Deputada Graça Pimenta destaca importância dos professores e apoia luta por melhores condições

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Graça Pimenta: “Através da educação é possível promover transformações profundas na sociedade.".
Graça Pimenta: “Através da educação é possível promover transformações profundas na sociedade.".
Graça Pimenta: “Através da educação é possível promover transformações profundas na sociedade.".
Graça Pimenta: “Através da educação é possível promover transformações profundas na sociedade.”.

Cerca de um milhão de estudantes da rede pública de ensino básico da Bahia estão sem aulas por conta da greve nacional dos professores, convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). Notícias dão conta de que, na Bahia, a greve teve a adesão de 100 mil docentes, sendo 30 mil da rede estadual e 70 mil da rede municipal. Dos profissionais ligados às administrações municipais, 10 mil são de Salvador e 60 mil do interior.

A deputada estadual Graça Pimenta (PMDB) destaca a importância da valorização dos professores e a preocupação que o poder público deve ter com os estudantes. “Através da educação é possível promover transformações profundas na sociedade. É por meio da educação que as pessoas ingressam nas áreas de conhecimento e se dedicam a uma profissão, beneficiando a todo o meio social. Ao que tudo indica, hoje está sendo o terceiro e último dia do movimento de greve. Os educadores são bastante organizados e têm força considerável de articulação. As exigências dos educadores são válidas e precisam ser consideradas pelos poderes públicos”, pontua a parlamentar.

Entre as reivindicações da classe estão o cumprimento da lei do piso salarial nacional, a destinação de 75% do valor dos royalties do petróleo e de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para o setor educacional, além da votação do Plano Nacional da Educação (PNE). Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgados há poucos meses, mostram que a taxa de analfabetismo parou de cair e registrou pequeno aumento, entre 2011 e 2012. Conforme o levantamento, a Bahia está entre os Estados que tiveram os maiores aumentos nas taxas de analfabetismo.

“Sem dúvidas os professores se empenham para reverter essa situação, porém se depararam com incontáveis problemas que os impedem de desenvolver suas funções de modo mais adequado. São corriqueiras as notícias sobre falta de fardamento, material escolar, merenda, segurança e até estrutura nas escolas. Desse jeito fica quase impossível fazer um trabalho com melhor qualidade. E além de enfrentar esses problemas, os educadores têm que lidar com a desvalorização da classe. Ser professor hoje em dia é algo que surge mesmo a partir da paixão, do desejo de transformar a sociedade”, acredita Graça Pimenta. A parlamentar acrescenta: “Todos nós aqui tivemos uma série de professores que contribuíram muito para que nos tornássemos profissionais de respeito. Então, vamos nos unir aos educadores, exigindo que eles sejam respeitados e valorizados da forma que merecem”.

Vale ressaltar que membros da categoria devem estar em Brasília nesta quarta-feira (19/03/2014) para acompanhar uma Reunião Deliberativa Ordinária sobre o PNE, na Câmara dos Deputados. Conforme declarações do coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), Rui Oliveira, ainda esta semana haverá uma nova rodada de negociações com o Governo do Estado, na Secretaria de Administração.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113655 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]