“Fluminense de Feira de Santana precisa de renovações”, observa vereador | Confira debates da CMFS

Vereador Marcos Lima (PRP).
Vereador Marcos Lima (PRP).
Vereador Marcos Lima (PRP).
Vereador Marcos Lima (PRP).

“Fluminense precisa de renovações”, observa vereador

Nesta segunda-feira (07/10/2013), o vereador Marcos Lima (PRP), em pronunciamento na Casa da Cidadania, cobrou do Legislativo feirense, da sociedade e das empresas instaladas no município apoio para o Fluminense de Feira Futebol Clube, que em 2014 disputará a segunda divisão do Campeonato Baiano de Futebol.

“O Fluminense de Feira, que tanto orgulhou a nossa cidade, hoje passa por uma situação precária, dificultosa”, lamentou.

Ele contou que, na condição de “torcedor nato”, esteve, na semana passada, presente em um evento realizado na Associação Comercial de Feira de Santana, que objetivou a antecipação das eleições presidenciais e do Conselho Deliberativo do Fluminense.

De acordo com ele, no evento houve muito tumulto e protesto e, por conta disso, o presidente do Conselho Deliberativo do Fluminense, Everton Cerqueira, e toda sua comitiva se retiraram do local, o que obrigou a criação de um conselho interino –  formado pelos ex-vereadores Moacir Lima e Fábio Lucena, além do empresário Cláudio Boaventura e o advogado Júlio César -, que remarcou as eleições para o próximo dia 9.

“Mas esta Casa tem que tomar algumas posições em relação ao Fluminense; tem que se preocupar mais, porque é um patrimônio de nossa cidade. O Fluminense já trouxe muitas alegrias para Feira de Santana e nós vereadores, empresas e sociedade em geral não podemos cruzar os braços neste momento difícil. O Fluminense precisa de renovações e de uma diretoria, que realmente pense no clube”, disse Marcos lima.

Para o edil Roque Pereira (PTN), a Associação Feirense de Assistência Social (AFAS) e o Fluminense de Feira são mal administrados por Everton Cerqueira. “Já está na hora de democratizar o Fluminense e de deixar que os bons conselheiros decidam o destino do Touro do Sertão”, observa.

O vereador José Carneiro (PSL) acredita que os vereadores podem contribuir com o Fluminense, principalmente indicando verbas de subvenção, porém  o edil Carlito do Peixe  (DEM) explicou  que  essa  verba  só pode ser destinada a  divisão de base do  Fluminense; “não contempla o time profissional”, afirmou.

Os edis Marcos Lima e Correia Zezito (PTB) afirmaram que Feira de Santana tem  jovens promissores do futebol, mas não são aproveitados no Fluminense, porque, segundo eles, o time  não investe na divisão de base. Ambos defendem também a renovação da diretoria do Touro do Sertão, para que o clube possa sair da crise e formar uma equipe mais competitiva.

Beldes cobra que seja anunciada a origem dos recursos do pacote de obras do Governo Municipal

Na manhã desta segunda-feira (7), o vereador Beldes Ramos (PT), em seu pronunciamento na tribuna da Casa da Cidadania, disse que irá apresentar um requerimento solicitando os valores de todas as obras anunciadas pelo Governo Municipal. De acordo com o edil, o prefeito José Ronaldo não tem informado sobre a origem dos recursos das obras que estão andamento e as que devem ser executadas pela Prefeitura.

Ele afirmou que tem escutado muito que o governo do PT não tem dado a devida atenção à Feira de Santana, mas, segundo o petista, grande parte dos recursos para execução do pacote de obras do Município é oriundo do Governo Federal, “provando que independente do partido político, nós temos uma presidente que está atenta aos problemas sociais”, disse Beldes.

De acordo com o vereador, estão sendo colocadas no município 15 Unidades Básica de Saúde (UBS) e isso, segundo ele,  só está sendo possível graças a uma descentralização de recurso do Governo Federal. Beldes salientou que essa ação foi solicitada na gestão do prefeito anterior, Tarcizio Pimenta. “O prefeito José Ronaldo está colhendo os frutos como se tivesse plantado. E na verdade não é”, afirmou.

O líder do governo na Câmara, Carlito do Peixe (DEM), relatou que a Prefeitura de Feira de Santana estava inadimplente e, inclusive, com o nome no Serasa, devido ações mal sucedidas da gestão passada. Todavia, Carlito disse que  o prefeito José Ronaldo conseguiu estabilizar a Prefeitura nessa questão.

Na sequência, ele afirmou que a atual administração municipal nunca deixou de reconhecer os recursos federais nas áreas da saúde e  da educação,  no entanto, salientou que o Governo do Município está construindo escolas e clínicas com recursos próprios.

Novamente com o uso da palavra, o edil Beldes Ramos ressaltou que as escolas têm sido construídas com recursos federais e citou como exemplo, uma escola municipal no bairro do Feira X, que, segundo o petista, possui uma placa informando que o estabelecimento de ensino está sendo erguido com verba do Governo Federal.

Na oportunidade, Beldes sugeriu ao Governo Municipal que incluísse no pacote de obras a pavimentação da avenida Iguatemi, no bairro Mangabeira. Em sua opinião, se trata de uma obra importante para cidade, visto que a via é extensa e dá acesso ao Anel de Contorno.

Outra solicitação do petista foi a conclusão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Queimadinha, que, segundo o edil, se encontra parada.

Em aparte, o vereador José Carneiro (PSL) ressaltou que as obras que estão paradas da Prefeitura devem recomeçar. Ele também disse que é preciso cobrar as obras do Governo Estadual, a exemplo do Centro de Convenções, da avenida Ayrton Senna, “entre outras que foram anunciadas ao longo dos anos e, até o momento, não foram concluídas”.

