Votar em quem?

Juarez Duarte Bomfim.
Juarez Duarte Bomfim.

Definam o seu voto a partir do critério de independência do partido e do candidato frente aos detentores do poder econômico. A democracia agradece.

No dia 5 de outubro próximo haverá eleições para a presidência da República, governos dos Estados e renovação de um terço do Senado Nacional. E aí vem a seguinte pergunta: Em quem votar? Quais os melhores partidos e candidatos a assumir o poder público estadual e nacional?

A Ciência Política nos diz que dentre as formas de poder do homem sobre o homem destacam-se dois tipos: o poder político e o poder econômico.

O poder econômico é o poder material. O poder dos que possuem riquezas materiais sobre os despossuídos — proletários — que muitas vezes são obrigados a se submeter às condições ditadas pelo possuidor de bens materiais para assegurar a sua subsistência. Submeter-se a certo tipo de trabalho perigoso ou moralmente condenável, como trabalhos insalubres ou atividades ilícitas, por exemplo.

Pela sua dimensão concreta e abrangência, numa sociedade capitalista é difícil acreditar que existe poder superior a este, o poder econômico. Porém, a teoria política afirma que o poder político é o poder supremo, superior, por ser o poder coator, o poder das armas. Por avocar para si o monopólio do uso da força, na acepção de Max Weber.

Façamos então uma reflexão: o que ocorre quando ambos, o poder político e o poder econômico, andam abraçados? No mínimo duas coisas. A primeira: haveria excesso de poder concentrado nas mãos de poucos, pois os detentores do poder econômico controlariam também o poder político. Isso viria em detrimento da democracia, e possibilitaria o surgimento de um sistema oligárquico de poder, que favoreceria ainda mais os privilegiados da sociedade.

A segunda coisa é que o poder político controlado pelos detentores do poder econômico poderia ser instrumentalizado em favor dos interesses destes últimos, satisfazendo as suas demandas em prejuízo da sociedade civil como um todo, que em sua maioria é constituída pelo povo, os não detentores da propriedade e da riqueza material.

Tomando como unidade política federativa o município, perguntamos: quem são os principais representantes do capital? Quem são aqueles que têm interesse direto em influenciar ou até controlar o poder público democraticamente eleito?

Podemos enumerar aqui três principais representantes do poder econômico no município: empresários da construção civil, dos transportes coletivos e da coleta de lixo (quando esta é terceirizada).

Uma vez eleito, o líder político (prefeito ou vereador) que tenha sido eleito com apoio desse tipo de empresariado certamente tenderá a favorecer os seus (deles) interesses.

Voltando a pergunta inicial: em quem votar? Uma recomendação salutar em defesa da democracia e dos interesses da coletividade, dos interesses da maioria, é que o cidadão eleitor procure identificar quais são os partidos e candidatos concorrentes e definam o seu voto a partir do critério de independência do partido e do candidato frente aos detentores do poder econômico.

A democracia agradece.

Sobre Juarez Duarte Bomfim 741 Artigos
Baiano de Salvador, Juarez Duarte Bomfim é sociólogo e mestre em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), doutor em Geografia Humana pela Universidade de Salamanca, Espanha; e professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Tem trabalhos publicados no campo da Sociologia, Ciência Política, Teoria das Organizações e Geografia Humana. Diversas outras publicações também sobre religiosidade e espiritualidade. Suas aventuras poético-literárias são divulgadas no Blog abrigado no Jornal Grande Bahia. E-mail para contato: [email protected]