Prefeitura de Feira de Santana diz que portões de acesso do Joia da Princesa estavam sob responsabilidade do Bahia

Vista aérea do Estádio Joia da Princesa em Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Vista aérea do Estádio Joia da Princesa em Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Vista aérea do Estádio Joia da Princesa em Feira de Santana.
Vista aérea do Estádio Joia da Princesa em Feira de Santana.

As causas dos problemas ocorridos na entrada do Estádio Alberto Oliveira, o Joia da Princesa, na noite desta quinta-feira (29/05/2014), na partida entre Bahia e Santos, válida pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, estão sendo apuradas pela administração do estádio. Os portões de acesso estavam sob responsabilidade da empresa Ingresso Fácil, que detém as catracas nos jogos do Esporte Clube Bahia.

A empresa também é responsável pelo quadro móvel, composto por funcionários que atuam na portaria. O administrador do estádio, José Fernandes, explica que a abertura dos portões foi atrasada devido a problemas técnicos nas catracas eletrônicas.

Ele esclarece ainda que não houve arrombamento em um dos portões, como está sendo informado por alguns veículos de imprensa. “Felizmente não aconteceu isso, pois resultaria em pessoas feridas e provavelmente uma tragédia. O que aconteceu foi que devido ao empurra-empurra um dos cadeados se abriu”, explica José Fernandes.

O administrador diz ainda que a expectativa de público informada pela Federação Bahiana de Futebol para a partida foi de 10 mil pessoas, através de ofício encaminhado. Entretanto, mais de 16 mil ingressos foram colocados a venda, totalizando 16.842 torcedores (sendo 16.089 pagantes). “Mas ainda assim a Polícia Militar colocou um efetivo de 30% a mais, em cima do que havia sido informado em princípio, e também foi solicitado reforço no momento da partida”, observa Fernandes.

Outro aspecto observado pelo administrador do estádio foi o fato da maioria dos torcedores optarem por apenas dois dos cinco portões de acesso. “Os torcedores, habituados a ir ao estádio com pouco público, optaram em sua maioria apenas pelos portões 1 e 5. E este foi um dos fatores que contribuiu para o excesso de pessoas apenas em um determinado setor”, aponta.

Fernandes ressalta que o trabalho da Polícia Militar foi fundamental para garantir a integridade dos torcedores. “Felizmente não tivemos nenhum registro de pessoas feridas, entrada em hospital, ou qualquer outro incidente mais grave. Em poucos minutos a Polícia Militar resolveu a situação”, salienta.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112725 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]