Mãe que deu a luz na recepção elogia atendimento do Hospital da Mulher de Feira de Santana

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Gilberte Lucas diz que acolhimento na unidade passará a ser de 24h.
Gilberte Lucas diz que acolhimento na unidade passará a ser de 24h.

A pequena Vitória, que nasceu na última quinta-feira (29/05/2014), pesando 2,708 kg, e sua mãe, Michele Dias, receberam alta médica do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, na tarde deste domingo, 1º. A paciente que chegou a unidade hospitalar em período expulsivo – trabalho de parto – deu a luz na recepção do hospital, mas foi prontamente atendida.

O fato foi filmado por outras pessoas que aguardavam atendimento e repercutiu em alguns veículos de imprensa. Entretanto a qualidade do serviço foi atestada pela parturiente e seus familiares. “Não tenho o que falar do hospital, pois eu e minha filha recebemos todos os atendimentos necessários. Graças a Deus deu tudo certo”, declarou Michele.

O marido dela e pai de Vitória, Wilson Pereira de Jesus, também elogiou o atendimento que sua esposa e filha receberam no Hospital da Mulher. “A repercussão se deu por conta do vídeo que fizeram. Em nenhum momento eu e minha família dissemos o contrário sobre o hospital. Por isso, só temos que agradecer”, pontuou.

A diretora do Complexo Materno Infantil, Charline de Almeida Portugal, explica que no período expulsivo é natural acontecer um parto espontâneo. “Nessa situação ela pode parir em qualquer lugar, até a caminho do hospital. A paciente não deu entrada na unidade, ela foi diretamente para a sala de espera, e em cinco minutos expulsou o feto”.

Charline salientou ainda que no momento da chegada desta paciente, a equipe médica prestava socorro a outra parturiente em estado grave. “No vídeo (veiculado na imprensa) o homem que segura o bebê no colo não era o pai da criança, como também foi noticiado. Trata-se de um acompanhante de outra paciente que estava no local do ocorrido”, informou.

ATENDIMENTO 

A diretora observa ainda que a unidade vem recebendo uma demanda expressiva nos últimos dias. “Como o Hospital da Mulher é referência, além dos municípios que são pactuados, atendemos qualquer mulher que chega à unidade. Na quinta-feira, as quatro pacientes que estavam aguardando já tinham passado por uma triagem, que verificou que naaquele momento não havia nenhum caso de urgência. Ao contrário do caso de Michele, que chegou logo após a triagem e depois de cinco minutos deu a luz”, lembrou.

Para  diretora, o fato da paciente parir na recepção do Hospital da Mulher não descaracteriza uma assistência. “Inclusive filmaram no momento que ela foi assistida, colocada numa maca e transportada para o centro obstétrico. Durante esse transporte, o bebê que se encontrava lá dentro, recebeu atendimento do pediatra e em seguida foi direto para o alojamento conjunto, onde ficou com a mãe de sexta até este domingo. Conforme o protocolo do Ministério da Saúde, após 48 horas o recém-nascido recebe alta. Já a mãe recebe alta em 24 horas, e foi o que aconteceu”, pontua.

O acolhimento na unidade passará a ser de 24h, conforme informa a presidente da Fundação Hospitalar, Gilberte Lucas. Neste período a paciente é acompanhada por psicólogo e assistente social.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112929 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]