Salvador | Vereador Tiago Correia comemora final feliz para o Teatro Jorge Amado

Tiago Correia: “Essa foi uma vitória nossa. Ficamos agora mais aliviados com a liberação das pautas que até então não estavam sendo marcadas por conta da indecisão do futuro deste espaço tão importante de cultura no cenário de nossa cidade”.
Tiago Correia: “Essa foi uma vitória nossa. Ficamos agora mais aliviados com a liberação das pautas que até então não estavam sendo marcadas por conta da indecisão do futuro deste espaço tão importante de cultura no cenário de nossa cidade”.
Tiago Correia: “Essa foi uma vitória nossa. Ficamos agora mais aliviados com a liberação das pautas que até então não estavam sendo marcadas por conta da indecisão do futuro deste espaço tão importante de cultura no cenário de nossa cidade”.
Tiago Correia: “Essa foi uma vitória nossa. Ficamos agora mais aliviados com a liberação das pautas que até então não estavam sendo marcadas por conta da indecisão do futuro deste espaço tão importante de cultura no cenário de nossa cidade”.

Após audiência pública realizada em setembro pelo vereador e presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico e Turismo da Câmara, Tiago Correia (PTN), o governo do Estado, através do secretário de Cultura da Bahia, Albino Rubim, informou oficialmente que o Teatro Jorge Amado não será mais leiloado e autorizou a gestora Fernanda Tourinho para marcar as pautas de 2014. “Essa foi uma vitória nossa. Ficamos agora mais aliviados com a liberação das pautas que até então não estavam sendo marcadas por conta da indecisão do futuro deste espaço tão importante de cultura no cenário de nossa cidade”, comemorou o edil.

O leilão seria realizado porque, em 2011, a Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) assinou com o Tribunal de Justiça  um Termo de Cessão de Uso, com opção de compra, referente ao imóvel do antigo Curso de Inglês Universal English Course (UEC), situado na Pituba, onde funciona o Teatro Jorge Amado. O curso contratou, em 1995, uma operação de financiamento com o antigo

Desenbanco para construção de sua sede própria na Pituba. Com a extinção do órgão, as operações de financiamento passaram à responsabilidade Desenbahia. A garantia para o financiamento foi à própria sede do UEC. Em 2002, o curso tornou-se inadimplente, obrigando a Desenbahia a ajuizar ação de execução objetivando a recuperação do crédito.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112875 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]