“Sem provas, sem culpa e qualquer nexo com a verdade”, declara Jonas Paulo presidente do PT da Bahia sobre prisões de correligionários

Jonas Paulo de Oliveira Neres.
Jonas Paulo: um ato que revela a vulnerabilidade do Judiciário, as pressões dos poderosos e o seu espírito reacionário que desequilibra a tenra democracia brasileira.
Jonas Paulo de Oliveira Neres.
Jonas Paulo: um ato que revela a vulnerabilidade do Judiciário, as pressões dos poderosos e o seu espírito reacionário que desequilibra a tenra democracia brasileira.

Assim reagiu o presidente do PT baiano, Jonas Paulo, – que foi o relator do caso Delúbio Soares na Comissão de Ética Nacional do PT em 2005- sobre as prisões de Genoino e Zé Dirceu. “Um ato que revela a vulnerabilidade do Judiciário, as pressões dos poderosos e o seu espírito reacionário que desequilibra a tenra democracia brasileira” e foi além: “é um absurdo o Genoino que durante cinco mandatos federais, se recusou a operar emendas parlamentares para não se comprometer com interesses econômicos; ser condenado por supostas falcatruas financeiras entre parlamentares e partidos”, disse.

Sobre a condenação de Zé Dirceu, Jonas pontuou: “Não há uma prova sequer contra ele… a não ser, o fato de ser um dos mentores do projeto que derrotou as elites e operou a desprivatização do Estado brasileiro, que era refém dos conglomerados econômicos; inclusive dos vinculados a grande mídia oligopolizada. A operação chamada de “Mensalão”, não passou de um Caixa 2 desastrado e decalcado do PSDB mineiro, que só terá fim com a Reforma Política e o Financiamento Público de Campanha” e arrematou:” Nenhum dos que acusam ou condenam Dirceu e Genoino tem uma folha de serviços prestados à Nação e a democracia que supere a dos líderes petistas”, declarou.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106825 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]