Deputado Carlos Geilson critica demora em investigações de crimes na Bahia

Carlos Geilson: "Minha preocupação está com a demora com que os casos são resolvidos na Bahia.".
Carlos Geilson: "Minha preocupação está com a demora com que os casos são resolvidos na Bahia.".
Carlos Geilson: "Minha preocupação está com a demora com que os casos são resolvidos na Bahia.".
Carlos Geilson: “Minha preocupação está com a demora com que os casos são resolvidos na Bahia.”.

“Fico aliviado ao saber que os culpados começaram a ser presos. Minha preocupação está com a demora com que os casos são resolvidos na Bahia. Este crime tão comentado demorou quase um ano para começar a ser elucidado, e quantos casos como este continuam sem solução?”, indagou o deputado estadual Carlos Geilson (PTN). Em outros pronunciamentos, o parlamentar já havia cobrado celeridade na investigação da morte do médico juazeirense Márcio Espínola, agredido no momento em que buscava um táxi, no bairro do Rio Vermelho, após curtir o carnaval de 2013.

Em janeiro de 2014, quase um ano após a morte do médico, que a Polícia Civil conseguiu prender um dos envolvidos com o latrocínio. Com mandado de prisão expedido pela 5ª Vara Criminal, o estudante de Educação Física José Wilson Mendonça Messias de Figueiredo, o “Zezinho”, foi capturado na manhã de quarta-feira (08/01/2014), por investigadores do Grupo de Apreensão e Captura (Grac).

De acordo com a delegada da 5ª Vara, “Zezinho”, é usuário de drogas e instrutor de educação física numa academia, em Salvador, e costumava comprar entorpecentes com a quadrilha liderada por Arthur Arlindo Barbosa Pacheco, o “Arthurzinho”, desarticulada em dezembro do ano passado. Entre os integrantes da quadrilha, pelo menos quatro estão envolvidos no latrocínio do médico.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108850 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]