Vereador defende construção de hospital municipal em Feira de Santana. Confira debates da CMFS

Alberto Nery cobra investimentos em hospital municipal.
Alberto Nery cobra investimentos em hospital municipal.
Alberto Nery cobra investimentos em hospital municipal.
Alberto Nery cobra investimentos em hospital municipal.

Nery sugere implantação de hospital municipal para amenizar os problemas na saúde pública 

Em discurso na manhã desta segunda-feira (14/04/2014), na Casa da Cidadania, o vereador Alberto Nery (PT) sugeriu ao prefeito José Ronaldo de Carvalho que construa um hospital municipal para procedimentos de baixa e média complexidade, uma vez que o “Hospital Geral Clériston Andrade atende as grandes patologias”.

Ele afirmou que o HGCA está sobrecarregado. Além da população de Feira de Santana, atende outros 127 municípios pactuados. Em sua opinião, “se o Clériston Andrade se prender a uma simples cirurgia, por exemplo, os casos mais graves como tiro e acidente não serão atendidos”, disse o petista, afirmando que nem mesmo com uma ampliação daquela unidade hospitalar o problema será resolvido.

“Eu acho que só vai resolver a partir do momento em que o Município tomar uma iniciativa, como fez Vitória da Conquista, que tem hoje três hospitais municipais”, salientou.

Vereador afirma ter mais dificuldade do que bandido para adentrar no HGCA

“Quando um vereador chega no hospital é uma dificuldade para ter acesso, inclusive segurança para isso tem, mas para criminosos entrarem não”. A declaração é do vereador David Neto, em referência ao assassinato ocorrido na noite do sábado, dentro da clínica cirúrgica do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), que vitimou Fabrício Lima dos Santos, 32 anos.

O jovem se recuperava de uma tentativa de homicídio ocorrida na manhã do mesmo dia, quando foi atingido por dez tiros. Familiares apontaram como autores dos disparos dois homens.

Diante dos números de homicídios registrados na cidade de Feira de Santana, o vereador se mostrou preocupado com uma possível greve da Polícia Militar, que deverá ser decidida amanhã (15/04), em Salvador, em uma Assembleia Geral conjunta das associações representativas dos policiais e bombeiros militares.

O edil Marcos Lima (PRP) também externou sua preocupação com a possibilidade de greve da PM. “Bandidos fazendo terrorismo dentro do hospital, imagine se a polícia parar?”.

Vereador critica trote promovido por estudantes do curso de Engenharia Civil da UEFS

O vereador Roque Pereira (PTN), em discurso proferido na tribuna da Câmara Municipal, teceu duras críticas aos estudantes do curso de Engenharia Civil da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), que, entre outras coisas, obrigaram os calouros a ingerir bebidas alcoólicas, na última sexta-feira. Uma das vítimas, que denunciou o fato, foi o aluno iniciante Álvaro Amaral, que contou que ficou embriagado e passou mal durante o trote.

“Agora, em pleno século 21 os estudantes de Engenharia Civil da UEFS, os ‘babacas’ fazendo trote. Aquilo foi uma violência, que merecia delegacia”, disse o edil, afirmando que alguns calouros se encontram internados em hospitais da cidade por conta do trote.

Ele sugeriu à Comissão de Direitos Humanos da Casa da Cidadania que procurasse os familiares das vítimas e exigisse da Justiça a punição dos culpados.

Roque Pereira é autor de uma lei municipal de nº 3.216/ 2011, que dispõe sobre a proibição de trote vexatório nas instituições de ensino superior localizadas no município de Feira e Santana

De acordo com um dos artigos da lei, considera-se trote vexatório expor o estudante calouro – aquele que está iniciando o seu curso de nível superior – a constrangimento e humilhações psicológicas perante o público externo; causar danos físicos ou materiais aos alunos e seus pertences.

O vereador disse que, quando apresentou o projeto, sugeriu que o trote, em qualquer modalidade, deveria ser substituído pela doação voluntária de sangue, mas, segundo ele, sua sugestão não foi acatada pelo ex-prefeito Tarcízio Pimenta e por alguns segmentos da imprensa, sob a justificativa de que o Município não poderia legislar sobre a UEFS, por exemplo.

Vereador afirma que índice de violência em Feira de Santana é inadmissível 

Na sessão ordinária da Câmara Municipal desta segunda-feira (14/04), o vereador José Carneiro (PSL) comentou sobre o alto índice de homicídios registrados em Feira de Santana. O edil disse que somente no último final de semana ocorreram sete assassinatos no município, no intervalo de dois dias.

