O mar da Bahia virou floresta nas mandalas de Simone Bichara

Juarez e Simone Bichara
Juarez e Simone Bichara

Juarez e Simone BicharaA floresta virou mar e o mar da Bahia virou floresta nas mandalas de Simone Bichara

A artista plástica acreana Simone Bichara há muito se dedica a arte de confeccionar mandalas. Muitas… de todos os tamanhos, cores e tipos. Quem conhece a sua arte se surpreende permanentemente com a qualidade da sua técnica, a beleza de suas peças.

O motivo maior de inspiração da Simone, nossa Querida Nirupa, é a floresta amazônica e os seus mistérios. Filha de um Estado — o Acre — que tem 85% de seu território protegido por lei, as FLONA (Floresta Nacional), é nas verdes matas que a artista desenvolve a sua verve criativa, e nos brinda com estes lindos trabalhos.

Simone é também divulgadora cultural das coisas de sua terra natal, que nós amamos tanto: o Querido Planeta Acre. Protegida pela Senhora Rainha da Floresta ela viaja pelo Brasil e pelo mundo clamando: “Eu venho da Floresta / com meu cantar de amor…”

Pois não é que as mandalas de Simone Bichara invadiram Salvador e estão ali, expostas, ao alcance de todos?

Mais de um século depois da predição de Antônio Conselheiro que “o sertão ia virar mar e o mar virar sertão”, cumpre-se, em outros termos, a profecia, e a floresta virou mar e o mar da Bahia virou floresta nas mandalas de Simone Bichara.

A sua arte pode ser classificada junto com aquele seleto grupo de maestros amazônicos que produzem arte visionária e arte ayahuasqueira.

Diz o release: a exposição “Círculos Florestais”, da artista plástica Simone Bichara, natural do Acre, permanece em cartaz até o dia 30 de junho, no foyer térreo do Teatro Sesc Casa do Comércio. A mostra traz elementos da natureza no universo amazônico e indígena, bem como os mundos africano e oriental, retratados em forma de mandalas.

A Floresta, com os seus cipós retorcidos e sagrados, suas raízes mais profundas que as digitais do tempo, seu cheiro de ambrosia e de verde lodo, sua terra escarlate de vida, e com o seu oxigênio tão puro e místico quanto à própria existência adentrou os Círculos Florestais de Simone Bichara e mais uma vez vem colorir a íris dos olhos do público. A proposta é que essa seja uma exposição completa de sons, odores, sabores e cores da Floresta.

As mandalas são confeccionadas em madeira reciclada, nankin e tinta produzida diretamente pela a artista. Os tamanhos variam de 30 cm a 1 metro.

As mandalas de Simone Bichara  ficam em exposição permanente no Centro de Eventos e Pousada Holística Gaya Aldeia do Ser – Rio Branco-Acre.

O quê: Exposição Círculos Florestais

Onde: Foyer do Teatro Sesc Casa do Comércio (Salvador-Bahia)

Quando: até 30 de Junho, de segunda a quinta, das 9h às 17h, e de sexta a domingo, das 14h às 21h

Para maiores informações e vendas: (71) 9162-5590, (68) 8109-0289,

(68) 9984-6237.

E-mail: [email protected]

Visite o site: http://mandalasdafloresta.blogspot.com.br/

Sobre Juarez Duarte Bomfim 741 Artigos
Baiano de Salvador, Juarez Duarte Bomfim é sociólogo e mestre em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), doutor em Geografia Humana pela Universidade de Salamanca, Espanha; e professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Tem trabalhos publicados no campo da Sociologia, Ciência Política, Teoria das Organizações e Geografia Humana. Diversas outras publicações também sobre religiosidade e espiritualidade. Suas aventuras poético-literárias são divulgadas no Blog abrigado no Jornal Grande Bahia. E-mail para contato: [email protected]