Bahia – Eleições 2014: Geddel Vieira Lima defende bandeiras do municipalismo e desenvolvimento do semiárido durante entrevistas e viagens pelo interior

Geddel Vieira Lima: “O que está aí já deu o que tinha que dar, esse governo só funciona na propaganda”.
Geddel Vieira Lima: “O que está aí já deu o que tinha que dar, esse governo só funciona na propaganda”.
Geddel Vieira Lima: “O que está aí já deu o que tinha que dar, esse governo só funciona na propaganda”.
Geddel Vieira Lima: “O que está aí já deu o que tinha que dar, esse governo só funciona na propaganda”.

Durante entrevista na manhã de hoje (21/05/2014) à rádio Digital FM, de Alagoinhas, o peemedebista Geddel Vieira Lima falou sobre a importância do repasse de recursos federais e estaduais aos municípios e, como defensor do municipalismo, pretende atuar a favor desta bandeira em Brasília, se eleito senador. “Vou para o Senado com experiência e uma sólida rede articulada em defesa dos interesses da Bahia. Não preciso ser apresentado em Brasília, tenho uma forte relação com lideranças nacionais, seja quem for o presidente e ministros”, declarou.

Geddel também comentou sobre o sentimento de alternância de poder, que tem tomado conta da população baiana. “O que está aí já deu o que tinha que dar, esse governo só funciona na propaganda”, arrematou, lembrando que, na realidade, os indicadores da segurança pública, por exemplo, assustam. O presidente do PMDB da Bahia afirmou que em Pernambuco, São Paulo e Rio de Janeiro os números do mapa violência estão reduzindo, mas na Bahia há um aumento brutal, com explosões de caixas eletrônicos, assaltos a bancos e assassinatos. “Nos últimos sete anos já morreram mais de trinta e quatro mil habitantes, uma cidade inteira deixou de existir. É importante lutar pela reforma do Código Penal. Hoje o bandido é preso num dia e solto no outro. Já conversei com Paulo Souto sobre a necessidade de controle das nossas divisas e de uma inteligência policial. No Senado, pretendo ajudar com a liberação de recursos para melhorar essa crise grave da segurança pública no Estado, inclusive de hierarquia nas corporações policiais”, garantiu. “Esse é o meu jeito, pego boi na unha”, revelou.

Outra inquietação do pré-candidato ao Senado da República é com o semiárido baiano. “É uma preocupação de toda minha vida. O semiárido ocupa dois terços do território baiano e a única barragem construída nos últimos anos foi a Barragem do Gasparino, no município de Coronel João Sá, da minha época como ministro. É preciso resgatar programas como o Cabra Forte para ajudar o desenvolvimento da economia rural com projetos de irrigação, piscicultura e turismo náutico. Não se resolve o problema da seca apenas com cisternas. Tem que perenizar rios, dar sobrevivência econômica à população e viabilizar empréstimos para obtenção de recursos para construção de novas barragens”, defendeu.

Sobre a região de Alagoinhas e Litoral Norte, Geddel disse que conversou recentemente com os prefeitos locais e com Paulo Souto sobre a infraestrutura necessária para melhorar o turismo com novos resorts e estimular a instalação de novas empresas de refrigerante e bebidas que venham aproveitar a boa água da região. “Os problemas serão enfrentados. E estamos unidos com total entrosamento nessa pré-campanha. Foi uma aliança importante e vamos governar juntos. Paulo Souto quer nossa participação e experiência e a nossa solidariedade aumenta dia a dia para ajudar a tirar o Estado dessa crise de confiança por absoluta incompetência do governo atual”, explicou.

Enquanto isso, a chapa majoritária da oposição vai viajando pelo interior da Bahia, onde a receptividade é grande. “Há uma clara vontade de alternância de poder, de quem enfrente os problemas na Bahia. Vejo as pessoas entusiasmadas com isso, estou muito animado, nossa fala tem tocado os corações e almas das pessoas, as próximas pesquisas vão mostra isso”, admitiu Geddel, que prometeu uma visita ao município de Alagoinhas entre o final do mês de maio e início de junho. “Estamos com todo gás nas andanças e entrevistas pelo interior do Estado, mostrando que existe um novo jeito de fazer as coisas, de tirar do papel e fazer as coisas acontecerem com garra, vontade e apoio de todos”, frisou.

Agenda

Geddel segue com Paulo Souto (DEM) e Joaci Góes (PSDB) para Teixeira de Freitas nesta sexta, 23, para um encontro com lideranças políticas e comunitárias locais no Clube Kaikan, às 19h. No sábado, 24, a chapa oposicionista viaja para Jacobina, onde será realizada uma reunião no Clube 2 de Janeiro, às 10h. E, no domingo, 25, será a vez de visitar Cruz das Almas, às 9h, com evento agendado na Câmara de Vereadores.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115083 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.