Microempreendedora individual tem incremento de 70% no faturamento durante o verão

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Os chapéus, sacolas e bonecas de pano da artesã Edna Castro já conquistaram clientes no país e exterior.
Os chapéus, sacolas e bonecas de pano da artesã Edna Castro já conquistaram clientes no país e exterior.
Os chapéus, sacolas e bonecas de pano da artesã Edna Castro já conquistaram clientes no país e exterior.
Os chapéus, sacolas e bonecas de pano da artesã Edna Castro já conquistaram clientes no país e exterior.

A microempreendedora individual (MEI) Edna Castro, 58 anos, não se arrepende de ter transformado seu lazer em trabalho. A artesã não titubeou ao deixar a sala de aula para se enveredar naquilo que fazia seus olhos brilharem. Apaixonada por praia, arrumou as malas e decidiu morar em Porto Seguro. Com uma ideia na cabeça, a proprietária da Maria Preta Confecção Moda Praia – Produtos Artesanais identificou um nicho ainda pouco explorado na região e começou a fazer chapéus, apostando num bordado rico em cores e detalhes.

Com um balaio na cabeça e muita disposição, ela pegava a balsa e seguia em direção à Arraial d’Ajuda.“Saía a partir das 9h de casa e chegava a caminhar cerca de 10 quilômetros na areia. A recompensa sempre foi o retorno dos meus clientes. Ganhei muito dinheiro, mas vi a necessidade de formalizar meu negócio, já que dependia de outras pessoas para escoar meus produtos”, revela.

Edna Castro passou nove anos na informalidade e perdeu a conta dos calotes que tomou. A artesã explica que a aquisição de material para a produção de seu trabalho era muito difícil, já que gastava dinheiro com transporte e, às vezes, tinha que ir até São Paulo para comprar a mercadoria a preços menores. Cansada e desestimulada, ela decidiu voltar para Salvador e procurar o Sebrae.

Hoje, com um CNPJ, Edna não tem que passar mais por isso. “Os fornecedores entregam na porta da minha casa e ainda posso negociar melhores preços. Creio que não conseguiria conquistar clientes no exterior se não estivesse legalizada”. A empreendedora lembra que essa foi uma das primeiras orientações que recebeu ao procurar o Sebrae. “Posso ser MEI, mas não cheguei aqui sozinha”.

Para chegar ao mercado internacional, ela buscou orientações junto ao Sebrae e hoje já contabiliza participações em eventos de grande porte, como duas edições do Encontro Internacional de Negócios do Nordeste (Einne), convite para comercializar seus chapéus, sacolas de praia, bonecas de pano e bijuterias no Sarau Du Brown, em Rodadas de Negócios, Brasil Original e Feira do Empreendedor.

“Aproveitei cada oportunidade dada e fiz cursos voltados para adquirir noções sobre formação de preço, autoestima, organização para o mercado internacional, técnicas de venda, qualidade do produto, como lidar com os clientes e gestão empresarial. Todo esse conhecimento foi importante para gerir meu negócio com responsabilidade”.

Ao longo do ano, a empreendedora comercializa os produtos do estoque. Já no verão, ela contrata colaboradores temporários na área de produção e comercializa com vendedores espalhados estrategicamente nas praias mais movimentadas. “Nessa época do ano, conto com o apoio de seis pessoas. Tenho um incremento de 70% nas vendas”.

As Rodadas de Negócio promovidas pelo Sebrae foram ferramentas fundamentais para a artesã conquistar novos clientes. “A iniciativa foi extremamente importante para criar mais um canal de comercialização. Até hoje preservo meus clientes das rodadas e pretendo ampliar ainda mais minha atuação no mercado nacional e internacional”.

A artesã conta que durante o verão, está atenta ao que será tendência. “Vou lançar uma coleção que vai simbolizar a Bahia nas suas cores e clima. O meu produto já conquistou lojas bem conceituadas no país e tem tudo pra ganhar o mundo”, comemora.

Agora, a expectativa de Edna é ampliar ainda mais seu negócio. “Quando comecei a produzir artesanato, não tinha a ideia de como eu poderia me desenvolver. Consegui ampliar a minha visão, atuar como uma gestora e espero crescer cada vez mais”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113832 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]