PT protocola ADIN contra o aumento abusivo do IPTU de Feira de Santana

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Vista aérea de Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Vista aérea de Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Vista aérea de Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Vista aérea de Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)

Os diretórios estadual e municipal – de Feira de Santana – do Partido dos Trabalhadores (PT) protocolaram, nesta segunda-feira (07/04), no Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA), uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) contra a Lei Municipal de Feira de Santana nº 3.429/13 que aumentou o IPTU da cidade. Na ocasião, o deputado estadual Zé Neto (PT), líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia, foi representado pela advogada Jamile Santana, sua assessora jurídica e também membro do grupo de causídicos que colaborou na elaboração da ação. A ADIN tem como primeiro objetivo conseguir uma decisão em caráter liminar que suspenda a vigência da lei que promoveu o reajuste do imposto. A longo prazo a meta é a extinção da norma.

Assim como a representação que Zé Neto entregou ao procurador geral de Justiça do Ministério Público da Bahia (MP-BA), Márcio Fahel, na última sexta-feira (04/04), a ADIN questiona a constitucionalidade do aumento por ferir os princípios da razoabilidade e da capacidade contributiva, presentes na Constituição. O reajuste foi feito de forma abrupta e atingiu valores abusivos. Ainda estiveram presentes no momento os advogados Renato Bonelli e Luiz Vinícius, também colaboradores na concepção da ADIN; os vereadores de Feira de Santana, Pablo Roberto, Beldes Ramos e Alberto Nery; o ex-vereador do município, Angelo Almeida e o presidente municipal do PT, Aécio Moreira.

Inconstitucionalidade 

A Constituição Federal de 1988 prevê, em seu artigo 145, no parágrafo 1° que, os impostos “terão caráter pessoal e serão graduados […] respeitados os direitos individuais e […] os rendimentos do contribuinte”. No entanto, a Prefeitura de Feira de Santana violou dois princípios: o da razoabilidade e o da capacidade contributiva. Ao aumentar o tributo, a Prefeitura deveria ter levado em conta a situação particular de cada contribuinte, acompanhando o reajuste salarial da população, fato que não ocorreu. De acordo com a CF/88,  a correção deve ser feita anual e de forma gradativa para que se torne possível ao cidadão o seu pagamento. “Quando o IPTU aumenta de forma abusiva todos são prejudicados, porque acaba sendo distribuído para os serviços e mercadorias a ampliação do pagamento do imposto”, destacou Zé Neto.

Audiência Pública 

Também, nesta segunda-feira (7/4), na Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana, foi realizada a audiência pública sobre o tema. Na sessão, intermediada por Zé Neto, foi debatido com a população o aumento abusivo da taxa.

Petição on-line 

Com o intuito de promover o controle da legalidade foi criada uma petição online para que os cidadãos possam se manifestar contra o aumento abusivo do tributo. Até o momento, o documento virtual já possui 1.073 assinaturas. A petição pode ser acessada através da página Petições da Comunidade, disponível no link (https://secure.avaaz.org/po/petition/PREFEITURA_DE_FEIRA_DE_SANTANA_CONTRA_O_IPTU_ABUSIVO_400_DE_AUMENTO/?dDkgceb). Além da petição online para recolher assinaturas, quem quiser conferir a representação na íntegra basta acessar o site do deputado Zé Neto. A representação está disponível para download através do link (http://www.zeneto.com.br/downloads.php).

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115209 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.