Feira de Santana: Vereadora Gerusa Sampaio adere ao Pros e assume a presidência

Gerusa Sampaio disse que votou favorável à matéria em primeira discussão, mas atualmente sua decisão contrária é baseada em pareceres técnicos de arquitetos.
Gerusa Sampaio disse que votou favorável à matéria em primeira discussão, mas atualmente sua decisão contrária é baseada em pareceres técnicos de arquitetos.

A vereadora Gerusa Sampaio usou a tribuna da Casa da Cidadania, nesta segunda-feira (14/10/2013), para anunciar publicamente sua desfiliação do Partido Social Democrático (PSD). ela assumirá, a convite do prefeito José Ronaldo de Carvalho (DEM), a presidência do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), em Feira de Santana.

“Agradeço ao prefeito José Ronaldo a confiança que me foi depositada para estar à frente deste partido. Irei procurar honrá-lo”, disse a vereadora, convicta de que terá êxito na presidência do Pros.

Além da presidente Gerusa Sampaio, fazem parte da Comissão Provisória do PROS o ex-vereador Carlito Moreira de Menezes (vice-presidente), Luiz Américo Silva Soares (secretário geral), ex-vereador Antonio Joel Barbosa (1º secretário) e Jairo Vitor Alves de Sousa (tesoureiro).

No tocante ao Partido Social Democrático, a vereadora disse que, apesar das divergências políticas, sairá do PSD de uma forma muito tranquila e transparente.

“Estou saindo desse partido porque não estava mais confortável, não fui perseguida nem provocada pelo presidente para sair. Muito pelo contrário, só tenho que agradecer ao deputado federal Fernando Torres pelo tempo que estive no PSD e pelo apoio que recebi do deputado”, afirmou Gerusa, externando gratidão.

Nery diz que trabalhadores rodoviários estão sendo ameaçados com revolveres

O líder da bancada de oposição na Câmara, Alberto Nery (PT), em pronunciamento na sessão legislativa desta segunda-feira (14), lamentou a ausência do secretário Ebenezer Tuy, na reunião ocorrida, na última sexta-feira, na Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito, que tratou de questões pertinentes ao trânsito de Feira de Santana.

“A reunião estava agendada para as 9 horas e nós aguardamos até as 10h30. Neste horário, fomos informados de que o secretário não estaria naquela Secretaria. Então, foi feita a reunião com um jovem chamado Rodolfo, um rapaz até muito imbuído nas questões relacionadas ao transporte, mas que não tem a capacidade de decidir os problemas existentes no transporte”, disse o petista.

Nery, que é presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Feira de Santana (Sintrafs), disse que tem recebido diversas reclamações com relação ao transporte clandestino.

“Alguns colegas rodoviários reclamam de que naquele ponto da Receita Federal e do Nordestino, ao estacionarem os ônibus, na maioria das vezes, eles são ameaçados “com pistolas” pelas pessoas que fazem o transporte clandestino”, afirmou.
O vereador salientou que esse assunto entraria na pauta da reunião da última sexta-feira. “Iríamos reivindicar o ordenamento da cidade, o ordenamento das paradas de ônibus, para evitar esses transtornos”.

Ressaltou também que na reunião pretendia conversar com o secretário de Transporte e Trânsito a respeito da denúncia do vereador Edvaldo Lima (PP) de que um cadeirante se acidentou após cair de um elevador “quebrado” de um dos ônibus que faz linha para o Campo do Gado Novo.

“Termina o rodoviário sendo prejudicado pela falta de manutenção das empresas. O cadeirante caiu e o pessoal fechou o terminal de ônibus. E um cadeirante armado – que, inclusive, disseram que é traficante de drogas – foi agredir o motorista, porque o colega dele se acidentou”, disse o edil, salientando que os motoristas não podem pagar pelos erros das empresas, que, segundo ele, deixam de fazer a manutenção nos carros.

Nery afirmou também que um gerente de uma empresa de ônibus de Feira de Santana, identificado como Aloísio, pediu demissão porque denunciou no Ministério Público a clandestinidade no transporte.
“Ele apontou policiais que fazem e coordenam o serviço de transporte clandestino em Feira de Santana. E esse cidadão, após a sua denúncia, foi ameaçado de morte e obrigado a pedir demissão no sistema de transporte desta cidade com medo de morrer”, declarou.

Na oportunidade, o vereador disse que teve informações de que o secretário Ebernezer Tuy teria pedido demissão porque não encontrar o apoio necessário para o desenvolvimento do seu trabalho na Secretaria de Transporte e Trânsito.
Para o petista, Tuy é competente e presta um serviço de qualidade, “inclusive, não atendendo pedido de secretários, vereadores, entre outros, para liberação de carros apreendidos”.

Em relação ao secretário de Transporte e Trânsito, a vice-líder governista na Câmara, Gerusa Sampaio (PROS), afirmou que não existe nenhum pedido de demissão oficial no Governo Municipal.

Ela prometeu intermediar uma nova reunião entre Ebernezer Tuy e o vereador Alberto Nery para que possam discutir o transporte público de Feira de Santana.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111055 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]