Deputado Bruno Reis critica governador por negar empréstimo à Prefeitura de Salvador

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Bruno Reis critica duramente governador Jaques Wagner.
Bruno Reis critica duramente governador Jaques Wagner.
Bruno Reis critica duramente governador Jaques Wagner.
Bruno Reis critica duramente governador Jaques Wagner.

O presidente do PMDB de Salvador, Bruno Reis, comentou nesta manhã a decisão do governo estadual de não conceder em empréstimo à Prefeitura para a realização de obras de recapeamento ligando Cajazeiras à BR-324. “Li no Twitter do prefeito ACM Neto que, mais uma vez, o Estado quer retaliar a prefeitura. No ocaso de sua péssima administração, Jaques Wagner quer prejudicar ainda mais a população carente de Salvador, justamente a que mais precisa de obras. Felizmente, para todos nós, este governador que deixou de herança 35 mil assassinatos, está com os dias contados”, afirmou Bruno Reis.

O parlamentar tranqüilizou a população, ao afirmar que o prefeito vai fazer as obras com recursos próprios. “Jaques Wagner não tem nenhuma sensibilidade para a importância de uma obra como esta, mas ACM Neto tem. Então, os moradores podem ficar tranquilos por dois motivos: a obra vai sair e Jaques Wagner está deixando o governo”.

Vereador lembra que Pelegrino garantiu empréstimo do governo à Prefeitura

O vereador Tiago Correia (PTN) afirmou que a bancada do prefeito ACM Neto (DEM) na Câmara Municipal deve votar rapidamente o pedido de revogação do empréstimo de até R$100 milhões aprovado junto ao Desenbahia para a Prefeitura investir requalificação asfáltica da cidade e a construção da via ligando Cajazeiras à BR-324. Correia afirmou que “certamente existem questões políticas e eleitorais por trás dessa decisão, que é muito mais política do que técnica”.

“O Desenbahia alegou limitações financeiras do banco. Mas lembro que o deputado federal Nelson Pelegrino (PT), aliado importante do governador Jaques Wagner, já havia garantido o empréstimo em entrevistas. Ele chegou a dizer, inclusive, que as obras de recapeamento na cidade eram feitas com recursos desse empréstimo que nunca saiu do papel e não vai sair mais por questões eleitorais e mesquinhas”, ressaltou o edil.

Tiago Correia lamentou que a campanha eleitoral interfira em decisões administrativas do governo baiano, prejudicando a primeira capital do Brasil. “Querem inviabilizar a licitação do transporte público e agora a gente teme até que eles façam o mesmo em relação ao BRT que vai fazer a ligação entre a Estação da Lapa e a região do Iguatemi. Esperamos que o governo federal também não seja contaminado por essa disputa política. O prefeito ACM Neto sempre soube separar as coisas, tanto que procurou manter uma relação harmônica com os governos federal e estadual. Pena que o PT da Bahia não saiba fazer isso e só seja republicano no discurso”.

Bacelar desmente governo do estado: “financiamentos são para aliados políticos”

Após a polêmica envolvendo o Desenbahia em que a agência de fomento negou um financiamento já acordado entre Prefeitura de Salvador e o Governo do Estado para a construção de uma obra viária em Cajazeiras que beneficiaria milhares de pessoas, o deputado João Carlos Bacelar descartou no dia 19 (07/2014) que a suspensão do empréstimo de R$ 40 milhões tenha sido por razões orçamentárias. A instituição alegou que para todo o ano de 2014 conta com R$ 30 milhões para atender todos os municípios.

“Como acreditar nessa falácia de falta de dinheiro se o governo liberou recentemente R$ 70 milhões de uma só vez para a prefeitura de Camaçari? Isso é uma mentira.” bradou Bacelar. “Fica evidente que o governo quer contemplar apenas seus aliados políticos e os prefeitos de sua legenda, contrariando interesses legítimos dos moradores da populosa região de Cajazeiras que reivindicam há anos a construção de uma nova via de ligação com a BR-324.”

O deputado vai além e diz que todo esse movimento próximo das eleições foi arquitetado em prol de políticos que trabalham pesado para deixar a Bahia do jeito que está. “Eles tentam enganar o povo com discursos prontos de que estão atentos aos problemas da maioria da população. Mas o povo está esperto e não vai se deixar enganar. O slogan deles deveria ser: “A Bahia de todos nós (do PT)”, alfinetou Bacelar.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123105 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.