Deputado Joseildo Ramos diz que prefeitura trava R$ 150 milhões em obras de Embasa em Salvador

Joseildo Ramos: “Existem obras paralisadas por falta de alvará, execução de novas ligações de água e esgoto, obras estruturantes de um total de R$ 151 milhões. Tanto que há poucos dias a Embasa teve que impetrar um mandado de segurança contra a Sucom”.
Joseildo Ramos: “Existem obras paralisadas por falta de alvará, execução de novas ligações de água e esgoto, obras estruturantes de um total de R$ 151 milhões. Tanto que há poucos dias a Embasa teve que impetrar um mandado de segurança contra a Sucom”.
Joseildo Ramos: “Existem obras paralisadas por falta de alvará, execução de novas ligações de água e esgoto, obras estruturantes de um total de R$ 151 milhões. Tanto que há poucos dias a Embasa teve que impetrar um mandado de segurança contra a Sucom”.
Joseildo Ramos: “Existem obras paralisadas por falta de alvará, execução de novas ligações de água e esgoto, obras estruturantes de um total de R$ 151 milhões. Tanto que há poucos dias a Embasa teve que impetrar um mandado de segurança contra a Sucom”.

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia e autor da iniciativa que revogou a Lei de Privatização da Embasa, o deputado Joseildo Ramos (PT) acusou, nesta terça-feira (10/06/2014), a prefeitura de Salvador de travar investimentos da empresa no município. “Existem obras paralisadas por falta de alvará, execução de novas ligações de água e esgoto, obras estruturantes de um total de R$ 151 milhões. Tanto que há poucos dias a Embasa teve que impetrar um mandado de segurança contra a Sucom”, revelou.

Com números em mãos, o parlamentar subiu na tribuna e comparou os reajustes de tarifas e os investimentos da empresa entre o período governado pelo DEM e durante o governo de Jaques Wagner. “ De 2001 a 2005, essa mesma Embasa investiu, com recursos próprios, R$ 942 milhões. Nesse período o reajuste ficou em 88,39%. Em nosso governo, de 2005 a 2012, investimos 2,59 vezes mais. Foram R$ 2,4 bilhões com reajuste de 90,8%.”, disse.

O parlamentar negou que o projeto do executivo estadual de regulação metropolitana tenha objetivo de arbitrar sobre o papel do município na regulação do serviço em Salvador. “Não pode o prefeito de Salvador, como membro da Região Metropolitana, decidir sobre os serviços de saneamento cuja região transcende o território conurbado de vários municípios. Os serviços que a Embasa presta no abastecimento de água, nas ligações de esgotamento sanitário decorrem de bacias hidrográficas que transcendem os limites territoriais de Salvador, a exemplo do maior manancial que é Pedro do Cavalo”, argumentou.

Leia +

Deputado Carlos Geilson contesta afirmações de que DEM quer privatizar a Embasa

Deputado Joseildo Ramos diz que prefeitura trava R$ 150 milhões em obras de Embasa em Salvador

ALBA aprovada a criação da Entidade Metropolitana de Salvador e modificações nas carreiras da saúde

Deputado Bruno Reis clama por retirada de projeto que “impede fiscalização da Embasa”

Prefeitura de Salvador assume regulação e fiscalização da Embasa

Deputado Nelson Pelegrino alerta: “cancelamento da concessão da Embasa é ilegal”

Crise – Embasa | Paulo Azi diz que projeto de Wagner é inspirado na ditadura militar

Embasa explica convênio que regula intervenções em Salvador

Aliado de ACM Neto diz que Embasa prejudica Salvador de forma deliberada

Deputado Joseildo Ramos diz que DEM quer privatizar Embasa e acusa ACM Neto de leiloar Salvador

Crise – Embasa | Vereador soteropolitano diz que governador Jaques Wagner privatizou até a Arena Fonte Nova

“Governador tem medo da Embasa ser fiscalizada”, diz vereador soteropolitano Leo Prates

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106596 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]