Balé Folclórico da Bahia viaja para turnê na África e vai receber homenagem no Togo

Balé Folclórico da Bahia - Espetáculo Herança Sagrada.
Balé Folclórico da Bahia - Espetáculo Herança Sagrada.
Balé Folclórico da Bahia - Espetáculo Herança Sagrada.
Balé Folclórico da Bahia – Espetáculo Herança Sagrada.

O internacionalmente aclamado Balé Folclórico da Bahia, dirigido por Vavá Botelho, embarca nesta quinta-feira (12/12/2013), para uma curta temporada no Togo, depois do sucesso de sua turnê pela América do Norte. Além de apresentar o espetáculo “Herança Sagrada – A corte de Oxalá” em várias cidades do país africano, o Balé, que em 2013 comemora 25 anos, vai receber mais um reconhecimento internacional: será homenageado com uma placa pelo Ministro das Relações Exteriores do Togo e ganhará nome de rua na  cidade de Aného, no sudeste do Togo, perto da fronteira com o Benim.

Não é a primeira vez que o Balé recebe uma homenagem no Togo. Em 2007, o rei do país outorgou a Vavá Botelho o título de “Latevi” (primeiro filho do rei) e ele foi coroado como príncipe do Togo.  Sua Majestade Togbé Ahuawoto Lawson VII, Rei do Togo, definiu: “este é um trabalho e esta é uma companhia de dança que nos representa para o mundo, levando nossa mensagem, nossa religiosidade de forma digna e respeitosa, mantendo acesa esta tradição, que infelizmente nós, aqui na África, estamos perdendo a cada dia. O Balé Folclórico da Bahia é o nosso grande embaixador para o mundo e o Brasil tem que se orgulhar muito dele, porque nós africanos já o fazemos”.

Para 2014, o Balé já tem agendadas turnês na Europa e Ásia. Graças a um patrocínio da O Boticário, a companhia também vai poder apresentar seu espetáculo no próprio país, com turnê já prevista para a região Norte no primeiro semestre do ano que vem. “Já apresentamos o Balé ao mundo, queremos propagar nosso trabalho no Brasil”, afirma Vavá Botelho.

Com sede no Teatro Miguel Santana, no Pelourinho, em Salvador, o BFB funciona em regime integral de seis horas de trabalho por dia. Os 40 integrantes da companhia – dançarinos, músicos e cantores – recebem preparação técnica para dança, música e teatro. Para preservar e divulgar as principais manifestações folclóricas da Bahia, o Balé desenvolveu uma linguagem cênica que parte dos aspectos populares e atinge questões contemporâneas. O Balé também possui um segundo corpo de baile, que realiza espetáculos, diariamente, no Teatro Miguel Santana, tendo como público, principalmente, turistas estrangeiros e de outros estados do Brasil.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108946 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]