Pelo Twitter, presidenta Dilma Rousseff condena violência nos estádios

Dilma Rousseff, presidente da República, participa de um encontro com o ex-presidente dos EUA Bill Clinton, durante a Global Initiative (CGI), no Copacabana Palace Hotel.

Dilma Rousseff: responsáveis devem ser identificados e punidos, cumprindo-se o Estatuto do Torcedor, que prevê penas de reclusão e de banimento dos estádios aos torcedores que cometerem atos de violência.

A presidenta Dilma Rousseff postou hoje (09/12/2013) em sua conta no Twitter que é necessária a presença da polícia nos estádios de futebol, a prisão em flagrante em casos de violência e a criação de uma delegacia do torcedor para coibir brigas como a ocorrida ontem (8) entre torcedores do Vasco e do Atlético Paranaense, em Joinville (SC).

Dilma registrou que as cenas da briga são chocantes e informou que o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, acompanha o caso. “O país do futebol não pode mais conviver com a violência nos estádios”, escreveu. “Esta violência vai contra tudo o que acreditamos ser o futebol: um esporte de paixão, mas também de tolerância”, acrescentou.

Nas mensagens sobre o tema no Twitter, a presidenta usou a hashtag #PazNosEstadios. Na noite de ontem (8), o Ministério do Esporte divulgou nota, em que condena os atos de violência entre os torcedores durante jogo da última rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Na nota, o ministério informa que os “responsáveis devem ser identificados e punidos, cumprindo-se o Estatuto do Torcedor, que prevê penas de reclusão e de banimento dos estádios aos torcedores que cometerem atos de violência”.

Dilma destaca papel de concessões na ampliação da infraestrutura do país

A presidenta da República, Dilma Rousseff, destacou hoje (9) o papel das concessões na melhoria e ampliação da infraestrutura do país. Durante abertura da Clinton Global Initiative, promovido pelo ex-presidente norte-americano Bill Clinton, no Rio de Janeiro, Dilma disse que a renovação da infraestrutura, baseada na sistema de concessões, está ganhando um ritmo acelerado.

“Hoje cuidamos da renovação da nossa infraestrutura, com fortes investimentos governamentais e privados, baseado no sistema de concessões ao setor privado e que está ganhando ritmo acelerado. Investimos em parceria com a iniciativa privada em nossas rodovias, na melhoria e ampliação de nossos portos e na ampliação dos nossos aeroportos”

De acordo com a presidenta, pela primeira vez o país também está investindo em um projeto de expansão da malha ferroviária. Ela também lembrou que a expansão das linhas de transmissão e dos parques de geração de energia.

Dilma disse que é preciso investir na integração produtiva latino-americana para reduzir as desigualdades regionais. Segundo ela, é preciso ter uma complementariedade da indústria, agropecuária e do setor de serviços na região. Ela observou também que é importante aproveitar as vantagens proporcionadas pela geografia da América do Sul: o continente é banhado pelos dois principais oceanos do planeta, o Atlântico e o Pacífico.

Governo autoriza concessão de cinco portos privados no país

A Secretaria de Portos (SEP) do governo federal anunciou hoje (9) a autorização da concessão de cinco novos terminais de Uso Privado (TUPs), localizados em Niterói (RJ), Porto Belo (SC), Guarujá (SP), São João da Barra (RJ) e Santos (SP). Os terminais são os primeiros concedidos após a entrada em vigor do novo marco regulatório do setor portuário, de junho de 2013, e vão movimentar carga geral, passageiros e granéis sólidos.

A SEP informou que também estão em análise final, na Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), autorizações para terminais privados no Espírito Santo (Aracruz), Pará (Barbacena, Itaituba e Juriti), Amazonas (três terminais em Manaus), Bahia (dois em Ilhéus) e Rondônia (Porto Velho). A estimativa é que os 15 empreendimentos gerem investimentos aproximados de R$ 6,4 bilhões.

Segundo a SEP, de agora em diante, o fluxo de concessão de terminais será contínuo, a partir da manifestação do interesse privado e da disponibilidade de área. A nova legislação estabeleceu que os interessados em obter a autorização para instalação portuária fora da área do porto organizado podem apresentar requerimento à Antaq a qualquer momento.

A estimativa do governo federal, considerando os atuais 59 empreendimentos em processo de autorização, é que exista um potencial de investimento do setor privado da ordem de R$ 11,4 bilhões.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]