Eleições 2014: pesquisa IBOPE aponta para manutenção da liderança de Dilma Rousseff no quesito intenção de votos

Dilma Rousseff continua na liderança das intenções de voto para as eleições de 2014.
Dilma Rousseff continua na liderança das intenções de voto para as eleições de 2014.
Dilma Rousseff continua na liderança das intenções de voto para as eleições de 2014.
Dilma Rousseff continua na liderança das intenções de voto para as eleições de 2014.

Dilma Rousseff (PT) é a pré-candidata que detém o maior percentual de intenção de voto para presidente da República em 2014, segundo pesquisa do IBOPE Inteligência. A atual presidente é mencionada espontaneamente por 23% dos eleitores, mesmo nível de citação registrado nas últimas pesquisas, realizadas em março e novembro.

Na sequência, os eleitores também citam Aécio Neves (PSDB), com 7%, o ex-presidente Lula (PT), com 6%, Marina Silva (PSB), com 4%, Eduardo Campos (PSB), com 2%, e José Serra (PSDB), com 1% das intenções de voto. Os demais possíveis candidatos juntos somam 2% das menções. Os que ainda não sabem dizer espontaneamente em quem votar totalizam 37% e outros 19% afirmam que votariam em branco ou nulo.

Cenário 1

Em um dos cenários testados pelo IBOPE Inteligência, com dez pré-candidatos, Dilma tem 37% das menções (tinha 40% em março), seguida de Aécio Neves, com 14% (13% no mês passado), Eduardo Campos, com 6% (mesmo percentual do mês anterior), Pastor Everaldo, com 2% (3% em março). As menções a Randolfe Rodrigues, Denise Abreu, Eymael, Levy Fidélix, Mauro Iasi e Eduardo Jorge somam 3%. Votos brancos e nulos totalizam 24% e os que não sabem em quem votar ou preferem não responder, 13%.

Cenário 2

Em outro cenário, também com dez pré-candidatos, mas com Marina Silva pelo PSB, Dilma também é a candidata com maior intenção de voto, com os mesmos 37% de menções do cenário anterior, seguida de Aécio Neves com 14%, Marina Silva com 10%, Pastor Everaldo com 2%, Randolfe Rodrigues com 1%, Denise Abreu com 1% e Eduardo Jorge com 1%. Eymael, Levy Fidélix e Mauro Iasi não somam 1% das intenções de voto. Votos brancos e nulos totalizam 23% e os que não sabem em quem votar ou preferem não responder, 12%.

Cenário 3

No terceiro cenário, apenas com três candidatos, que também foi testado na pesquisa anterior, Dilma tem 39% das intenções de voto (tinha 43% em março), Aécio Neves 16% (15% no mês passado) e Eduardo Campos 8%, um ponto percentual acima do registrado em março. Votos brancos e nulos somam 26% e os indecisos, 11%.

Cenário 4

Quando considerados novamente apenas três candidatos, mas com Marina Silva pelo PSB, cenário que também foi testado em março, Dilma mais uma vez é a candidata mais citada, com 39% das menções (tinha 41% em março). Aécio Neves aparece com 15% (14% no mês anterior) e Marina Silva com 13% (12% em março). Votos brancos e nulos representam 23% e os que não sabem em quem votar ou preferem não responder, 10%.

Cenário 5

Em um cenário que contempla o ex-presidente Lula, o petista lidera com 42% das menções. Aécio Neves aparece tem 17% e Eduardo Campos, 6%. Votos brancos e nulos representam 24% e os que não sabem em quem votar ou preferem não responder, 10%.

Segundo turno

Também foram testados cenários possíveis em um eventual segundo turno. Em uma disputa entre Dilma e Aécio Neves, a atual presidente tem 43% das intenções de voto, contra 22% do senador mineiro. Votos brancos e nulos somam 26% e os indecisos, 9%.

Na disputa com Marina Silva, Dilma também leva vantagem, com 41% das menções, ante 25% da ex-senadora. Votos brancos e nulos totalizam 24% e os que não sabem em quem votar ou preferem não responder, 10%.

Em um segundo turno com Eduardo Campos, a presidente permanece na liderança, com 44% das intenções de voto, enquanto o governador pernambucano é citado por 17% dos eleitores. Votos brancos e nulos somam 28% e os indecisos, 12%.

Rejeição

O IBOPE Inteligência perguntou aos eleitores em quem eles não votariam de jeito nenhum para presidente. Dilma Rousseff é citada por 33%dos eleitores, seguida por Aécio Neves com 25% e Eymael e Pastor Everaldo, com 23%. Eduardo Campos e Levy Fidélix são mencionados por 21% e Marina Silva, por 20%. Denise Abreu, Mauro Iasi, Randolfe Rodrigues e Eduardo Jorge são citados por 18% cada. Aqueles que afirmam poder votar em qualquer um dos candidatos somam 11%, enquanto 19% não sabem ou não respondem à pergunta. Vale lembrar que o entrevistado poderia citar mais de um candidato.

Avaliação da administração federal

A administração da presidente Dilma Rousseff é avaliada de maneira positiva (soma dos percentuais ótimo e bom) por 34% dos eleitores brasileiros. Os que avaliam seu governo como regular são 34% e os que avaliam de maneira negativa (soma dos percentuais ruim e péssimo) somam 30%. Os eleitores que afirmam aprovar a sua gestão somam 47%, ao passo que 48% a desaprovam. Metade da população (51%) declara não confiar na presidente Dilma Rousseff, contra 44% que confiam. Os outros 5% não sabem ou não respondem à pergunta.

Mudança x Continuidade

Mais de 2/3 dos brasileiros (68%) querem que o próximo presidente do Brasil mude totalmente ou muita coisa no governo do país. Segundo pesquisa do IBOPE Inteligência, outros 28% gostariam de continuidade total ou que muita coisa do governo atual permanecesse igual na próxima gestão.

Dentre os que querem mudanças, 24% citam a presidente Dilma Rousseff como a que tem mais condições de implementar as mudanças que o país ainda necessita. Aécio Neves é citado por 19%, Marina Silva por 15% e Eduardo Campos por 7%. Outros 23% declaram que nenhum dos nomes é capaz de realizar as mudanças necessárias e 1% acha que todos são capazes. Os que não sabem ou preferem não responder somam 11%.

E quando os que querem mudanças são questionados se desejam que essas sejam feitas com Dilma no governo ou com outro presidente, 64% citam que querem com outro presidente no lugar de Dilma. Os que mencionam a atual presidente somam 25% e 11% não sabem ou não respondem.

Saiba +

Período de campo: pesquisa realizada entre os dias 10 e 14 de março de 2014

Tamanho da amostra: foram entrevistados 2.002 eleitores

Margem de erro: a margem de erro estimada é de 2 p.p. para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

Nível de confiança: O nível de confiança utilizado é de 95%.

Solicitante: pesquisa contratada por IBOPE INTELIGÊNCIA PESQUISA E CONSULTORIA LTDA.

Registro eleitoral: Registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo Nº BR-00078/2014.

Confira o relatório da pesquisa do IBOPE

IBOPE – Pesquisa de opinião pública sobre assuntos políticos – Abril de 2014

*Com informações do IBOPE..

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115083 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.