Alimentos influenciam as crises de enxaqueca

Alimentos pode influenciar crises de enxaqueca.
Alimentos pode influenciar crises de enxaqueca.

A enxaqueca é uma doença cada vez mais comum hoje em dia e atinge de 5 a 25% das mulheres e 2 a 10% dos homens, segundo o Ministério da Saúde. A causa da doença é multifatorial e diferente para cada indivíduo. A enxaqueca tende a ser mais forte e comum na adolescência e fase adulta, amenizando depois que a pessoa passa dos 50 anos. As mulheres são as mais afetadas principalmente por conta da variação hormonal ao longo da vida.

A crise normalmente atinge uma parte da cabeça com cefaleia moderada ou forte, podendo ser acompanhada de náusea, vômito, sensibilidade à luz e ao som. Tende a se prolongar por muitas horas e repete-se com frequência. Cerca de 10% dos casos envolve a aura, um fenômeno neurológico que pode causar alterações visuais momentos antes da dor de cabeça começar.

Embora diversas causas possam desencadear um processo de enxaqueca, algumas ainda são desconhecidas, dificultando o tratamento medicamentoso. Causas externas e até a alimentação contribuem para ocorrência das crises. Consumo excessivo de cafeína, uso de hormônios, estresse, falta de sono, jejum prolongado e bebidas alcoólicas são alguns dos fatores comuns que podem ocasionar uma crise de enxaqueca.

“É importante lembrar que dores de cabeça constantes devem ser diagnosticadas para que o tratamento seja feito de maneira adequada. Muitas pessoas usam analgésicos, sem saber a verdadeira causa do problema, e essa prática impede o diagnóstico correto, já que mascara a sintomatologia de doenças que podem ser graves. Crises de dor de cabeça prolongadas pedem cuidados ainda maiores e não podem ser tratadas com automedicação”, lembra a farmacêutica da rede de Farmácias Sant’Ana, Natália Dias Ferreira.

Os tratamentos de enxaqueca são pontuais e focados na dor e frequência das crises, objetivando diminuir a incidência de novos eventos. Mudanças no estilo de vida, no entanto, se mostram muito eficazes na prevenção da enxaqueca. Identificar o fator desencadeante da crise é o primeiro passo para conseguir controlá-la. Além disso, está comprovado que uma alimentação equilibrada, exercícios físicos, diminuição no consumo de cafeína, bebidas alcoólicas e fumo e sono regular auxiliam na diminuição na frequência e a intensidade das crises.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112862 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected].br.