Morre escritor baiano João Ubaldo Ribeiro

João Ubaldo Ribeiro faleceu vítima de embolia pulmonar.
João Ubaldo Ribeiro faleceu vítima de embolia pulmonar.
João Ubaldo Ribeiro faleceu vítima de embolia pulmonar.
João Ubaldo Ribeiro faleceu vítima de embolia pulmonar.

O escritor João Ubaldo Ribeiro morreu na madrugada de hoje (18/07/2014), aos 73 anos, em casa, na cidade do Rio de Janeiro. Ele era membro da Academia Brasileira de Letras (ABL) e ocupava a Cadeira 34 desde 1994. Jornalista e cientista político, ele foi autor de mais de 20 livros, publicados em 16 países.

Pela tradição, membros da ABL são velados na sede da Academia e enterrados no mausoléu da entidade, no cemitério São João Batista, em Botafogo, zona sul da cidade. A data do enterro ainda não foi definida, pois uma das filhas do escritor está vindo da Alemanha para o Rio. Ele era casado com Berenice de Carvalho Batella Ribeiro, com quem teve dois filhos, Bento e Francisca. Tinha outras duas filhas, Emília e Manuela, de um casamento anterior, com Mônica Maria Roters.

João Ubaldo ocupava a cadeira nº 34 da ABL desde 7 de outubro de 1993, e da Academia de Letras da Bahia (ALB), onde tomou posse em 2012. Ele também era colunista do Jornal A TARDE, onde escrevia aos domingos, no Caderno 2+. A última coluna assinada por ele foi publicada no domingo, 13, com o título “Maus perdedores”. A última coluna escrita por João Ubaldo será publicada neste domingo, 20.
Autor de livros como “Sargento Getúlio”, “O Sorriso do Lagarto” e o clássico da literatura nacional, “Viva o Povo Brasileiro”, João Ubaldo Ribeiro era conhecido por seu interesse em problemáticas sociais e políticas.

Biografia

Nascido em Itaparica, João Ubaldo Osório Pimentel Ribeiro ganhou, em 2008, o Prêmio Camões, o mais importante da literatura em língua portuguesa. Desde 1993, o escritor ocupava a cadeira número 34 da Academia Brasileira de Letras. Em 2012, ele tomou posse na Academia de Letras da Bahia, em substituição ao acadêmico Cláudio Veiga. João Ubaldo Ribeiro morreu no Rio de Janeiro, onde seu corpo será velado a partir das 10 horas, na sede da Academia Brasileira de Letras (ABL).

Entre as principais obras estão Sargento Getúlio (1971), Viva o Povo Brasileiro (1984) e O Sorriso do Lagarto (1989). João Ubaldo Ribeiro recebeu, em 2008, o Prêmio Camões, concedido pelos governos de Portugal e do Brasil, para autores que contribuem para o enriquecimento da língua portuguesa.

João teve algumas de suas obras adaptadas para o cinema e para a televisão. Em parte delas chegou a participar do processo de criação.

Governador Jaques Wagner lamenta a morte do escritor João Ubaldo Ribeiro

Em nota de pesar, o governador Jaques Wagner lamentou a morte do escritor baiano João Ubaldo Ribeiro, aos 73 anos, na madrugada desta sexta-feira (18): “A obra deixada por João Ubaldo Ribeiro nos auxilia, neste momento, a superar a dor pela sua perda. Imortal das academias de letras do Brasil e da Bahia, irônico e bem-humorado, soube como poucos desvendar as entranhas da epopeia brasileira. Sua crítica social muitas vezes incomodava, porém também apontava caminhos. Ubaldo é leitura essencial para quem quiser contribuir para a construção de uma sociedade melhor. Minhas condolências aos familiares e amigos”, disse o governador.

*Com informações do Jornal A Tarde e Agência Brasil.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111070 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]