Feira de Santana: vereador Marcos Lima diz que “prefeito José Ronaldo vem trabalhando dia e noite para atender as expectativas da população feirense”

Marcos Lima: "A demanda aqui em Feira de Santana é muito grande e, muitas vezes, não temos a estrutura adequada para poder dar a atenção necessária; o número de assessores é pouco. O desemprego é outro fator, as pessoas procuram os vereadores para buscar emprego e nós não temos".
Marcos Lima: "A demanda aqui em Feira de Santana é muito grande e, muitas vezes, não temos a estrutura adequada para poder dar a atenção necessária; o número de assessores é pouco. O desemprego é outro fator, as pessoas procuram os vereadores para buscar emprego e nós não temos".
Marcos Lima: "A demanda aqui em Feira de Santana é muito grande e, muitas vezes, não temos a estrutura adequada para poder dar a atenção necessária; o número de assessores é pouco. O desemprego é outro fator, as pessoas procuram os vereadores para buscar emprego e nós não temos".
Marcos Lima: “A demanda aqui em Feira de Santana é muito grande e, muitas vezes, não temos a estrutura adequada para poder dar a atenção necessária; o número de assessores é pouco. O desemprego é outro fator, as pessoas procuram os vereadores para buscar emprego e nós não temos”.

Em entrevista, o edil Marcos Lima falou, entre outros assuntos, sobre as dificuldades enfrentadas no exercício da vereança e fez uma avaliação positiva do seu trabalho no Legislativo, bairros e distritos, salientando, sobretudo projetos de interesse social. Empresário do ramo de calçados, Marcos cumpre o primeiro mandato como vereador pelo PRP, na Casa da Cidadania, onde é presidente da Comissão de Meio Ambiente, Direitos Humanos e Defesa do Consumidor. Ele já foi também presidente do Instituto Social Rua Nova.

O prefeito José Ronaldo está atendendo suas expectativas?

Marcos Lima – Com certeza, o prefeito José Ronaldo vem trabalhando dia e noite para atender as expectativas da população feirense. Como vereador, todas as vezes que tenho audiência com o prefeito, ele tenta solucionar os problemas apresentados, com ações que trazem benefícios para a cidade, a exemplo de infraestrutura nos bairros, escolas e postos de saúde.

Qual a plataforma de seu mandato?

Marcos Lima – Nosso mandato vem se posicionando em várias áreas, principalmente na saúde e educação. Nosso mandato é voltado para o social, buscando atender as demandas da população mais carente, levando ao conhecimento das Secretarias e do prefeito as reivindicações após as nossas caminhadas diárias nos bairros e distritos de Feira de Santana.

De que forma o seu trabalho parlamentar tem contribuído para melhorar a vida da população?

Marcos Lima – Acredito que através dos projetos de leis que são apresentados na Casa, onde vem beneficiar a população mais carente, buscando do Executivo melhorias na saúde, educação, segurança, habitação, entre outros. Nossas indicações também estão sendo atendidas pelo prefeito. Em vista disso, a gente vê que nosso trabalho de vereador surte um efeito positivo diretamente nas pessoas.

Nesta legislatura vários projetos de sua autoria foram aprovados. Em sua opinião, qual o mais importante para o município? E o senhor já dispõe de alguma proposição para apresentar no segundo semestre deste ano?

Marcos Lima – Todos os projetos apresentados são bons, porém se for para destacar um, eu destacaria o projeto que institui, no âmbito do município, o Cuidador Cidadão, destinado a incentivar a figura do cuidador voluntário de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, estimular essa atividade e fornecer o respectivo treinamento. Esse projeto vai beneficiar as pessoas mais carentes, onde não tem a quem recorrer, como é o caso de idosos. O próximo projeto é polêmico, pois visa aumentar o número de pessoas com direito à gratuidade no transporte público. A outra matéria tem o objetivo de disciplinar fachadas em lojas da cidade. Há fachadas que ocupam mais de 100 metros quadrado, poluindo visualmente a nossa cidade.

Qual a maior dificuldade na função de um vereador?

Marcos Lima – A demanda aqui em Feira de Santana é muito grande e, muitas vezes, não temos a estrutura adequada para poder dar a atenção necessária; o número de assessores é pouco. O desemprego é outro fator, as pessoas procuram os vereadores para buscar emprego e nós não temos, muitas vezes, os empregos para oferecer. Porém, da melhor forma possível, tentamos resolver essa questão. Feira de Santana cresce a cada dia e estamos tentando nos adequar para prestar um atendimento de qualidade à população feirense.

Em seu ponto de vista, quais os grandes problemas do município, e de que forma é possível solucioná-los?

Marcos Lima – Entendo que hoje o grande problema da cidade é a saúde. Tanto o Estado quanto o Município não estão adequados para a esse setor. Nota-se que hoje para se fazer uma cirurgia aqui na cidade é uma dificuldade imensa; parto é um transtorno. O Hospital da Mulher está com superlotação, pois atende Feira de Santana e vários municípios. Atualmente, os dois maiores problemas é saúde e falta de emprego. Vale lembrar que gerando trabalho, reduz violência, e a saúde sendo bem assistida, melhora a qualidade de vida da população.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111054 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]