Consternação nacional pela morte de Eduardo Campos é marcada por notas de pesar

Eduardo Henrique Accioly Campos (Eduardo Campos). Morte trágica do político maduro deixa lacuna no cenário nacional.
Eduardo Henrique Accioly Campos (Eduardo Campos). Morte trágica do político maduro deixa lacuna no cenário nacional.

A morte de Eduardo Henrique Accioly Campos (Eduardo Campos), ontem (13/08/2014), gerou consternação nacional, diversas personalidades de destaque no cenário nacional e estadual emitiram nota sobre a trágica morte do político pernambucano.

Confira o teor de algumas notas de pesar

Lídice emociona-se ao ler nota de pesar sobre a morte de Eduardo Campos

A candidata a governadora Lídice da Mata, do PSB, emocionou-se ao ler para a imprensa, nesta quarta-feira (13), uma nota de pesar do partido na Bahia pela morte de Eduardo Campos, presidente nacional e candidato à Presidência da República pela legenda.

Amiga pessoal de Eduardo, Lídice suspendeu as atividades de sua campanha por tempo indeterminado. Ela deverá viajar na quinta-feira para Recife (PE), para prestar solidariedade à família de Eduardo e participar do velório do político, que deixa mulher e cinco filhos.

Lídice recordou a última vinda de Eduardo a Salvador, na última quinta-feira (7), quando ambos fizeram uma caminhada no Pelourinho e participaram de um bate-papo com estudantes.

“Todos estamos bastante emocionados. Eduardo esteve conosco há sete dias. Estava muito animado com a campanha. Nos trouxe a alegria de seu convívio. Da sua última passagem pela Bahia, fica a imagem da alegria, do companheirismo, fica o exemplo”, destacou.

Ela recordou ainda os bons momentos que teve nos anos de amizade com o ex-governador de Pernambuco. “Eduardo era uma pessoa muito alegre, era um jovem, fez 49 anos no domingo passado. Ele tinha uma alegria de viver, gostava de fazer piada o tempo inteiro, brincava com nosso jeito de ser nordestino, e era muito simples no seu fazer, na sua relação familiar e política, muito direto, muito voltado para as preocupações centrais do povo brasileiro”, disse, emocionada

Nota Oficial do PSB-Bahia 

O PSB da Bahia, absolutamente consternado e perplexo com a tragédia que evolveu o nosso presidente nacional e candidato a presidente da República, Eduardo Campos e membros de sua equipe, declara-se em luto e suspende toda e qualquer atividade de campanha.

Os socialistas baianos tinham em Eduardo Campos não só um líder de grande sabedoria, apesar de sua juventude, mas um amigo querido que somente nos últimos meses esteve seis vezes na Bahia.

Nosso líder, nosso presidente, nosso candidato à Presidência deixa para cada socialista e também para todo povo brasileiro um legado de coragem, lucidez e competência que se confundem com a forma amorosa com que se relacionava com o Brasil.

Sua mensagem de esperança e fé no Brasil será a chama que iluminará para sempre os nossos passos.

Agradecemos as manifestações de solidariedade do governador da Bahia, dos demais candidatos ao governo e de todas as autoridades que dirigiram à nossa presidente Lídice da Mata mensagens solidárias e de conforto.

Salvador, 13 de agosto de 2014

Comissão Executiva Estadual PSB-Bahia

Nota pública do PSB de Feira de Santana

A Comissão Provisória do Partido Socialista Brasileiro – PSB em Feira de Santana – Bahia, vem a público externar o seu sentimento e dos seus filiados, pelo falecimento trágico do homem público Dr. EDUARDO HENRIQUE ACCIOLY CAMPOS, jovem político de futuro promissor, que desenvolveu uma carreira pública de forma ética, competente e ilibada, ocupando cargos públicos em esferas federativas nacionais, sendo presentemente, além de Presidente Nacional do PSB, candidato à Presidência da República. Nós filiados e dirigentes municipais do Partido Socialista, entristecidos, renovamos os nossos compromissos programáticos partidários e alinhamo-nos com os posicionamentos defendidos pelos socialistas brasileiros.

