Áreas verdes ganham destaque em bairros planejados

Vista do condomínio Alphaville em Salvador.
Vista do condomínio Alphaville em Salvador.
Vista do condomínio Alphaville em Salvador.
Vista do condomínio Alphaville em Salvador.

Os fatores que contribuem para a qualidade de vida das pessoas são decisivos quando o assunto é morar bem, como conforto, bem-estar e segurança que são fundamentais na escolha do imóvel. Por isso, espaços de lazer e maior contato com a natureza têm sido cada vez mais valorizados nos empreendimentos de alto padrão urbanístico. Essa tendência de mercado chega também ao interior da Bahia, nas cidades com crescimento urbano acelerado.

Em Feira de Santana, por exemplo, onde foi lançada recentemente a segunda etapa do bairro planejado da Alphaville, as áreas verdes ganham destaque no projeto do empreendimento, que inclui Área de Preservação Permanente (APP), paisagismo com vegetação de portes variados e praças cuidadosamente arborizadas.

São 123.073 m² de áreas verdes, o que significa 46 m² de verde por habitante. Quase quatro vezes mais do que a taxa recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que propõe o índice mínimo de 12 m² por habitante na área urbana. “O projeto paisagístico do Alphaville Feira de Santana prevê um amplo trabalho de plantio, que utiliza palmeiras, árvores, arbustos, gramados e forrações, a fim de estabelecer uma ambientação em absoluta sintonia com essa área de transição entre a Zona da Mata e a Caatinga”, destaca Cláudia Yassuda, Diretora de Negócios da Alphaville.

O contato com a natureza é um fator que tem influenciado diretamente a decisão do público que procura um empreendimento para morar ou investir. Essa é uma tendência internacional de acordo com uma pesquisa realizada pela empresa sueca Husqvarna, que consultou mais de 3,5 mil pessoas de países como a Alemanha, França, Polônia, Reino Unido, Estados Unidos, Suécia e Rússia. A maioria dos entrevistados prefere morar em regiões arborizadas, buscando mais qualidade de vida e 63% afirmaram estar dispostos a pagar mais por um apartamento ou casa se fosse localizado em uma região com boas áreas verdes.

Segundo a mesma pesquisa, o paisagismo valoriza, em média, 16% o imóvel. Mas, a preferência pelo conforto ambiental não se restringe aos países citados. Especialistas do mercado imobiliário brasileiro afirmam que áreas preservadas e arborizadas atraem cada vez mais a atenção dos compradores. Essa preferência deve-se, principalmente, à sensação de bem-estar e de valorização estética que estes espaços propiciam ao empreendimento.

De acordo com Cláudia Yassuda, “a preservação ambiental deve ser observada por quem busca um bom investimento. Isso demonstra a qualidade da marca e influencia diretamente na valorização do imóvel. Áreas bem planejadas e harmonizadas com uma bela composição paisagística, adequada ao clima local, contribuem com a saúde e conforto dos moradores”, afirma.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120515 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.