Damha Urbanizadora mantém trajetória sustentável de crescimento em 2014 e projeta 11 novos lançamentos

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Vista aérea das obras do Village Damha I Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Vista aérea das obras do Village Damha I Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Vista aérea das obras do Village Damha I Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Vista aérea das obras do Village Damha I Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)

A Damha Urbanizadora fecha o ano de 2013 com um VGV (Valor Geral de Vendas) lançado de R$ 700 milhões, índice 20% superior aos R$ 585 milhões registrados no exercício anterior, e que estão atrelados aos 10 lançamentos ocorridos neste ano, cujo investimento total foi de R$ 370 milhões. Para 2014, a empresa mantém a sua estratégia de crescimento sustentável e projeta 20% de aumento, alcançando VGV de R$ 840 milhões ao final do período. Somente no biênio, são R$ 1,5 bilhão no total, do qual 75% é próprio.

Em relação ao faturamento, a expectativa da Damha Urbanizadora é chegar a R$ 540 milhões, 27% superior ao valor de 2013, que foi de R$ 450 milhões, provenientes de novos empreendimentos lançados em cidades como Campo Grande (MS), Feira de Santana (BA), Ipiguá, Marília, Birigui, Catanduva, Araraquara (SP) e Campos dos Goytacazes (RJ), que aceleraram a estratégia de expansão nacional da empresa, adotada nos últimos anos.

No próximo ano, 11 lançamentos estão previstos, representando investimentos da ordem de R$ 410 milhões. Entre as cidades que devem receber novos residenciais, estão: Mirassol (SP), Piracicaba (SP), Assis (SP), Camaçari (BA), Conde (PB) entre outras. Ou seja, além de reforçar sua presença em praças em que já atua, também pretende levar seus diferenciais para novas localidades. Ao final de 2013, a urbanizadora contava com 55 empreendimentos lançados em oito Estados e mais de 20 mil unidades comercializadas, além de possuir 90 empreendimentos em aprovação.

Em 2013, a Damha Urbanizadora consolidou sua presença na Região Nordeste do País, com dois lançamentos em Feira de Santana (BA), que vieram na esteira de outros dois residenciais lançados com sucesso em São Luís (MA) e Aracaju (SE) em 2012. A estratégia de expansão da empresa passa ainda por sete novos investimentos em Camaçari (BA) nos próximos anos (estimativa de R$ 235 milhões), dois novos complexos em Maceió e Arapiraca (AL), estimados em R$ 160 milhões, um grande complexo em Eusébio (CE), Conde (PB) com mais 3 empreendimentos e também em Caruaru (PE) com mais um empreendimento.

“A atual fase de crescimento da empresa é lastreada pela expansão geográfica. Todas as regiões do País são estudadas, pois em um mercado dinâmico como o imobiliário, ao mesmo tempo em que regiões ficam saturadas pela oferta de determinados produtos, outras despontam com alto potencial para o recebimento de novos empreendimentos”, analisa José Paranhos, Diretor Superintendente.

A Damha se encontra, hoje, em posição bastante privilegiada no que se refere ao seu banco de terrenos, superior a 100 milhões de m2, conquistados por meio de aquisição ou de parcerias com os proprietários. Apenas este land bank atual representa um VGV potencial superior a R$ 7 bilhões. A expectativa da Damha é ampliar este número nos próximos 12 meses, chegando a 120 milhões de m2 ao final de 2014, com um VGV potencial de R$ 8,5 bilhões.

Em seus 34 anos de existência, a Damha Urbanizadora construiu uma marca sólida, reconhecida por sua qualidade nas praças onde atua, além de respeitada no mercado. Para isso, apoiou-se na criação de pilares estratégicos como respeito e integração à natureza, busca constante pelos mais altos padrões urbanísticos e relacionamento próximo com os clientes, seu principal ativo e fonte de sucesso. Tais pilares e a continuidade de uma política de crescimento economicamente sustentável são a base para que a empresa possa se consolidar como uma das três principais de seu segmento.

Sobre Carlos Augusto 9655 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).