Ele chamou atenção para o caso de um paciente, Fabrício Lima dos Santos, 22 anos, que foi alvejado dentro da clínica cirúrgica do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), na noite do sábado (12/04).

Para o vereador, é inaceitável que um paciente em busca de atendimento médico e sobre tutela do Estado, seja executado dentro de um hospital. “Não podemos admitir que médicos, pacientes e visitantes fiquem a mercê de vândalos”, reclamou.

Na oportunidade, o vereador Beldes Ramos (PT) admitiu que há uma fragilidade no setor infantil, setor que, segundo ele, provavelmente tenha sido usado pelos criminosos para entrar no hospital.

Notificação

Mudando de foco, José Carneiro informou que a Casa da Cidadania recebeu uma notificação da 2ª Vara da Fazenda Pública de Feira de Santana sobre a inconstitucionalidade da lei municipal de nº 2.995/2009, de autoria do ex-vereador Luís Augusto de Jesus (Lulinha), que proíbe o funcionamento de bares e venda de bebidas alcoólicas durante a Sexta-feira da Paixão.

O vereador reconhece que foi benéfico o fechamento dos bares na Sexta-feira da Paixão, mas ressaltou que “a Câmara não pode aprovar leis inconstitucionais. Essa lei viola a liberdade do mercado e a livre iniciativa, além disso, cria despesas para o município com o deslocamento da Guarda Municipal para fazer a fiscalização da lei”, argumentou.

Em sua opinião, ao invés da proibição, o que deveria existir em Feira de Santana era uma campanha de conscientização para que os proprietários de bares e restaurantes não vendessem bebidas alcoólicas e fechassem seus estabelecimentos na Sexta-feira da Paixão.

Em aparte, o vereador Welligton Andrade (PTN) disse que não resta alternativa ao Legislativo feirense, senão revogar a referida lei. Em seu entendimento, “não deve falar mais alto a questão religiosa, e sim a questão legal”, pontuou.

David parabeniza Boulevard Shopping por iniciar a implantação de serviço de saúde 

Em pronunciamento na tribuna da Casa Legislativa, na manhã desta segunda-feira (14/04), o vereador David Neto (PTN) parabenizou a direção do Boulevard Shopping por iniciar a instalação de um pronto-atendimento em suas dependências, para atender aos clientes que porventura passem mal.

“Pessoas passavam mal dentro do shopping e, muitas vezes, desmaiavam e tinham que sair carregadas em busca de atendimento. O shopping se conscientizou; parabéns”, comemorou David Neto, que é autor de uma lei municipal que determina nos shoppings a instalação de um pronto-atendimento para socorro de clientes que possam sofrer mau súbito em suas dependências.

O vereador aproveitou o ensejo para cobrar da Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) o cumprimento da lei municipal, também de sua autoria, que torna obrigatório, em shoppings e galerias, que tenham a partir de 20 lojas, a utilização de detector de metais, “para coibir a ação de pessoas mal intencionadas”.

Vereador indigna-se com denúncia de agressão dentro do Boulevard Shopping

A notícia de que o jovem Jamerson Silva Leite, 20 anos, residente em Feira de Santana, teria sido agredido no interior do Boulevard Shopping por seis seguranças causou indignação ao vereador Marcos Lima (PRP).

Em discurso na Câmara Municipal, na manhã desta segunda-feira (14/04), ele relatou o ocorrido. De acordo com o edil, Jamerson alegou no Complexo Policial Investigador Bandeira que, após ser retirado do ponto de ônibus, ele foi conduzido por seis seguranças para uma sala denominada “inferninho”, no interior do shopping, onde, segundo a vítima, ocorreu tortura e tentativa de violência sexual, pois, conforme o denunciante, os supostos agressores tinham a pretensão de introduzir um cabo de vassoura em seu ânus.

Marcos Lima informou que o delegado Madson Sampaio, titular da 2ª Delegacia da Polícia Civil garantiu que vai intimar os acusados pela agressão ao jovem Jamerson Silva Leite.

“Um shopping conceituado em Feira de Santana, com seguranças despreparados, desqualificados querendo desmoralizar, agredir e voltar a tortura em nosso país. Isso é um absurdo”, disse o vereador, cobrando providências por parte da direção do Boulevard Shopping.