Feira de Santana (BA), 13 de agosto de 2014.

SINVAL GALEÃO DOS SANTOS

Pela Comissão Provisória do PSB-Feira de Santana – Bahia

Nota de Pesar do senador Walter Pinheiro pelo falecimento de Eduardo Campos

“Foi com perplexidade e tristeza que recebi a notícia do falecimento do amigo Eduardo Campos – uma amizade construída no Congresso, que passou para além da política. Quando ministro, foi um parceiro na área de Ciência e Tecnologia; no Congresso, um colega dos mais preparados para os grandes debates do País, como o pacto federativo.
Ficará entre nós o exemplo de sua liderança, espelhada em seu avô, e o respeito por um político que é da minha geração, imbuído dos mesmos princípios, compromissos e vontade de promover transformações através da ação política.
Nesse momento de consternação, solidarizamo-nos com todos os seus familiares e amigos, além dos entes dos demais envolvidos nessa tragédia, desejando que possam encontrar resignação e paz”.

Senador Walter Pinheiro (PT/BA), Vice-líder do Governo no Congresso Nacional

Leur Lomanto Jr. manifesta pesar e destaca inspiração de Eduardo Campos para jovens políticos

O deputado estadual Leur Lomanto Jr. (PMDB), manifestou imenso pesar pela morte trágica do candidato a presidência da República, Eduardo Campos (PSB). O parlamentar destacou a trajetória vitoriosa de Eduardo na política e as suas marcas administrativas em Pernambuco, quadro que ele pôde presenciar em visita oficial ao estado, junto a uma comitiva de parlamentares, em 2012, quando conversaram com o então governador.

“O Brasil perde um grande homem público. Tive a oportunidade de conhecer Eduardo Campos, e ele era um exemplo de político que inspirava a todos nós jovens, alguém que nos encorajava a acreditar na boa política. Trata-se de uma perda irreparável para a política brasileira”, destacou. O deputado também lamentou a morte do amigo, o ex-deputado federal pelo estado de Sergipe, Pedro Valadares que era assessor do presidenciável.

Declaração do candidato à Presidência da República pela Coligação Muda Brasil, Aécio Neves, sobre a morte de Eduardo Campos

“Hoje é um dia de imensa tristeza para todos os brasileiros. Para todos aqueles que acreditam na boa política. Eduardo era um dos maiores representantes da boa política. Essa tristeza é muito maior para aqueles que conviveram com Eduardo. Convivi com Eduardo por mais de 20 anos. Tenho por ele uma admiração que não terminará com a sua morte trágica. Convivemos muito durante vários momentos da vida nacional. Fomos governadores de Estado juntos. Eduardo fará uma falta imensa à política nacional.

O fato de estarmos em partidos diferentes nunca nos impediu que conversássemos, e conversássemos sempre, sobre aquilo que interessava ao Brasil. Logo que pousei em Natal, no Rio Grande do Norte, soube da tragédia, ainda sem informações definitivas, me veio à mente a lembrança da Renata, dos filhos. O meu pensamento, da Letícia e de toda a minha família é voltado para eles. Eduardo tinha uma família extraordinária, alegre, feliz, coesa.

Guardarei com muito carinho a última mensagem que recebi de Eduardo, domingo agora, no Dias dos Pais. Logo cedo, foi um dos primeiros a mandar uma mensagem, ele e Renata, cumprimentando pela chegada do Bernardo, meu filho, em casa, desejando que ele pudesse estar com saúde e força para continuar a sua caminhada. Retribuí, obviamente, desejando também a ele paz, saúde, sucesso aos seus filhos e também o cumprimentando pelo seu aniversário.

Uma perda enorme. Estamos todos absolutamente abalados. Perde a política brasileira, mas a sua família é que precisa agora das nossas orações, da nossa força. Estou aqui ao lado dos meus companheiros, hoje, em São Paulo. Cancelei toda a minha programação, toda a nossa agenda está cancelada, sem definição de dias para que possamos nos recuperar. Infelizmente, é uma perda que dói fundo em todos. Eduardo sempre foi um homem valoroso, um homem público especial e um grande amigo”.

