Nordeste é a semente do futuro, diz senadora Lídice da Mata

Lídice da Mata: "O Nordeste brasileiro, que depende tanto da segurança hídrica para o seu desenvolvimento, sabe muito o valor da água.".
Lídice da Mata: "O Nordeste brasileiro, que depende tanto da segurança hídrica para o seu desenvolvimento, sabe muito o valor da água.".
Lídice da Mata: "O Nordeste brasileiro, que depende tanto da segurança hídrica para o seu desenvolvimento, sabe muito o valor da água.".
Lídice da Mata: “O Nordeste brasileiro, que depende tanto da segurança hídrica para o seu desenvolvimento, sabe muito o valor da água.”.

“O Nordeste brasileiro, que depende tanto da segurança hídrica para o seu desenvolvimento, sabe muito o valor da água. Por isso que nós do PSB da Bahia estamos muito felizes de aqui reunir neste Dia Mundial da Água aqueles que pensam, debatem, que estudam, refletem e pesquisam, mas que também fazem com suas mãos doloridas o desenvolvimento dessa região sofrida que é o nordeste brasileiro”.

Com estas palavras a senadora Lídice da Mata deu as boas vindas às delegações dos nove estados nordestinos que se fizeram representar em meio aos 1.200 participantes do III Seminário Programático Regional da Aliança PSB-Rede-PPS – Região Nordeste, realizado neste sábado, na Itaipava Arena Fonte Nova, em Salvador. Dos 417 municípios baianos, 231 estiveram representados.

O encontro contou com as presenças dos presidentes nacionais das três legendas, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, a ex-ministra e ex-senadora Marina Silva, e o deputado federal Roberto Freire, além da ex-ministra do STJ e pré-candidata ao senado pelo PSB Bahia, Eliana Calmon, do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), do ex-ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, além de parlamentares, prefeitos e militantes de toda a região.

Para Lídice, o desafio da região Nordeste, que precisa crescer o dobro do Brasil para igualar-se à média de desenvolvimento nacional em 12 anos, em plena vigência de uma das piores secas já enfrentadas pela população do semiárido não justifica a visão que ao Nordeste é destinado apenas discutir a pobreza, mas, ao contrário, constitui-se em oportunidade histórica para a busca de um novo modelo de desenvolvimento. “Temos um solo rico para a mineração, mas também temos vento e sol suficientes enquanto fontes de energia limpa. O Nordeste apresenta amplas oportunidades culturais, que juntamente com nossas belezas naturais são fatores de grande potencialidade turística. Na verdade, o Nordeste se apresenta como a semente de um futuro grandioso, de um novo modelo de desenvolvimento que pode partir  daqui para o Brasil”.

Segundo Lídice, a candidatura de Eduardo Campos à presidência da República significa para o Nordeste brasileiro a afirmação dessa possibilidade. “Eduardo é um conhecedor profundo das dificuldades do desenvolvimento do Nordeste que sabe transformar cada tostão do contribuinte em muitos serviços de qualidade em segurança, saúde e educação para o seu povo. Tem uma administração que será sem dúvida uma referência para o programa de governo do PSB na Bahia e no Brasil”, frisou.

“Queremos um modelo oposto ao da industrialização predatória do meio ambiente, com forte presença da educação, ciência, tecnologia, educação, serviços públicos e privados em educação. Um modelo que tem um braço forte do agronegócio e da fruticultura dos perímetros irrigados, mas que tem também uma veia forte plantada na agricultura familiar, em toda  a sua capacidade de produzir e integrar a cadeia produtiva com o desenvolvimento local”.

Ela alertou para a necessidade de se reintroduzir um tema que sumiu da agenda do debate nacional: a reforma agrária. “É preciso criar uma forma de redistribuir a terra para garantir o desenvolvimento justo. Não se pode imaginar que podemos governar sem fazer a reforma agrária, juntamente com a reforma urbana”.

Lídice destacou ainda que a Bahia não se furtará ao seu papel de liderança econômica da região, mas não com uma visão imperialista e colonizadora em relação aos outros estados, mas principalmente com uma visão  de que o Estado enquanto motor do desenvolvimento da região. “Temos consciência e orgulho de sermos nordestinos. A Bahia de Ruy Barbosa, de Castro Alves tem a satisfação de saber que os baianos terão um novo caminho, o caminho que eu e Eliana Calmon representamos na Bahia é o que Eduardo e Marina representam para o Brasil. Sejam bem vindos Eduardo, Marina e Roberto, que trazem a mensagem de uma nova política para a Bahia, que unem o Nordeste e o Brasil. Juntos  vamos representar nessa eleição de 2014 o novo o Brasil que o Brasil deseja”.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116540 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.