Deputada Graça Pimenta confirma pré-candidatura a reeleição e diz que projeto liderado por Geddel Vieira Lima é o melhor para o estado

Deputada Graça Pimenta e o jornalista Carlos Augusto. Entrevista revela que deputada é candidata a reeleição.
Deputada Graça Pimenta e o jornalista Carlos Augusto. Entrevista revela que deputada é candidata a reeleição.
Deputada Graça Pimenta e o jornalista Carlos Augusto. Entrevista revela que deputada é candidata a reeleição.
Deputada Graça Pimenta e o jornalista Carlos Augusto. Entrevista revela que deputada é candidata a reeleição.
Deputada Graça Pimenta defende projeto liderado por Geddel Vieira Lima.
Deputada Graça Pimenta defende projeto liderado por Geddel Vieira Lima.

Deputada estadual (PMDB/BA), natural de Feira de Santana, Maria das Graças Pessoa Pereira Pimenta (Graça Pimenta) confirma que é pré-candidata a reeleição, lembrando que durante o mandato tem trabalhado para melhorar os serviços de saúde no estado, através da comissão de saúde da Assembleia Legislativa da Bahia, além de ter pronunciado discursos que denunciam, quando necessário, as situações de maior gravidade no setor.

Em entrevista exclusiva ao Jornal Grande Bahia, destaca o fato de ter se mantido na oposição ao governo do estado em decorrência de ter sido eleita na oposição ao projeto liderado pelo PT. Graça Pimenta afirma que o PMDB, liderado por Geddel Vieira Lima representa uma alternativa viável de projeto de governo, e que o ingresso no partido é uma reafirmação desta identidade.

Confira a entrevista

Jornal Grande Bahia – 2014 é ano de eleição, a senhora pretende ser candidata à reeleição?

Graça Pimenta – Com certeza. Quando entrei na política, entrei com vontade. Eu sempre trabalhei com o serviço público e pelos mais carentes, buscando melhorar a qualidade de vida das pessoas. Até por ser enfermeira, a minha própria profissão determina qual é o objetivo, ajudar sempre o próximo, cuidar das pessoas.

Eu nunca tive a pretensão de concorrer a cargos eletivos, mas as pessoas vão cobrando mais da gente, que dê mais ajuda, principalmente no período em que Tarcízio Pimenta foi prefeito de Feira de Santana, as pessoas estavam me cobrando uma participação política maior, então eu tive de sair candidata, para que pudesse ampliar o trabalho em prol da comunidade. Graças a Deus eu tenho conseguido isso, dentro do possível, porque todos nós temos limitações. O deputado não executa ações, ele cobra, ele solicita, ele faz indicações, faz projetos de leis que venham a beneficiar a população, mas graças a Deus eu venho conseguindo fazer isso.

JGB – O que lhe conduziu a comissão de saúde da Assembleia?

Graça Pimenta – Eu sou funcionária da prefeitura de Feira de Santana, estou afastada por conta do mandato, mas sou concursada. Então, conheço a saúde no município, mas também já conhecia em relação ao estado, quando fui diretora da 2º DIRES (Diretoria Regionais de Saúde). Conheço a realidade de alguns município. Na 2º DIRES coordenava, supervisionava e executava ações em 27 municípios, inclusive em Feira de Santana, então eu conheço a realidade desses município.

Atualmente faço parte da coordenação de saúde, para mim foi uma alegria muito grande, já que eu tinha me afastado da profissão de enfermeira, por conta do mandato. Então eu pedi que eu gostaria de fazer parte da comissão de saúde, e graças a Deus eu tive os votos de unanimidade dos colegas, e desde que entrei na Assembleia, eu continuo como vice-presidente da comissão, trabalhando em parceria com o Deputado José de Arimatéia, que é o presidente. Nós estamos trabalhando na busca de melhorar a saúde na Bahia, é uma coisa que me satisfaz muito.

JGB – Como é que analisa essa relação, de ser uma deputada onde a grande maioria dos seus colegas são governistas?

Graça Pimenta – Olha eu me elegi no PR, o partido do ministro Cesar Borges, que é uma pessoa que eu gosto muito, que eu admiro bastante. Mas o partido tomou uma outra direção, que foi apoiar o governo do estado, e como eu preferir me manter na situação de oposição, até porque eu compreendo que é melhor, que eu esteja do lado do povo, porque eu não concordo com algumas ações do governo do estado. Então eu preferi permanecer na oposição ao governo do estado, então eu quero estar sempre do lado dos baianos, eu quero estar sempre do lado das pessoas mais carentes, porque essas pessoas é que precisam da gente, e se precisa de mim, eu estou ali pronta para ajudar.

Confira a biografia de Graça Pimenta

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9153 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).