80 anos de Francisca Campos de Nascimento, a Irmã de Caridade

Juarez Duarte Bomfim.
Juarez Duarte Bomfim.

De toda honra e homenagens é merecedora a Madrinha Chica Gabriel

Na sagrada noite de 07 de junho de 2014, a Vila Ivonete (Rio Branco-Acre) estará em festa. Comemora-se o aniversário da Sra. Francisca Campos de Nascimento, a Irmã de Caridade Madrinha Chica Gabriel.

Madrinha Chica é presidente do Centro Espírita Obras de Caridade Príncipe Espadarte, um dos centros de Daime desta Cidade que é a Capital da Floresta.

Neste ano o Centro Espírita por ela fundado comemora 23 anos de existência, e também festeja-se os 57 anos de chegada de Dona Chica à Missão de Mestre Daniel Pereira de Mattos, o Frei Daniel.

Foi assim: atormentada por tumores que lhe cobriam o corpo dos pés a cabeça, Francisca Campos do Nascimento, Dona Chica Gabriel, estava como que “desenganada pelos médicos”. Os medicamentos já não surtiam efeitos.

Foi quando o seu marido, Francisco Gabriel do Nascimento, seu Chico Gabriel, a levou para uma consulta com o Mestre Daniel. Era uma manhã de domingo, 20 de maio de 1957 e, caminhando pelo estreito varadouro a caminho da Vila Ivonete, Dona Chica elevou o pensamento, rogando por sua cura. Prometeu que se ficasse boa continuaria naquela casa, naquela igreja, até o dia que Deus permitisse.

Mestre Daniel os recebeu, e perguntou para dona Chica Gabriel:

— A senhora acredita em São Francisco das Chagas?

Ele repetiu esta pergunta três vezes. Por três vezes ela respondeu afirmativamente:

— Eu creio!

— Olhe Dona Chiquinha, assim como a senhora acredita que existe São Francisco das Chagas pode acreditar que a senhora vai ficar boa.

Mandou que ela entrasse naquela humilde igrejinha de taipa, e que sentasse no banquinho de pau roliço. Chamou o irmão José Joaquim e o autorizou a fazer uma busca espiritual para descobrir a causa dos seus males.

A sua doença era um mal secreto que lhe fizeram quando estava no terceiro dia de resguardo. Mestre Daniel lhe disse que ficaria curada, mas não seria logo, demoraria um tempo. A convidou para ser trabalhadora da Missão.

Diagnosticada a doença espiritual, começou o tratamento. Mestre Daniel rezou e pediu a outros irmãos que rezassem nela, ensinou remédio caseiro, banho de ervas e lhe deu o Daime nos primeiros meses como medicamento.

Como trabalhadora do Centro Espírita e Culto de Oração “Casa de Jesus – Fonte de Luz”, Dona Chica Gabriel recebeu a sua primeira entidade espiritual em 01 de dezembro de 1957, dia de Todos os Santos. Era o Príncipe Espadarte, chamado pelo Mestre Daniel para prestar atendimento a uma mulher que chegara quase morta em sua casa.

Mestre Daniel pediu a Rainha do Mar que concedesse a Dona Chica contato com seres espirituais, afirmando que sua linha era a “linha do mar”. Um dia, este ser curador se apresentou diante dela em uma miração (visão), encantado na forma de um peixe espada. São os mistérios e maravilhas desta Doutrina Encantada.

Desse dia em diante, o aparelho de Dona Chica serviu para o Príncipe Espadarte dar início às consultas e aos passes espirituais durante os trabalhos de Obras de Caridade.

A Irmã de Caridade Chica Gabriel não tinha dia nem hora para prestar qualquer serviço que estivesse ao seu alcance. Nos mistérios do Céu, da Terra e do Mar passou a atender no gongá (Gabinete) como aparelho do Soldado Guerreiro Príncipe Dom Simeão, o Doutrinador dos pagãos.

Após 34 anos trabalhando na Casa Espírita fundada pelo Mestre Daniel, Dona Chica Gabriel cumpriu uma penitência e foi autorizada a fundar o seu próprio Centro e, em 23 de novembro de 1991, fundou o Centro Espírita Obras de Caridade Príncipe Espadarte, em sua própria casa.

Em sua nova missão, continuou os trabalhos de Obras de Caridade, no atendimento de pessoas necessitadas, material e espiritualmente, na doutrinação de almas, batismo de pagãos e de crianças.

Nos mistérios da Santa Doutrina, Madrinha Chica promove Obras de Caridade, no atendimento de pessoas que chegam à procura de ajuda, de conforto. incorporando o Soldado Guerreiro da Paz (Mistério do Astral), o Príncipe Dom Simeão (Mistério da Terra), e o Príncipe Espadarte (Mistério do Mar) — entidade que na sua missão espiritual se converteu em seu guia chefe, e designa oficialmente o nome desta Casa: Centro Espírita Obras de Caridade Príncipe Espadarte

Venho louvando com firmeza

A Irmã de Caridade

Sou a Paz, o Amor, a Justiça

Realeza, Luz e Caridade

Incansável na sua missão espiritual, o Centro Espírita presidido por ela, Madrinha Chica Gabriel, tem um calendário litúrgico quase diário: são mais de 280 dias por ano que se abre o Culto Santo (atos litúrgicos) e se trabalha na Santa Luz.

Madrinha Chica Instituiu a Romaria do Patriarca São José (01 a 19 de março),  de Nossa Senhora da Glória (de 01 a 15 de agosto), o Compromisso da Quaresma (40 dias), a reza das mil Ave-Marias em louvor a Nossa Senhora da Rosa Mística e o compromisso do Santo Rosário, aos domingos.

Ela costuma dizer que o seu Mestre, Daniel Pereira de Mattos, não descansava: toda noite pegava o violão e abria o Culto Santo. Dessa maneira, esta caritativa senhora busca alcançar as promessas de Cristo: “onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome lá eu estarei”.

Nesta sagrada noite de 07 de junho de 2014, de toda honra e homenagens é merecedora a Matriarca Francisca Campos de Nascimento, Madrinha Chica Gabriel, Irmã de Caridade.

Quatro estrelas brilhantes

Graças vêm nos derramar

A primeira é Jesus Cristo

A segunda é a Rainha Soberana

A terceira é a Rainha das Florestas

A quarta é a Rainha do Mar.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Juarez Duarte Bomfim 742 Artigos
Baiano de Salvador, Juarez Duarte Bomfim é sociólogo e mestre em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), doutor em Geografia Humana pela Universidade de Salamanca, Espanha; e professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Tem trabalhos publicados no campo da Sociologia, Ciência Política, Teoria das Organizações e Geografia Humana. Diversas outras publicações também sobre religiosidade e espiritualidade. Suas aventuras poético-literárias são divulgadas no Blog abrigado no Jornal Grande Bahia. E-mail para contato: [email protected]