Vereador Correia Zezito questiona apreensão de carnes nas feiras livres de Feira de Santana. Confira debates da CMFS

Vereador Correia Zezito (PTB) voltou a cobrar do Governo do Estado mais atenção para o Corpo de Bombeiros de Feira de Santana.
Vereador Correia Zezito (PTB) voltou a cobrar do Governo do Estado mais atenção para o Corpo de Bombeiros de Feira de Santana.
Vereador Correia Zezito (PTB) voltou a cobrar do Governo do Estado mais atenção para o Corpo de Bombeiros de Feira de Santana.
Vereador Correia Zezito (PTB) questiona ações nas feiras livres.

Correia questiona apreensão de carnes nas feiras livres do município 

A apreensão de carnes nas feiras livres da cidade de Feira de Santana, por determinação do Ministério Público, foi alvo de discurso do vereador Correia Zezito (PTB), na manhã desta segunda-feira (14/10/2013), na tribuna da Câmara.

Segundo informações da imprensa, cerca de uma tonelada de carne foi apreendida nas feiras livres do Sobradinho e do George Américo, no último domingo, para verificar se os comerciantes estão respeitando a Portaria 304, do Ministério da Agricultura, que determina que para ser oferecida ao consumidor a carne deve ser resfriada.

Na primeira apreensão, no Centro de Abastecimento, três toneladas foram recolhidas das bancas. Na segunda, também no Centro, cerca de 500 quilos foram apreendidos.

Correia disse que não sabe por qual motivo o promotor público Sávio Damasceno vem realizando essas apreensões. “Eu não sei o porquê dessa cobrança? Feira de Santana sempre foi feira, sempre esteve do jeito que está ai. Domingo fizeram apreensão e hoje já me ligaram informando que estão no Centro de Abastecimento novamente. Qual o verdadeiro interesse do promotor com essa perseguição aos açougueiros?”, questionou.

O edil fez questão de ressaltar que são pais de famílias que estão acumulando prejuízos com as mercadorias apreendidas. Ele também salientou que muitos comerciantes têm como provar, inclusive com notas fiscais, que vendem carnes legalizadas.

Em sua opinião, o Ministério Público deveria dar um prazo maior aos comerciantes de carnes que pretendem trabalhar dentro da legalidade, visto que “o prefeito José Ronaldo já sinalizou que tem interesse de resolver o problema desses feirantes”.

Com relação ao Centro de Abastecimento, Correia disse que aquele entreposto comercial precisa ser revitalizado. “Vamos tentar melhorar o Centro, dar  estrutura, melhorar a parte hidráulica e elétrica, porque os feirantes querem comprar os seus balcões frigoríficos”, afirmou.

Em aparte, o vereador Welligton Andrade (PTN) declarou para Correia: “não é bem o que Vossa Excelência fala. Eu tenho conhecimento de causa. Na modernização do Mercado do Tomba, por exemplo, nós oferecemos condições para os comerciantes comprarem balcões frigoríficos e serras, para não trabalharem mais com o machado, mas eles não querem trabalhar com esses equipamentos, eles não querem trabalhar com carnes resfriadas; querem trabalhar com carnes penduradas ali à mercê dos insetos”, disse.

Novamente com o uso da palavra, Correia Zezito contou que está tendo contato com os feirantes e percebeu que eles querem mudar. “Então, vamos dar oportunidade”, pontuou.

Neinha diz que onda de violência apavora moradores de Feira de Santana

Em pronunciamento na sessão ordinária da Casa da Cidadania, na manhã desta segunda-feira (14), a vereadora Aldney Bastos Marques – Neinha (PMN) chamou atenção para o aumento da violência em Feira de Santana. A edil informou que durante a noite a cidade fica mais violenta, o que, segundo ela, dificulta a saída das pessoas nesse horário.

“A cidade de Feira de Santana está fazendo medo de a gente sair durante a noite. Essa é a realidade e as pessoas estão se acostumando. E isso não é promessa de Deus para uma cidade, onde você não tem o livre arbítrio de andar na rua”, disse a vereadora.

Ela acrescentou: “hoje você trabalha e não pode ter um carro bom, um anel de ouro, não pode ter um celular, porque os bandidos partem para cima e acaba matando para tomar um celular”, relatou.

Neinha também ressaltou que o trânsito tem gerado muita violência. Na oportunidade, ela lembrou o caso da médica Kátia Vargas Leal Pereira, que é suspeita de atirar o carro que dirigia contra uma moto e matar dois irmãos na avenida Atlântica, no bairro Ondina, em Salvador, na noite da última sexta-feira (11).

Em aparte, o vereador Eli Ribeiro (PRB) afirmou que Feira de Santana está no ranking das cidades mais violentas do país e que o estado da Bahia é o quarto mais violento, no que diz respeito à violência contra a mulher.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112875 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]