Deputado Joseildo Ramos lamenta morte de Campos e diz que a política fica mais pobre 

O deputado Joseildo Ramos (PT), presidente da Comissão e Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, lamentou, nesta quarta-feira (13), a morte trágica de Eduardo Campos (PSB), candidato à presidência. O parlamentar afirmou que a morte precoce do ex-governador de Pernambuco empobrece a política brasileira. “Uma tragédia lamentável. Depois de perder Marcelo Déda, ex-governador de Sergipe, perdemos mais um jovem político promissor. A política, o Nordeste e o Brasil ficam mais pobres. Desejo muita força aos familiares e ao povo de Pernambuco para enfrentar esse momento.”, disse.

Associação Carnavalesca Bloco Afro Olodum

A diretoria do Olodum vem neste momento manifestar condolências aos familiares, amigos e correligionários políticos de Eduardo Campos, ao tempo em que lamenta pela morte trágica e prematura deste distinto homem do Nordeste brasileiro.

Eduardo Campos era um político jovem, porém experiente, determinado e aguerrido. Espírito esse herdado, sem dúvida, do seu avô Miguel Arraes. Neste momento a política brasileira e em especial o bom combate em busca da presidência da república ficam mais pobres com a ausência de alguém que ainda tinha muito a oferecer ao Brasil e ao povo brasileiro.

Nota de Carlos Sampaio sobre a morte de Eduardo Campos

O deputado federal Carlos Sampaio (PSDB-SP) e coordenador jurídico da campanha de Aécio Neves (PSDB) à Presidência lamentou a morte do governador Eduardo Campos (PSB-PE), candidato à Presidência da República, ocorrida na manhã desta quarta-feira, em Santos, em um acidente aéreo. Em nota, Sampaio classificou o acidente de “inacreditável tragédia” e manifestou solidariedade aos amigos e familiares de Campos.

“Foi com profunda tristeza que soube dessa inacreditável tragédia que vitimou o governador Eduardo Campos, um dos grandes nomes da política brasileira! Ainda não consegui acreditar! Espero, do fundo do meu coração, que a família consiga encontrar um mínimo de conforto e paz em Deus! Toda a nossa solidariedade aos amigos e familiares.”

Carlos Sampaio, deputado federal e coordenador jurídico da campanha de Aécio Neves à Presidência.

Eduardo Campos faria diferença no futuro do Brasil, diz deputado Paulo Azi

Ainda perplexo e consternado com a morte do presidenciável Eduardo Campos, o deputado Paulo Azi (DEM) fez questão de declarar seu profundo pesar pela tragédia que matou também mais seis pessoas que se encontravam a bordo do jatinho que caiu na manhã desta quarta-feira, em São Paulo. ” Uma terrível tragédia que abala o país e nos faz perder um político de postura republicana irrepreensível, respeitável, a quem admirávamos não apenas pelo trabalho brilhante, pela competência, mas sobretudo pela integridade. Um governador que transformou o estado de Pernambuco num dos mais importantes e promissores do cenário nacional”, disse o democrata, refletindo que o Brasil perde um homem público de visão moderna, que teria contribuído de forma diferenciada na construção do futuro do país.

Pelegrino lamenta morte de Eduardo Campos 

O deputado federal Nelson Pelegrino lamenta a morte do amigo Eduardo Campos, que disputava a presidência da República. “Conheci ele em 2000, mas foi em 2003 que fizemos amizade, quando éramos líderes no governo Lula na Câmara dos Deputados. Mantivemos a amizade por todos estes anos. Era figura maravilhosa, divertida, bem-humorada. Eu morria de dar risadas com seus causos. Estou arrasado com esta notícia. Era muito jovem e tinha carreira promissora. Quero manifestar o meu pesar pela perda de um dos mais brilhantes políticos da sua geração”.

