“Antecipar Royalties é dar cheque em branco ao governo”, denuncia deputado João Carlos Bacelar

João Carlos Bacelar: “O governo Wagner, no último ano de seu governo, pretende comprometer receita que não é do seu período. Já está comprometendo recursos do orçamento para a próxima administração, prejudicando quem for eleito em 2014.".

João Carlos Bacelar: “O governo Wagner, no último ano de seu governo, pretende comprometer receita que não é do seu período. Já está comprometendo recursos do orçamento para a próxima administração, prejudicando quem for eleito em 2014.”.

O deputado estadual João Carlos Bacelar (PTN) considerou hoje um crime contra as finanças do estado a tentativa do governo da Bahia tentar negociar os royalties do petróleo para os próximos quatro anos, para que o estado possa cobrir despesas da Previdência Social.

“O governo Wagner, no último ano de seu governo, pretende comprometer receita que não é do seu período. Já está comprometendo recursos do orçamento para a próxima administração, prejudicando quem for eleito em 2014. Isso é um absurdo, além de ser ilegal. Não podemos aceitar uma situação dessa”, afirmou Bacelar.

Estima-se que, caso a PEC seja aprovada, o governo poderá conseguir algo em torno de R$800 milhões até R$1,6 bilhão negociando os royalties com os bancos oficiais. Com os recursos, o governo pretende diminuir o déficit da previdência estadual, hoje estimado em R$1,6 bilhão e ano quem vem pode chegar a mais de R$2,3 bilhões. “Não podemos dar, irresponsavelmente, um cheque embranco para um governo que gasta muito e gasta mal, inclusive invadindo recursos que ainda seriam recebidos por um governo que ainda nem se instalou”,protestou Bacelar.

Bacelar diz que governo promove socialização da violência

O deputado estadual João Carlos Bacelar lamentou hoje que a rede de TV americana CNN tenhadestacado Salvador, uma das cidades sedes da Copa do mundo de 2014 como a cidade mais violenta do país. Exibida no último dia 20, a matéria tratou das capitais sede da Copa e a cidade de Salvador, na Baía de Todos os Santos,foi classificada como a cidade dos homicídios. “Não temos como fugir dessa realidade se vemos que, no feriado do Natal, foram registrados 19 homicídios na Região Metropolitana. E se formos ver as vítimas, a maioria é jovem e negra. Este aspecto da Copa não foi analisado, mas vemos o genocídio da juventude negra, uma situação que o governo nunca se manifestou”, protestou Bacelar.

Segundo o deputado, essa tragédia que a CNN mostra é maior quando olhamos para o caos que é o ensino médio, de responsabilidade do governo do estado. “As escolas não funcionam, não têm aula. E quem sofre com isso? O filho do trabalhador que mora nas periferias e não tem oportunidade de emprego, de educação, de cultura ou lazer porque o estado não tem uma política voltada para esse segmento da sociedade”, disse Bacelar. “Não há política de reparação a não ser colocar o negro para tocar tambor”, lamentou.

Com isso, disse o parlamentar, aumenta a sensação de violência na Bahia. “É a verdadeira socialização da violência praticada pelo Partido dos Trabalhadores. Não há política de Segurança Pública porque o governo não se manifesta contra a morte de jovens negros. E o que vemos hoje são os assassinatos sendo direcionados aos jovens negros”, protestou. Ele denunciou a falta de investigação dos ditos autos de resistência como um dos fatores que mais contribuem para mortandade de jovens na Bahia

“Não há investigação sobre os autos de resistências, maior responsável pela morte dos jovens negros. Depois é fácil se justificar a morte de um jovem como associação ao tráfico de drogas e não devido ao confronto da polícia com os bandidos. Os inquéritos sobre estes autos partem do pressuposto de que o policial tinha razão. Mas não é verdade que as mortes estejam relacionadas ao tráfico de drogas. Por isso retorno sempre a esta tribuna para cobrar um posicionamento do governo da Bahia sobre essa questão porque o Estado precisa apresentar uma solução para a morte dos jovens negros na Bahia”, afirmou.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]