Em aparte, o edil Isaías de Diogo (PPS) solicitou à Câmara que acionasse a Comissão de Direitos Humanos para acompanhar o caso, uma vez que, segundo ele, não é a primeira vez que ocorre uma denúncia dessa natureza no Boulevard Shopping. Ele disse que a maioria das pessoas que foram agredidas naquele local é de pele negra.

Correia diz que 2º GBM tem profissionais competentes, mas precisa ser reapalherado

O vereador Correia Zezito (PTB) ocupou a tribuna da Câmara Municipal na manhã desta segunda-feira (14/04) para cobrar novamente do Governo do Estado mais estrutura para o Grupamento de Bombeiros Militares de Feira de Santana (2º GBM), que tem como missão a execução de atividades de defesa civil, prevenção e combate a incêndios, buscas, salvamentos e socorros públicos.

No ano passado, o edil enviou ofícios ao poder público estadual solicitando a instalação de duas Unidades Avançadas do Corpo de Bombeiros e lançamento do Código de Incêndio Estadual em Feira de Santana. “Infelizmente, um ano se passou e não deram a devida atenção ao Corpo de Bombeiros”, reclamou.

Na oportunidade, o vereador comentou sobre um incêndio de grandes proporções que atingiu duas lojas na rua Conselheiro Franco, centro de Feira de Santana, na tarde do último sábado. Segundo informações da imprensa, viaturas do Corpo de Bombeiros foram enviadas ao local e, no início da noite, as chamas já haviam sido controladas. O 2º GBM contou com o apoio de um carro-tanque do Exército.

Correia, que é policial militar, afirmou que o Corpo de Bombeiros em Feira de Santana tem profissionais competentes, mas precisa ser reaparelhado, até porque, segundo ele, atende 104 municípios.

Vereador denuncia irregularidades no funcionamento de creche-escola 

O vereador Beldes Ramos (PT) usou a tribuna da Câmara Municipal, na manhã desta segunda-feira (14/04), para denunciar problemas com o Centro Municipal de Educação Infantil Eduardo da Silva Pessoa de Miranda, localizada rua Shalon, no loteamento Papa João Paulo XXIII, bairro Jardim Acácia. O edil informou que a creche-escola, construída com verba federal, através do projeto social Brasil Carinhoso, deveria funcionar em tempo integral, mas as crianças são atendidas apenas no turno da manhã.

De acordo com o vereador, isso ocorre porque “não tem comida, não tem talher, não tem prato. Mais uma propaganda enganosa do prefeito José Ronaldo”, afirmou.

O petista acrescentou que a unidade escolar também enfrenta dificuldades com salas quentes e berços que não foram montados. Ele disse que vai encaminhar um relatório aos órgãos competentes para que as providências sejam tomadas.

O Centro Municipal de Educação Infantil Eduardo Miranda foi oficialmente inaugurado no dia 11 de março deste ano.

Edvaldo parabeniza atitude de diretora de escola para conter atos de violência contra duas alunas 

O vereador Edvaldo Lima (PP), em pronunciamento na tribuna da Casa da Cidadania nesta segunda-feira (14/04), parabenizou a atitude da diretora da Escola Municipal João Marinho Falcão, para preservar a integridade física de alunas daquele estabelecimento, na última sexta-feira.

Ele disse que, ao passar em frente à referida escola, situada no bairro Olhos D’água, presenciou um grande tumulto e, preocupado com a situação, resolveu adentrar no estabelecimento de ensino para verificar o que estava ocorrendo. Edvaldo relatou que encontrou no local a diretora, professores e alguns alunos apreensivos com a situação de duas alunas que estavam impossibilitadas de sair do interior da unidade escolar, porque um grupo de estudantes ameaçava agredi-las.

Segundo o edil, para evitar que as alunas fossem agredidas pelo grupo de estudantes que se encontrava do lado de fora do estabelecimento, a diretora mandou trancar os portões da escola, e, em seguida, acionou a Polícia Militar e a Guarda Municipal.

O vereador afirmou que também entrou em contato com a Secretaria de Prevenção a Violência, que enviou imediatamente guardas municipais para “prestar segurança as duas adolescentes e afastar da frente do estabelecimento de ensino os alunos que estavam agressivos”, disse Edvaldo, ressaltando que, antes da chegada da Guarda Municipal, ele tentou apaziguar a situação, mas não teve êxito.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112722 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]