Marina Silva diz que Campos estava empenhado na defesa dos ideais

A candidata à Vice-Presidência na chapa de Eduardo Campos, Marina Silva, veio a público, há pouco, lamentar a morte do político pernambucano, que foi vítima de um acidente de avião, no fim da manhã de ontem (13/08/2014). Ela disse que Campos estava empenhado na defesa dos ideais que defendeu “até os últimos segundos de sua vida”.

Emocionada, Marina se solidarizou com a família de Campos e dos assessores e disse que “durante esses dez meses de convivência, aprendi a respeitá-lo, admirá-lo e a confiar nas suas atitudes e em seus ideais de vida”.

A ex-ministra do Meio Ambiente e organizadora da Rede Sustentabilidade estava em São Paulo hoje, mas cumpria agenda pessoal na capital paulista, enquanto Campos seguia para Santos.

Durante a declaração para a imprensa, Marina não falou sobre uma possível substituição da candidatura. Ela destacou a parceria com o político, afirmando que “começamos a fiar juntos, principalmente a esperança de um mundo melhor, de um mundo mais justo”.

Hilton Coelho – vereador pelo PSOL Salvador

A dor da família é ainda maior porque o acidente ocorre na mesmo dia em que faleceu há nove anos o lutador pela redemocratização do Brasil, o ex-governador Miguel Arraes, seu avô.

Minha solidariedade e do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) à família de Eduardo Campos, aos seus muitos amigos e ao PSB.

Nossa solidariedade aos feridos que estavam no local da queda e transmitidos também nossos pêsames às famílias dos ocupantes do avião:

– Alexandre da Silva, fotógrafo
– Carlos Augusto Leal Filho (Percol), assessor
– Geraldo da Cunha, piloto
– Marcos Martins, piloto
– Pedro Valadares Neto
– Marcelo Lira

Ex-presidente Lula emite nota de pesar pelo falecimento de Eduardo Campos

Como todos os brasileiros, estou profundamente entristecido com a trágica morte de Eduardo Campos. Um grande amigo e companheiro.

Conheci Eduardo através do avô, Miguel Arraes, um memorável líder das causas populares de Pernambuco e do Brasil.

O país perde um homem público de rara e extraordinária qualidade. Tive a alegria de contar com sua inteligência e dedicação nos anos em que foi nosso ministro de Ciência e Tecnologia. Ao longo de toda sua vida, Eduardo lutou para tornar o Brasil um país mais justo e digno.

O carinho, o respeito e a admiração mútua sempre estiveram presentes em nossa convivência.

Nesse momento de dor, eu e Marisa nos solidarizamos com sua mãe, Ana Arraes, sua esposa, Renata, seus filhos e toda a sua família, amigos e companheiros.

Também prestamos solidariedade às famílias dos integrantes da sua equipe e dos tripulantes que faleceram nesse terrível acidente.

Luiz Inácio Lula da Silva

São Paulo, 13 de agosto de 2014.

Leia +

Biografia de Eduardo Henrique Accioly Campos (Eduardo Campos)

Notas de pesar pelo falecimento de Eduardo Henrique Accioly Campos (Eduardo Campos)

O Brasil de luto. Morre Eduardo Campos um dos maiores líderes políticos da histórica contemporânea do país

Presidenta Dilma Rousseff declara luto oficial de três dias pela morte de Eduardo Campos

Políticos, intelectuais e empresários emitem nota de condolências pela morte de Eduardo Campos

Vítimas fatais envolvidas no acidente com Eduardo Campos tinham média de idade de 42 anos

Consternação nacional pela morte de Eduardo Campos é marcada por notas de pesar

Prefeito de Feira de Santana decreta luto oficial e diz que país perde um político “brilhante”

Eleições 2014 | Morte de Eduardo Campos muda corrida eleitoral, dizem analistas políticos

Entrevista concedida ao Jornal Nacional, em 12 de agosto de 2014

Eleições 2014 | Eduardo Campos é entrevistado no Jornal Nacional

Senadora Lídice da Mata emociona-se ao falar de Eduardo Campos.
Senadora Lídice da Mata emociona-se ao falar de Eduardo Campos.
Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108862 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]