Bahia – Eleições 2014: deputado Carlos Gaban rebate críticas pessoais da chapa governista com fatos e números

Carlos Gaban: “De 2003 a 2006, a Bahia, comparada com os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco, tinha o menor número de homicídios. Já entre 2007 e 2010, a Bahia só perde para o Rio de Janeiro.".
Carlos Gaban: “De 2003 a 2006, a Bahia, comparada com os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco, tinha o menor número de homicídios. Já entre 2007 e 2010, a Bahia só perde para o Rio de Janeiro.".
Carlos Gaban: “De 2003 a 2006, a Bahia, comparada com os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco, tinha o menor número de homicídios. Já entre 2007 e 2010, a Bahia só perde para o Rio de Janeiro.".
Carlos Gaban: “De 2003 a 2006, a Bahia, comparada com os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco, tinha o menor número de homicídios. Já entre 2007 e 2010, a Bahia só perde para o Rio de Janeiro.”.

Apesar dos apelos da oposição para que a campanha eleitoral que logo se inicia fosse de alto nível, a chapa governista já mostrou que está disposta a baixar o nível. No evento político da última segunda-feira (12/05/2014), em Salvador, o ex-presidente Lula, o governador Jaques Wagner e o seu candidato Chapa Branca, criticaram o ex-governador e pré-candidato Paulo Souto e não pouparam nem o ex-senador ACM, como mostrou reportagem do Jornal A Tarde de quarta-feira (14). Ao saber dos ataques, o líder do Democratas na Assembleia Legislativa, o deputado Carlos Gaban disse que “só se enfurecem com a verdade as pessoas que vivem na mentira”.

O que era para ser um evento de confraternização entre partidos da base governista virou palanque para ataques à oposição. Wagner e Rui Costa chamaram Paulo Souto de “petulante” e “monotemático”, e Lula bradou contra ACM, dizendo que ele “xingava todo mundo”. Além disso, condenaram as críticas da oposição sobre a falta de segurança pública no estado.

“De 2003 a 2006, a Bahia, comparada com os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco, tinha o menor número de homicídios. Já entre 2007 e 2010, a Bahia só perde para o Rio de Janeiro. Os dados estão aí para provar quem foi que, na verdade, deixou a segurança do estado em frangalhos”, rebateu Gaban.

Apesar de não gostarem das críticas sobre a questão da segurança, dados da Secretaria de Segurança Pública da Bahia mostram que nos anos de 2010 a 2012, a Bahia foi campeã no número de homicídios dolosos no Brasil. Em 2012, foram contabilizados 5.713 homicídios, um crescimento de 23,68% em relação a 2011. Em 2013, foram 5.440 homicídios contra 4.439 em São Paulo e 4.761 no Rio de Janeiro.

De acordo com o estudo Mapa da Violência, o crescimento do número de homicídios na Bahia entre 2000 e 2010 foi da ordem de 332,5%. Relatório da ONU considera Salvador a 13ª cidade mais violenta do mundo.

“Enquanto eles fazem ataques pessoais, nós rebatemos com dados. Relatórios do próprio governo mostram que houve uma queda drástica no investimento em segurança. Em 2012, foram aplicados recursos da ordem de R$ 119,50 milhões, já em 2013 o valor foi de R$ 67,77 milhões, ou seja, uma redução de 43,29%”, declarou Gaban, garantindo que a oposição continuará fazendo debate de alto nível, com base em fatos e números.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108297 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]