“Abril de 2014 será conhecido como o mês mais violento de Feira de Santana”, diz vereador. Confira debates da CMFS

Eli Ribeiro avalia que o mês de abril de 2014 foi o mais violento da história do município.
Eli Ribeiro avalia que o mês de abril de 2014 foi o mais violento da história do município.
Eli Ribeiro avalia que o mês de abril de 2014 foi o mais violento da história do município.
Eli Ribeiro avalia que o mês de abril de 2014 foi o mais violento da história do município.

Mês mais violento

“O mês de abril tinha tudo para ser um mês de alegria, por conta da Micareta. De reflexão cristã, por conta da Semana Santa e de resgate histórico, por conta da contribuição que o Tiradentes deu para emancipação do nosso país. Mas, infelizmente talvez não seja nenhuma dessas três lembranças que teremos no futuro”. A declaração é do vereador Eli Ribeiro (PRB), em referência a onda de violência ocorrida na cidade de Feira de Santana, em virtude da recente greve da Polícia Militar da Bahia.

Na sessão legislativa desta quarta-feira (23/04/2014), o edil disse que há um consenso entre os repórteres que trabalham na área policial, que o abril de 2014 será conhecido como o mês mais violento da história de Feira de Santana. Eli Ribeiro informou que o alto número de mortes violentas foi destaque até na imprensa nacional como foi exposto na versão online do Jornal Folha de São Paulo. Em 43 horas de paralisação, a cidade registrou 46 mortes.

“A coisa foi tão feia que até o delegado de polícia se assustou. Por isso, aconselho a vocês que vão participar da Micareta de Feira que evitem confusão, evitem brigas. Este é um evento de cunho cultural, de lazer e até uma oportunidade de comércio para ganhar um trocado extra. Muitos pais de família usam a Micareta para ganhar um dinheirinho para ajudar no orçamento da família. Então, não deixem que a cidade vá parar novamente na imprensa nacional dessa forma”, pontuou.

Cemitério São Jorge: vereador diz que Afas está cobrando IPTU sobre túmulos 

Em discurso proferido na tribuna da Casa Legislativa, nesta quarta-feira (23), o vereador Roque Pereira (PTN) teceu duras críticas à Associação Feirense de Assistência Social (Afas), que administra o cemitério municipal São Jorge. Segundo ele, a entidade está cobrando Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) dos proprietários de túmulos.

O vereador classificou essa cobrança de IPTU sobre túmulos no cemitério mencionado como uma “palhaçada e picaretagem”. Roque Pereira, que é empresário do ramo funerário, afirmou que irá denunciar a Afas no Ministério Público.

“Eu quero saber do presidente da Afas, Everton Cerqueira, se o cemitério São Jorge transformou-se na casa dele, em uma propriedade particular, porque isso é um absurdo pagar IPTU em cemitério!”, reclamou o edil.

Em aparte, o vereador Welligton Andrade (PTN) satirizou o fato. “Aconselho Vossa Excelência que faça uma sugestão ao administrador, o senhor Everton Cerqueira para que ele cobre IPTU do usuário: o defunto”.

Novamente com o uso da palavra, Roque Pereira afirmou que o cemitério São Jorge é referência para outros cemitérios em termos de majoração de preços de sepultamentos. “Quando o São Jorge aumenta os preços, os demais cemitérios da cidade acompanham o reajuste. Hoje se paga R$ 1.500,00 para fazer um sepultamento em Feira de Santana”, criticou.

Na oportunidade, o edil parabenizou o vereador Correia Zezito (PTB) pela indicação que este fez ao prefeito José Ronaldo de Carvalho solicitando a construção de um novo cemitério público no município.

“No país é lei: todos os municípios têm a obrigação de ter um cemitério municipal. Em Feira de Santana, em gestões anteriores, deram o cemitério São Jorge a Afas para administrar, mas infelizmente virou patrimônio particular de alguns ‘magangões’ da cidade”, afirmou.

Ronny diz que Secretaria de Saúde irá prestar um serviço de excelência na Micareta 

Em discurso na sessão ordinária da Casa da Cidadania, na manhã desta quarta-feira (23), o vereador Reinaldo Miranda – Ronny (PSDB), informou que Secretaria Municipal de Saúde estará bem estruturada para atender com qualidade os foliões e as pessoas que estarão trabalhando na Micareta de Feira de Santana deste ano, que ocorre oficialmente entre os dias 24 a 27 de abril.

Segundo ele, cerca de mil profissionais darão suporte à saúde na festa momesca. Disse que a Micareta contará com dois postos fixos de saúde, sendo um na rua Adenil Falcão e outro na rua Vasco Filho.

Ronny ressaltou também que a Secretaria de Saúde irá disponibilizar posto fixo para desintoxicação de álcool e outras drogas, e um centro de testagem e aconselhamento, onde serão oferecidos testes rápidos contra o HIV/AIDS, Sífilis e hepatites virais.

Outro avanço importante apontado pelo vereador é a presença de um cirurgião bucomaxilofacial na Micareta. Ronny informou ainda que as condições de trabalho de cordeiros, barraqueiros, vendedores ambulantes e, demais pessoas que estarão atuando na Micareta de Feira de Santana, serão fiscalizadas por prepostos do Centro Municipal de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest).

Ele acrescentou que chegaram à cidade de Feira de Santana quatro novas ambulâncias, que a partir de hoje irão complementar a frota municipal.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112804 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]