Ocorre em São Francisco do Conde o I Festival de Samba de Roda do Recôncavo

Festival do Samba de Roda festeja ritmo tradicional do Recôncavo.
Festival do Samba de Roda festeja ritmo tradicional do Recôncavo.
Festival do Samba de Roda festeja ritmo tradicional do Recôncavo.
Festival do Samba de Roda festeja ritmo tradicional do Recôncavo.

Começou ontem (27/11/2013) o I Festival de Samba de Roda da cidade de São Francisco do Conde. O evento tem o objetivo de festejar o ritmo tradicional do Recôncavo baiano e reunirá grupos tradicionais de 15 cidades, até a próxima hoje.

O evento será aberto às 18 horas com apresentação dos grupos regionais e do sambista Neguinho da Beija-flor. Às 20 horas, Edil Pacheco e Juliana Ribeiro farão show de samba de mesa, com a Praça Maria de Benzê caracterizada da mesma forma como acontecem os sambas na região, onde músicos, sambadores e sambadeiras se reúnem para cantar e dançar, extravazando a alegria que esse ritmo contém. Na programação também estão previstas  oficinas  de dança e ritmo.

Organizado pela Prefeitura Municipal de São Francisco do Conde, através da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), tem apoio da Casa do Samba do Recôncavo, entidade que reúne todos os grupos que difundem a dança e música característica dessa região da Bahia.

Segundo a prefeita Rilza Valentim, a realização de um festival para celebrar o ritmo tradicional da região, sobretudo o samba-chula, é um sonho antigo. “Há tempos trabalhamos para essa realização. Quando soubemos que a Comissão de Cultura da Câmara Federal aprovou, por unanimidade, o parecer da relatora Marina Sant’Anna (PT-GO) ao Projeto de Lei nº 6360/13, de autoria do deputado Zezéu Ribeiro (PT-BA), e institui o dia 25 de novembro como o Dia Nacional do Samba de Roda, concluímos que era o momento de organizar o festival para comemorar”, disse.

A data 25 de novembro foi escolhida porque em 2005 a Unesco declarou oficialmente o Samba de Roda Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade. “Imagine nossa felicidade em saber que uma manifestação cultural, tão marcante em nossa cidade e nas demais que compõe o Recôncavo, atingiu essa dimensão internacional. Agora, temos maior responsabilidade em preservar nossa cultural de raiz, que tem características tão próprias”.

O samba de roda marca o dia-a-dia de quem vive no Recôncavo baiano. É uma manifestação cultural que começou ainda no período do Brasil Colônia, com as festas realizadas pelos escravos. Os trabalhadores das lavouras da cana-de-açucar e do fumo criaram a variação da música e da dança, que deu origem ao samba brasileiro, mas que na Bahia é peculiar, com sambadores e sambadeiras marcando ritmo alegre da música com passos miudinhos, rentes ao chão. “Realizaremos o primeiro festival de muitos para divulgar a forma tradicional existente na Bahia”, explicou Rilza Valentim.

PROGRAMAÇÃO

Dia 28

Horário

1- Raízes de São Francisco

17:30

2- Samba Miudinho (Amélia Rodrigues)

18:00

3- Filhos dos Metres (Irará)

18:30

4- Raízes de Angola

21:00

5- Vendavais (Salvador)

21:30

6- Quixabeira da Matinha (Feira de Santana)

22:00

7- Filhos de São Francisco

22:30

Dia 29

Horário

1- Samba Chula Filhos da Pitangueira

17:30

2- Recordar (Maragojipe)

18:00

3- Viola de Quilombo (Simões Filho)

18:30

4- Samba Poder do Samba

21:00

5- Coisas de Berimbau (Conceição do Jacuípe)

21:30

6- Samba das Raparigas (Saubara)

22:00

7- Samba Zé de Lelinha

22:30

8- Samba Filhos da Terra (Terra Nova)

23:00

9- União Teodorense (Teodoro Sampaio)

23:30

10- Samba de São Gonçalo

00:00

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115169 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.