Projeto do BRT é apresentado na Câmara Municipal de Feira de Santana

Marco Antonio Diniz: “É um programa onde a Prefeitura Municipal de Feira de Santana, por meio de um financiamento, fará implementações no sistema viário, principalmente no sistema de transporte público coletivo, no sentido de melhorar a mobilidade urbana da cidade”.Marco Antonio Diniz: “É um programa onde a Prefeitura Municipal de Feira de Santana, por meio de um financiamento, fará implementações no sistema viário, principalmente no sistema de transporte público coletivo, no sentido de melhorar a mobilidade urbana da cidade”.


Na manhã desta quinta-feira (08/05/2014), foi apresentado na Casa da Cidadania, mediante sessão especial, o projeto do Bus Rapid Transit (BRT), que a Prefeitura Municipal de Feira de Santana pretende implantar na cidade, com o objetivo de melhorar a mobilidade urbana.

O evento foi conduzido pelo presidente do Legislativo feirense, vereador Justiniano França, que compôs a mesa juntamente com o procurador da República, Marcos André Carneiro; o promotor de Justiça, Luciano Taques; o secretário municipal de Planejamento, Carlos Brito, e o diretor presidente da Prisma Consultoria e Engenharia Ltda., Marco Antônio Diniz.

Marco informou que, através do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC 2), o Governo Federal está investindo recursos em ações estruturantes para melhorar o sistema de transporte coletivo urbano dos municípios.

“É um programa onde a Prefeitura Municipal de Feira de Santana, por meio de um financiamento, fará implementações no sistema viário, principalmente no sistema de transporte público coletivo, no sentido de melhorar a mobilidade urbana da cidade”, salientou.

De acordo com o palestrante, o plano de mobilidade urbana de Feira de Santana prevê, entre outras coisas, a implantação de dois corredores de ônibus exclusivos para o BRT: um na avenida Getúlio Vargas e o outro na avenida João Durval.

Segundo ele, com esse sistema será necessário a instalação de três novos terminais de integração, que devem ser implantados nas avenidas Getúlio Vargas e Ayrton Senna (continuação da avenida João Durval) e no bairro Pampalona.

O palestrante salientou que o sistema BRT não é uma obra de engenharia. “Trata-se de um sistema operacional para o transporte coletivo”. Marco disse que o novo transporte público atenderá toda a cidade de Feira de Santana, que deverá contar com os sistemas alimentadores, onde os ônibus irão transportar os passageiros dos mais variados bairros para o terminal do BRT.

Conforme o diretor da Prisma, os ônibus irão circular por um pavimento rígido, onde esse tipo de pavimentação, segundo ele, tem maior durabilidade. Quantos aos ônibus, ele disse que os veículos terão ar-condicionado, e que haverá renovação da frota. “Não tem sentido estruturarmos o corredor se não colocarmos equipamentos de alta complexidade”.

Segundo o palestrante, o sistema BRT também proporcionará semáforos inteligentes. “Isso quer dizer que os ônibus serão dotados de equipamentos GPS, que levarão esse sinal para um centro de controle operacional, que estará interligado ao sistema semaforizado de Feira de Santana. Na medida em que um ônibus se aproxima daquele sinal, será emitida uma onda para o centro de controle e, esta por sua vez, mandará um sinal para o semáforo, abrindo o que chamamos de ‘onda verde’ para o transporte coletivo. Isso terá como vantagem a diminuição do tempo de viagem”, explicou.

Uma das preocupações e questionamentos da população feirense quanto ao sistema BRT é a respeito da remoção das árvores da avenida Getúlio Vargas. No entanto, Marco assegurou que poucas árvores serão removidas, e que a remoção não trará nenhum prejuízo ambiental.

Para quem faz caminhada e corre na avenida Getúlio Vargas, o diretor da Prisma salientou que os técnicos responsáveis pelo projeto do BRT pretendem fazer com que a pista de cooper seja serpenteada pelas árvores. “As pessoas irão fazer caminhadas pelo centro do canteiro, inclusive essa é uma forma mais segura, que até evita atropelamento”.

“É importante salientar que o sistema não se refere apenas ao transporte coletivo. É um programa de mobilidade urbana”, afirmou Marco.

Também prestigiaram a sessão especial os vereadores Roque Pereira, Alberto Nery, Carlito do Peixe, Welligton Andrade, Eli Ribeiro, Edvaldo Lima, Beldes Ramos, Isaías de Diogo, José Carneiro e Aldney Bastos Marques (Neinha).

Baixe a íntegra da recomendação

Recomendação do MPF e MP à Prefeitura de Feira de Santana sobre o BRT

Marcos Andre é procurador de justiça e acompanhou o debate.

Marcos Andre é procurador de justiça e acompanhou o debate.

Composição da mesa da Câmara de Municipal de Feira de Santana.

Composição da mesa da Câmara de Municipal de Feira de Santana.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]