de Pesquisa Oceânica e Hidroviária) – como exemplos “para fazer com que a ciência e tecnologia atuem em benefício da sociedade”.

Também presente ao debate, Maria da Glória Wieliczka, diretora executiva da OS Santa Catarina, acredita que “não é possível ver São Paulo hoje sem a presença das Organizações Sociais, sobretudo na área de saúde, cujas OS detêm 60% do orçamento e de seus profissionais”. “O atendimento médico requer decisões rápidas e uma gestão que mantenha sua linha de trabalho, independentemente de quem estiver no poder”, justifica.

Para o secretário de Cultura do Estado de São Paulo, Marcelo Mattos Araújo, houve uma mudança de paradigma na profissionalização de sua área após a chegada das OS. Já o jornalista Luis Nassif apontou que é preciso garantir a transparência nas OS, para que o Poder Público seja o formulador de diretrizes de sua atuação. “Se não houver um controle rígido sobre essas organizações, a transferência de recursos, que ocorre de um modo mais flexível nessas situações, poderá obedecer apenas a interesses particulares “, afirmou.

“Queremos construir uma nova consciência sobre os benefícios da participação da sociedade civil na gestão de órgãos público, a partir do uso das OS, desmistificando a teoria de que esse modelo é uma ‘privatização disfarçada'”, concluiu Rubens Naves que, após o debate, autografou o livro para mais de 150 presentes. A obra também traz análises de Eduardo Pannunzio, Flavio Lobo, Luiza Greenhalgh Jungmann, Marcos Osaki, Mariana Kruchin, Mariana Vilella, Thiago Domini e Valéria Trezza.

Rubens Naves tem passagens pelos órgãos Presidência da CESP, Conselho Estadual do Meio Ambiente, Superintendência Jurídica da SABESP, Presidência da Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente, e atual membro do conselho de inúmeras entidades do terceiro setor, incluindo OAB, Fundação SEADE, Transparência Brasil, ABERJE (Associação Brasileira de Comunicação Empresarial), Fundação Faculdade de Medicina da USP e da Fundação Padre Anchieta.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109913 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]