Congresso Nacional comemora centenário de nascimento de Irmã Dulce

Sessão solene do Congresso em comemoração ao centenário de nascimento de Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, a Irmã Dulce (1914-1992), chamada de “O anjo bom da Bahia”.
Sessão solene do Congresso em comemoração ao centenário de nascimento de Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, a Irmã Dulce (1914-1992), chamada de “O anjo bom da Bahia”.
Sessão solene do Congresso em comemoração ao centenário de nascimento de Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, a Irmã Dulce (1914-1992), chamada de “O anjo bom da Bahia”.
Sessão solene do Congresso em comemoração ao centenário de nascimento de Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, a Irmã Dulce (1914-1992), chamada de “O anjo bom da Bahia”.

O Congresso Nacional realizou, na tarde desta terça-feira (27/05/2014), uma sessão solene em comemoração ao centenário de nascimento de Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, a Irmã Dulce (1914-1992), conhecida também como “o anjo bom da Bahia”.

A sessão foi presidida pelo senador Walter Pinheiro (PT-BA), que citou o apóstolo Paulo ao dizer que Irmã Dulce era uma das poucas pessoas a poder dizer “Cristo vive em mim”, por seu amor e entrega ao próximo. Foram proponentes do tributo ao centenário de Irmã Dulce o senador José Sarney e os deputados Antonio Imbassahy e Nelson Pellegrino.

Segundo a sobrinha de Irmã Dulce, Maria Rita Pontes, superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce, a sessão é como um convite a relembrar o nascimento de um ideal fraterno que continua a inspirar gerações. Maria Rita relatou o desafio da instituição que hoje tem 4.377 profissionais, 588 médicos e 142 voluntários, e conta desde “o compromisso assumido pelo doador anônimo até o apoio vindo das instituições governamentais”. As Obras Sociais Irmã Dulce respondem por 4 milhões de atendimentos ambulatoriais por ano, e as demandas crescem a cada ano.

Há cerca de cinco anos, foi inaugurado um núcleo de oncologia e, mais recentemente, uma enfermaria totalmente dedicada aos pacientes oncológicos. “Desde a implantação desse serviço, já contabilizamos quase 40 mil procedimentos realizados, sendo que atualmente temos em casa mais de 700 pacientes em processo de quimioterapia”, descreveu a superintendente.

A sessão contou com as presenças de religiosos, parlamentares e várias autoridades civis e militares. Entre os baianos, destacamos o governador da Bahia, Jaques Wagner; o ministro dos Transportes, César Borges; o presidente da Câmara Municipal de Salvador, Paulo Câmara; o ex-secretário estadual da Saúde, Jorge Solla; entre outros.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108671 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]