Prefeitura de Salvador festeja centenário de Diógenes Rebouças

Prefeitura de Salvador comemora centenário de nascimento do arquiteto Diógenes Rebouças.
Prefeitura de Salvador comemora centenário de nascimento do arquiteto Diógenes Rebouças.
Prefeitura de Salvador comemora centenário de nascimento do arquiteto Diógenes Rebouças.
Prefeitura de Salvador comemora centenário de nascimento do arquiteto Diógenes Rebouças.

O centenário de nascimento do arquiteto Diógenes Rebouças será lembrado hoje (06/05/2014), às 16h30, no auditório do Sheraton da Bahia Hotel, no Campo Grande. Durante a homenagem será proferida a palestra “Vida e Legado de Diógenes Rebouças”, pelo professor Nivaldo Andrade. O evento comemorativo é promovido pela Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Transporte (Semut) e Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), com apoio da Sucom.

A programação inclui a apresentação, pela presidente da Fundação Mário Leal Ferreira, Tânia Scofield, do Projeto “Salvador 500 Anos”, esforço de planejamento de longo prazo (2014-2049) lançado pela Prefeitura Municipal de Salvador, no dia 24 de março deste ano. O evento será aberto ao público.

O urbanista

Nascido em 07 de maio de 1914, na Vila das Tartarugas, distrito do município de Amargosa, Diógenes de Almeida Rebouças, formado inicialmente em Engenharia Agronômica (1933), mudou-se ainda jovem para Itabuna, onde elaborou, em 1935, seu primeiro projeto arquitetônico: a Catedral de São José. Esse e outros projetos implantados na cidade chamaram a atenção do engenheiro Mário Leal Ferreira. Dali nasceu o convite para projetar os jardins do futuro Estádio Octávio Mangabeira (Fonte Nova), em Salvador.

Crítico do projeto inicial do estádio, Diógenes Rebouças elaborou, em 1941, um novo projeto, este sim implantado. O mesmo Mário Leal Ferreira, ao assumir a coordenação do Escritório do Plano de Urbanismo da Cidade de Salvador (Epucs), em 1943, integrou Rebouças à equipe. Em 1947, com a morte do engenheiro, Diógenes Rebouças assume a coordenação das atividades do órgão.

Diógenes Rebouças teve uma longa e produtiva carreira, tanto no campo privado (Residência Odorico Tavares e Edf. Comendador Urpia) quanto no público (Av. Contorno e Penitenciária Estadual Lemos de Brito). Após receber o título de arquiteto pela Escola de Belas Artes em 1952, Diógenes Rebouças teve ainda significativa atuação docente, ingressando no mesmo ano como professor da Ufba, cargo que exerceu até 1984. Boa parte da produção artística de Rebouças está exposta na obra “Salvador da Baia de Todos os Santos no Século XIX”.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106703 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]