Eleições 2014 – Bahia: Rui Costa fala em valor humano, conhecimento acadêmico, dignidade e identidade histórica com a classe trabalhadora como elementos que o credenciam ao governo da Bahia

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Rui Costa: “Eu digo sempre que tenho duas formações. Uma da universidade, da experiência de secretário e deputado, e outra da minha vida. Foi nela que adquiri os valores e as convicções de buscar a melhoria para a vida das pessoas.".
Rui Costa: “Eu digo sempre que tenho duas formações. Uma da universidade, da experiência de secretário e deputado, e outra da minha vida. Foi nela que adquiri os valores e as convicções de buscar a melhoria para a vida das pessoas.".
Rui Costa: “Eu digo sempre que tenho duas formações. Uma da universidade, da experiência de secretário e deputado, e outra da minha vida. Foi nela que adquiri os valores e as convicções de buscar a melhoria para a vida das pessoas.".
Rui Costa: “Eu digo sempre que tenho duas formações. Uma da universidade, da experiência de secretário e deputado, e outra da minha vida. Foi nela que adquiri os valores e as convicções de buscar a melhoria para a vida das pessoas.”.

“Eu nasci numa família pobre do bairro da Liberdade e conheço de perto a dificuldade das pessoas para superar a falta de oportunidades. Portanto, eu quero fazer um estado de inclusão social, que garanta oportunidades, chance de ter uma profissão e condições para melhorar de vida. E isso para todos os baianos”. A afirmação feita por Rui Costa, pré-candidato ao governo do Estado pelo Partido dos Trabalhadores, em entrevista à rádio Band News FM, de Salvador, na manhã desta sexta-feira (30/05/2014), apontou o que será a prioridade de seu programa de governo.

Rui Costa afirmou ainda que pretende ampliar o processo de inclusão iniciado pelo governador Jaques Wagner. “Quando Wagner assumiu, tínhamos índices muito ruins, a começar pelo analfabetismo. Eram 2 milhões de analfabetos na Bahia e não há estado que se desenvolva com essa realidade. A educação é um dos nossos carros chefe. O governador fez um ato grandioso, que foi colocar 1,3 milhão de adultos na sala de aula para aprender a ler e escrever, é isso que muda a vida das pessoas”.

Rui Costa falou sobre sua história de vida. “Meu pai era metalúrgico e minha mãe dona de casa, lembro que faziam de tudo um pouco para ajudar a sustentar os filhos. Ela era doceira, recebia encomendas de bolos e doces, mas nem sempre havia encomendas. Aí, ela saia para fazer faxinas e eu a acompanhei muitas vezes nessas faxinas. Sempre sonhava em fazer um curso técnico para ter uma profissão e ajudar minha mãe a melhorar de vida. Fiz o curso técnico, depois me formei em economia na Universidade Federal. Posso dizer que tiver uma vida de superação.”

Rui lembrou que, naquela época, só havia um curso técnico na Bahia. “Ficava alí no Barbalho, era muito concorrido, nem todos conseguiam ter acesso. Hoje, depois de Lula, Dilma e Wagner, a Bahia vai terminar o ano com 31unidades de cursos técnicos federais”. Ele lembrou que a educação profissional do estado também deu um salto nos últimos anos. “O governo anterior entregou apenas 4 mil matrículas de cursos profissionalizantes na rede estadual e hoje temos 69 mil alunos estudando e aprendendo uma profissão.”

Perguntado sobre o que lhe credencia a ser governador, ele afirmou que se preparou para isso. “Eu digo sempre que tenho duas formações. Uma da universidade, da experiência de secretário e deputado, e outra da minha vida. Foi nela que adquiri os valores e as convicções de buscar a melhoria para a vida das pessoas. Saí de uma encosta pobre da Liberdade e, com muita determinação, entrei na política com essa meta. E eu sou assim, não descanso, busco saídas, alternativas e assim vai ser em toda a minha trajetória”.

Sobre o que lhe diferencia do governador Jaques Wagner, Rui pontuou que cada governo responde pelas demandas e necessidades de um período, e defendeu o legado do atual governador. “Wagner fez uma grande transformação na Bahia, em todas as áreas. Nós vamos mostrar isso ao longo da campanha. Posso afirmar que em todas as áreas ele superou os governos passados, principalmente em relação ao ex-governador que deixou o governo em dezembro de 2006”. Rui afirmou que tem características de personalidade diferentes de Wagner, mas que o conteúdo político que visa incluir e dar oportunidades a quem mais precisa é o mesmo.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113912 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]