Pesquisa IBOPE aponta crescimento da Internet como fonte de informações jornalísticas

Thomas Traumann: “Todos nós tínhamos ideia clara que a importância da internet na informação vinha crescendo. Como não temos pesquisa anterior do mesmo tamanho, não se pode fazer uma comparação, mas pode hoje dizer que sim, quase metade dos brasileiros se informa e usa a internet como meio cotidiano e rotineiro da informação. Isso é muito importante tanto pras politicas de comunicação quanto como retrato de como o brasileiro se informa".
Thomas Traumann: “Todos nós tínhamos ideia clara que a importância da internet na informação vinha crescendo. Como não temos pesquisa anterior do mesmo tamanho, não se pode fazer uma comparação, mas pode hoje dizer que sim, quase metade dos brasileiros se informa e usa a internet como meio cotidiano e rotineiro da informação. Isso é muito importante tanto pras politicas de comunicação quanto como retrato de como o brasileiro se informa".
Thomas Traumann: “Todos nós tínhamos ideia clara que a importância da internet na informação vinha crescendo. Como não temos pesquisa anterior do mesmo tamanho, não se pode fazer uma comparação, mas pode hoje dizer que sim, quase metade dos brasileiros se informa e usa a internet como meio cotidiano e rotineiro da informação. Isso é muito importante tanto pras politicas de comunicação quanto como retrato de como o brasileiro se informa".
Thomas Traumann: “Todos nós tínhamos ideia clara que a importância da internet na informação vinha crescendo. Como não temos pesquisa anterior do mesmo tamanho, não se pode fazer uma comparação, mas pode hoje dizer que sim, quase metade dos brasileiros se informa e usa a internet como meio cotidiano e rotineiro da informação. Isso é muito importante tanto pras politicas de comunicação quanto como retrato de como o brasileiro se informa”.
Sites de notícias, a exemplo do Jornal Grande Bahia, são apontados como importante fonte de informações para a população, segundo Pesquisa Brasileira de Mídia 2014.
Sites de notícias, a exemplo do Jornal Grande Bahia, são apontados como importante fonte de informações para a população, segundo Pesquisa Brasileira de Mídia 2014.

Apesar de ser acessada costumeiramente por menos de metade da população, a internet é o meio de comunicação que mais toma tempo dos brasileiros. De acordo com pesquisa divulgada hoje (07/03/2014) pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom-PR), o brasileiro gasta em média 3h41 do seu dia navegando na internet.

Os entrevistados da pesquisa disseram ficar, de segunda a sexta-feira, três horas e 39 minutos por dia na rede mundial de computadores. Aos sábados e domingos, a permanência do usuário na internet aumenta quatro minutos por dia. Essa duração é dez minutos maior do que o tempo gasto pelos brasileiros em frente à TV, cuja audiência atinge 97% da amostragem, sendo a maioria (65%) diariamente.

Segundo a Pesquisa Brasileira de Mídia 2014 – Hábitos de Consumo de Mídia pela População Brasileira, 26% das pessoas acessam a internet todos os dias. Percentual que se reduz à medida que diminuem os dias de acesso na semana, até atingir o mínimo de 4% de brasileiros que dizem entrar na internet pelo menos uma vez na semana.

Os jovens são a maioria das pessoas conectadas. Os dados indicam que 78% dos que têm entre 16 e 25 anos acessam a internet pelo menos uma vez por semana. Entre os idosos, com mais de 65 anos, o número cai consideravelmente, para 5%. A diferença também está na renda familiar, já que 78% das pessoas que possuem renda até um salário mínimo disseram nunca usar a internet, enquanto a percentagem cai para 25% entre as famílias que recebem cinco salários ou mais.

Curiosamente, no entanto, as informações buscadas pelos internautas não são as mais confiadas por eles, já que 53% afirmaram confiar poucas vezes em notícias de sites, redes sociais e blogs. Os dois últimos nunca são confiáveis para 20% dos entrevistados, e os sites não são críveis para 16% das pessoas.

Já quando a pergunta é sobre os endereços eletrônicos mais acessados, o Facebook lidera com 63,6% de segunda a sexta-feira e 67,1% nos fins de semana. O ranking dos cinco mais acessados é completado pelos sites Globo.com (7%), G1 (5,6%), Yahoo (5%) e Youtube (4,9%). Quando o questionário se refere aos sábados e domingos, a ordem se altera, mas os percentuais permanecem semelhantes.

O documento também revelou que os meios de comunicação públicos ainda não são lembrados espontaneamente pelos brasileiros. Para a pesquisa, foram entrevistadas 18.312 pessoas de todos os estados brasileiros, em 848 cidades. A publicação tem margem de erro de 1 ponto percentual para mais ou para menos.

SECOM PR

Thomas Traumann explicou que o Palácio do Planalto tem realizado trabalho intenso na Internet, como o lançamento da página oficial do Palácio do Planalto no Facebook, o relançamento do Portal Brasil e ampliação dos verbas publicitárias para o segmento.

“Em 2011, os gastos de publicidade da Secom em internet foram em torno de 8%, em torno de 9,5% em 2012. Em 2013, eles foram para 11,5% e este ano o orçamento já anunciado ano passado iria para 15%. É uma evolução natural”, e seguiu, “Temos essa avaliação clara de que a internet é um espaço privilegiado onde a comunicação do governo tem de estar. Temos feito uma política desde o ano passado de tentar uniformizar os sites dos ministérios, de utilizar a internet como plataforma privilegiada nas informações do governo”, declara Traumann.

Pesquisa Brasileira de Mídia 2014

Segundo o estudo, a média de uso de internet de segunda a sexta-feira é de três horas e trinta e nove minutos, mais que o tempo dedicado à televisão (três horas e vinte nove minutos), ao rádio (três horas e sete minutos) e aos jornais impressos (uma hora e cinco minutos).

O Ibope ouviu 18.312 pessoas em 848 municípios entre os dias 12 de outubro e 6 de novembro de 2013, para coletar os dados que compõem a “Pesquisa brasileira de mídia 2014 – Hábitos de consumo de mídia pela população brasileira”. De acordo com o governo, o objetivo é subsidiar a elaboração da política de comunicação do Executivo federal.

Baixe

Pesquisa Brasileira de Mídia 2014

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112836 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]