Eleições 2014 – Bahia: presidente do PT dispara contra democratas: “Faça o que digo, mas não faça o que faço”

O deputado Bruno Reis possa para fotos com militantes do DEM com adesivo do 25.

O deputado Bruno Reis possa para fotos com militantes do DEM com adesivo do 25.

Funcionário da Prefeitura de Salvador com adesivo do Democratas no desfile do 2 de Julho.

Funcionário da Prefeitura de Salvador com adesivo do Democratas no desfile do 2 de Julho.

Durante o desfile de 2 de Julho (2014) em Salvador, o presidente do PT da Bahia, Everaldo Anunciação, teceu duras críticas ao partido Democratas por levar militantes e até supostos funcionários da prefeitura local usando adesivos do número 25 (DEM) para um evento que considerou como não-partidário. Para Everaldo, cabe à Justiça Eleitoral decidir a punição, mas lembra que a resolução 2304/14, estabelece que a propaganda partidária e de candidatos, somente é possível a partir do dia 6 de julho – exceto em convenção. Em imagens capturadas no evento, o prefeito ACM Neto (DEM) e o deputado estadual Bruno Reis (PMDB) aparecem posando com pessoas usando o adesivo do número 25.

“É uma característica do DEM, em especial do presidente do partido na Bahia [José Carlos Aleluia], eles falam uma coisa e praticam outra. É o famoso ‘faça o que eu digo, mas não faça o que faço’. Criticaram o PT por realizar um megaevento em local fechado, mas usam funcionários em uma festa não-partidária para fazer campanha eleitoral. Agora não cabe ao PT, quem tem que vigiar isso é o Tribunal Regional Eleitoral, que tem que fiscalizar e aplicar a pena devida”.

De acordo com o presidente estadual petista, a utilização de adesivos “é uma agressão à boa vontade dos baianos e das baianas que foram comemorar o 2 de Julho e não para assistir um programa de exibição eleitoral. A arrogância, a prepotência, são características deles e é assim, por exemplo, na votação de projetos na Câmara. É um desrespeito à manifestação popular, essa é a característica do DEM. Mas acredito que a sociedade está, cada vez mais, banindo e indo contra esse tipo de atitude”, completa Everaldo.

Já o presidente do PT de Salvador, Edson Valadares, afirma ser “uma total ilegalidade ver bandeiras com o número espalhadas por todo percurso do desfile, com a marca da prefeitura vinculada ao número 25. Na verdade, eles sempre fizeram isso, acham que a justiça e a sociedade deviam viver subordinadas a sua forma de pensar e de agir. Merece de nossa parte o repúdio, mas como disse o presidente Everaldo, cabe ao Ministério Público e ao Tribunal Regional Eleitoral tomar as atitudes necessárias. O DEM sempre fez isso, aparelham e acham que os tempos ainda são os mesmos, mas não são. Com certeza a Justiça saberá punir esse tipo de irregularidade”.

Publicidade

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]