Pesquisa revela que número de pessoas com excesso de peso aumentou nos últimos 30 anos

Graça Pimenta reforça perigos ocasionados pela doença à população.

Graça Pimenta reforça perigos ocasionados pela doença à população.

Um estudo publicado esta semana pela revista Lancet revela que o número de pessoas obesas e com excesso de peso aumentou de 857 milhões na década de 1980 para 2,1 mil milhões em 2013. Ainda segundo a pesquisa, nos últimos 33 anos, a taxa de adultos obesos e com excesso de peso aumentou 28%, enquanto a taxa das crianças e adolescentes (até os 19 anos) subiu 47%.

A deputada estadual Graça Pimenta (PMDB), autora de um projeto de Lei apresentado na Assembleia Legislativa (AL), o qual se tornou a Lei nº 12.634/2013 – que institui a Semana Estadual de Educação Preventiva e do Enfrentamento da Obesidade Mórbida a ser realizada na última semana do mês de setembro – volta a reforçar os perigos ocasionados pelo excesso de peso à população.

“Sempre busco expor para as pessoas os perigos que o excesso de peso causa em nosso corpo, a exemplo de doenças cardiorrespiratórias, infartos e derrames cerebrais, bem como hipertensão, câncer e diabetes. A falta de atividades físicas no dia a dia, o consumo excessivo de álcool e tabaco e a alimentação inadequada – com alta ingestão de calorias e gorduras saturadas -, contribuem significativamente para o ganho de peso. Por isso, é preciso que as pessoas se conscientizem sobre a importância de uma reeducação alimentar, da visita aos médicos com mais frequência para manter a saúde em dia e da prática de atividades físicas em busca de uma vida mais saudável e feliz”, declara a parlamentar.

A mesma acrescenta: “O estudo mostra que o número de crianças e adolescentes com excesso de peso aumentou consideravelmente. Por isso, os pais devem atentar para a alimentação e as atividades de lazer de seus filhos. A obesidade já é considerada um problema de saúde pública. Em virtude disso, é preciso proporcionar o tratamento adequado ao paciente portador de obesidade mórbida, por exemplo, já que a doença exige uma atenção especial do Poder Público. Contudo, a participação da sociedade é fundamental para ajudar na redução destes dados”.

De acordo com a pesquisa, o maior aumento nos níveis de excesso de peso e obesidade ocorreu entre os anos de 1992 e 2002, principalmente entre os 20 e os 40 anos. A prevalência de excesso de peso e obesidade nas crianças aumentou significativamente nos países desenvolvidos: de 17% em 1980 para 24% em 2013 entre os rapazes, e de 16% para 23% entre as jovens. Nos países em desenvolvimento, o aumento passou de 8% para 13% tanto entre os rapazes quanto entre as jovens nos últimos 33 anos.

Vale ressaltar que um dos objetivos da Lei nº 12.634/2013  é promover a divulgação de ações preventivas, terapêuticas, reabilitadoras e legais relacionadas à obesidade, além de contribuir para o desenvolvimento de propostas que possibilitem o acesso universal dos portadores do excesso de peso aos serviços públicos.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]

Be the first to comment on "Pesquisa revela que número de pessoas com excesso de peso aumentou nos últimos 30 anos"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*