Centenário de Irmã Dulce, o Anjo Bom da Bahia, é celebrado com missas e procissão na capital baiana

Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes (Irmã Dulce).
Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes (Salvador, 26 de maio de 1914 — Salvador, 13 de março de 1992), mais conhecida como Irmã Dulce, Beata Dulce dos Pobres ou Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, tendo recebido o epíteto de "O Anjo Bom da Bahia", foi uma religiosa católica brasileira. Irmã Dulce ganhou notoriedade por suas obras de caridade e de assistência aos pobres e necessitados, obras essas que ela praticava desde muito cedo.
Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes (Irmã Dulce).
Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes (Salvador, 26 de maio de 1914 — Salvador, 13 de março de 1992), mais conhecida como Irmã Dulce, Beata Dulce dos Pobres ou Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, tendo recebido o epíteto de “O Anjo Bom da Bahia”, foi uma religiosa católica brasileira.
Irmã Dulce ganhou notoriedade por suas obras de caridade e de assistência aos pobres e necessitados, obras essas que ela praticava desde muito cedo.

Celebrado na segunda-feira (26/05/2014), o centenário de Irmã Dulce, carinhosamente conhecida por seus admiradores de Anjo Bom da Bahia, terá programação religiosa no Santuário da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, localizado no Largo de Roma, em Salvador.  As homenagens têm início hoje domingo (25), tendo como ponto alto a missa campal, também no largo, às 17h, celebrada pelo arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger.  A cerimônia contará com muita música e apresentações sobre a história de vida da freira baiana.

A celebração contará ainda com a presença de admiradores da beata, de diversos lugares do país, autoridades e religiosos, além de funcionários, pacientes, moradores, alunos e voluntários das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid). Antes, será realizada uma procissão, que sairá da Igreja do Bonfim em direção à Praça Irmã Dulce, às 16h.

Na segunda-feira (26), no Santuário, uma missa solene será celebrada pelo frei e reitor Vandeí Santana.  Será realizada também uma confraternização, às 11h, na Capela das Relíquias, onde fica o túmulo da freira baiana, com direito a bolo e parabéns para a beata.  A programação segue, às 16h, com a Missa de Ação de Graças, também celebrada pelo frei.

Até este sábado (24), vai ser realizado o Tríduo em Preparação ao Centenário da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, no Santuário, a partir das 18h30. A cerimônia, que teve início na quinta-feira (22), conta com a participação de religiosos que fizeram parte da história de Irmã Dulce, e é aberto ao público.

Anjo Bom da Bahia 

A freira baiana morreu no dia 13 de março de 1992, aos 77 anos, no Convento Santo Antônio, no bairro de Roma, na capital baiana. Nascida em 26 de maio de 1914, em Salvador, Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, Irmã Dulce, começou a se interessar pela vida religiosa aos 13 anos, quando já atendia doentes no portão de casa, localizada em Nazaré.

Em 1933, ela entrou para a Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, em São Cristóvão (Sergipe). Beatificada em maio de 2011 e, hoje, em processo de canonização, a freira fundou as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), em 1959. A instituição realiza mais de cinco milhões de atendimentos ambulatoriais por ano.

Requalificação do Largo de Roma 

O Largo de Roma vai passar pela terceira etapa de requalificação. Depois da entrega da nova praça, agora conhecida também como Praça Irmã Dulce, o largo será integrado ao Memorial, que tem como ícone a religiosa baiana. A proposta é da Secretaria do Turismo do Estado (Setur), em parceria com a Companhia de Desenvolvimento de Urbano do Estado da Bahia (Conder), a Prefeitura Municipal de Salvador, as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) e a Polícia Militar. As obras serão executadas pela Conder.

A rotatória entre o Largo de Roma e o Memorial Irmã Dulce deixará de existir e haverá uma ligação entre os dois atrativos da Cidade Baixa. Os motoristas que forem trafegar pela região terão acesso por uma nova rua, que será construída entre o Colégio da Polícia Militar e a sede da Osid. Para tanto, as duas instituições cederão áreas para a criação da nova rua.

Outra novidade é a construção de um estacionamento para ônibus de turismo, nos arredores do Largo de Roma, que ficará sob a responsabilidade da Prefeitura de Salvador. O local escolhido é a área da antiga sede da Fundação Cidade Mãe.

Ponto de referência do turismo religioso na capital baiana, o Memorial Irmã Dulce tem acervo com mais de nove mil peças que ajudam a preservar os ideais da religiosa, dentre elas o hábito, documentos e objetos pessoais; livros, medalhas, fotografias, diplomas e os restos mortais da freira. Desde a beatificação de Irmã Dulce, em 2011, o fluxo de visitantes ao Memorial mais do que dobrou: de 35 mil visitas anuais passou para 86 mil.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120629 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.