Salvador – Carnaval 2014: ocupação hoteleira nos circuitos da folia da capital baiana é maior que a registrada no Rio de Janeiro

Vista do Pelourinho, centro histórico de Salvador. Hotéis ficam lotados durante o carnaval de 2014.
Vista do Pelourinho, centro histórico de Salvador. Hotéis ficam lotados durante o carnaval de 2014.
Vista do Pelourinho, centro histórico de Salvador. Hotéis ficam lotados durante o carnaval de 2014.
Vista do Pelourinho, centro histórico de Salvador. Hotéis ficam lotados durante o carnaval de 2014.

Com uma taxa de 89%, a ocupação hoteleira nos circuitos do Carnaval na capital baiana é maior, em números percentuais, que a medida no Rio de Janeiro (87%). Os números da folia de Salvador foram divulgados nesta segunda-feira (03/03/2014), pelo Sindicato de Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares de Salvador e Litoral Norte (SHRBS). Já os dados da capital fluminense são da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-RJ) e foram divulgadas pelo site especializado Hotelier News.

O vice-presidente da entidade, Silvio Pessoa, afirmou que os hoteleiros baianos adotaram uma estratégia diferente para atrair os hóspedes este ano. “Antes, vendíamos o pacote para os seis dias, hoje estamos dividindo esse formato e fazendo promoção de preços. Além disso, fizemos ações junto a operadoras de turismo e sites que comercializam pacotes de viagem”, ressaltou Pessoa.

A maior média alcançada em Salvador é a do bairro de Ondina, no circuito Dodô, com 99% dos leitos ocupados. No Pelourinho, onde o Carnaval é considerado menos comercial, a taxa é de 80%.

O secretário do Turismo do Estado, Pedro Galvão, destacou como reforço a oferta de voos extras para a capital baiana no período da folia. “Até Quarta-feira de Cinzas haverá uma movimentação de 400 mil pessoas no nosso aeroporto”, destaca.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109955 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]