Tesouro Nacional autoriza empréstimo para BRT de Feira de Santana

José Ronaldo: os técnicos analisaram detalhadamente a capacidade de endividamento do município.
José Ronaldo: os técnicos analisaram detalhadamente a capacidade de endividamento do município.

O Tesouro Nacional autorizou a Caixa Econômica Federal a contratar a operação que vai financiar a implantação do BRT (sigla em inglês para Bus Rapid Transit). O valor será de R$ 90 milhões. O anúncio foi feito pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho, na coletiva realizada na tarde desta quinta-feira, 14, no Paço Municipal Maria Quitéria, que contou com presenças de executivos da Caixa.

É um atestado, na opinião do secretário de Planejamento, Carlos Brito, de que é boa a situação financeira da Prefeitura de Feira de Santana. “O Tesouro Nacional tem que dar o aval para este tipo de operação”. Os técnicos do governo federal analisam a capacidade de endividamento e pagamento do município. A operação financeira deverá ser assinada até o início do próximo mês.

Nesta avaliação verifica-se o demonstrativo contábil apresentada pela Prefeitura no último quadrimestre. Outro ponto que pode ter sido levado em consideração, comenta o secretário, é o histórico do chefe do Executivo. “Todos sabem o modo de administrar de José Ronaldo, que honra todos os compromissos. Outro ponto foi o seu empenho em deixar o município sem pendências que o levassem a não poder assinar contratos com o governo federal”.

Árvores da Getúlio não serão atingidas pelo BRT. As faixas dos ônibus ficarão à direita da avenida

O BRT (sigla em inglês para Bus Rapit Transit) que vai ser instalado em Feira de Santana nos próximos anos não vai mexer com a estrutura do canteiro central da avenida Getúlio Vargas. A informação é do secretário de Planejamento, Carlos Brito. Assim, não vai haver a necessidade de derrubar ou transplantar nenhuma árvore.

O secretário afirmou que tudo que se ouve na cidade, sobre as possíveis intervenções, não passa de boato. “As pessoas apresentam suas versões sem conhecimento de nada”.

Ele disse que as faixas exclusivas para a circulação destes veículos ficarão junto dos passeios, à direita da avenida. Bem longe das árvores, portanto. Por este motivo, a avenida não foi incluída no projeto da Zona Azul, que cria vagas de estacionamento pago nas vias da cidade.

De acordo com o secretário, o canteiro central da avenida vai ser urbanizado. Vai ganhar iluminação especial, ciclovia, pista para caminhada e corrida. “Vai ser uma intervenção que vai mudar a estrutura da Getúlio Vargas. E para melhor”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114872 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.