Filiação de Targino e Zé Chico ao DEM

A vereadora Gerusa Sampaio destacou o evento ocorrido no último sábado, no auditório do Feira Palace Hotel, para filiações no partido Democratas do  deputado estadual Targino Machado e do suplente de senador José Francisco Pinto – Zé Chico.

“O prefeito mais uma vez foi muito feliz na sua articulação política, trazendo para o DEM dois nomes, que eu tenho certeza que vão somar ao lado dos colegas, como o nosso presidente Justiniano e de todos aqueles que fazem parte do Democratas, porque é essa estratégia que o prefeito José Ronaldo consegue agregar, trazer pessoas que possam enriquecer o partido”, disse a vice-líder governista, tecendo elogios ao gestor da cidade e aos políticos Targino e Zé Chico.

Cadeirante é internado após cair de elevador de ônibus, denuncia Edvaldo Lima

O vereador Edvaldo Lima (PP) ocupou a tribuna da Câmara Municipal, na manhã desta segunda-feira (7), para protestar mais uma vez contra as empresas que exploram o serviço do transporte coletivo urbano. Ele reclamou das condições dos ônibus das empresas Viação Princesinha do Sertão e Viação 18 de Setembro, principalmente os que atendem bairros periféricos.

O edil contou que, segundo informações do presidente da Associação de Capoeira Terapia da Bahia (ACTB), Gilvan de Jesus Gonçalves, um cadeirante, identificado como Carlos Marcelo, na semana passada, ao tentar subir no elevador de um ônibus coletivo que fazia linha para o Campo do Gado Novo, foi projetado juntamente com sua cadeira de rodas para fora do veículo, porque o equipamento do ônibus estava quebrado.

Edvaldo Lima disse que após o acidente a vítima foi levada para a Policlínica do George Américo e, em seguida, para o Hospital Sarah Kubitschek, em Salvador, onde ainda se encontra internada. “Observem a gravidade da situação”, disse o vereador, indignado.

Vereador propõe nota de repúdio aos banqueiros

A greve dos bancários e as consequências desse movimento para a população foram alvo de discurso do vereador Isaías de Diogo (PPS), na tribuna da Câmara Municipal, na manhã desta segunda-feira (7).

O edil informou que a greve já dura 18 dias e deve se prolongar por conta da “ganância” dos banqueiros, que, segundo ele, só pensam em aumentar seus lucros e não valorizam os bancários.

Isaías disse que, na última sexta-feira (4), a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) apresentou proposta de reajuste salarial de 7,1% para a categoria, porém ela foi rejeitada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf –CUT). “A proposta da Fenaban apenas recompõe a perda da inflação e apresenta um ganho real de 1% para os bancários”, afirmou.

O vereador salientou que a greve vem reduzindo as vendas no comércio de Feira de Santana. Ele também se mostrou preocupado com a situação dos idosos que, por motivo de segurança, preferem fazer operações financeiras, inclusive saques, na “boca dos caixas”. “Hoje, com esta greve, a população idosa está sendo prejudicada”, observa.

Em aparte, o vereador José Carneiro (PSL) disse que a greve dos bancários prejudica o comércio, a indústria e a nação brasileira como um todo. Ele também classificou os proprietários de bancos como gananciosos. E afirmou que no país inúmeras leis são ignoradas pelos bancos, inclusive a “lei dos 15 minutos”, que limitar o tempo de espera para o atendimento em agências bancárias.

“Não contratam funcionários suficientes para atender as necessidades e, consequentemente, atender a sua clientela. O que a gente lamenta é que, mesmo os bancários organizados, os donos de bancos são incapazes de refletir a necessidade de dar um ganho real aos seus funcionários, que são eles que garantem o funcionamento dessas instituições”, disse o edil, ressaltando que muitos bancários estão ficando doentes, principalmente de LER (Lesão por Esforço Repetitivo), em virtude do excesso de jornada de trabalho.

Novamente com o uso da palavra, o vereador Isaías de Diogo solicitou da Comissão de Meio Ambiente, Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Câmara que elabore uma nota de repúdio contra “os banqueiros gananciosos, exploradores de funcionários”.

Voto dos vereadores será sempre aberto

A Câmara Municipal aprovou na manhã desta segunda-feira (07), em segunda discussão, por maioria dos presentes, a proposição de nº 82/2013, de autoria do vereador Edvaldo Lima (PP), que altera a redação de dispositivos da Lei Orgânica do Município (LOM) de Feira de Santana.

Segundo a proposição, o artigo 52 da LOM passa a ter a seguinte redação:  “As redações da Câmara Municipal de Feira de Santana são públicas e o voto dos vereadores será sempre aberto”.

Haverá mudanças no § 2º artigo 64, que passa a vigorar com a seguinte redação: “Nos casos previstos neste artigo, a decisão se dará pela Câmara Municipal, por  voto aberto e de maioria dos seus membros, mediante provocação da Mesa ou do partido político representado no plenário, observado o devido processo legal”.

Também sofrerá alterações o inciso XVI do artigo 65 da Lei Orgânica do Município, que passa a vigorar com a seguinte redação: “Considerar-se-á afastado, definitivamente, do cargo, o denunciado que for declarado pelo voto aberto da maioria absoluta dos membros da Câmara, incurso em qualquer das infrações especificadas na denúncia”.

Ainda será alterado o § 4º do art.78 da LOM, que passa a ter a seguinte  redação:  “A Câmara Municipal, dentro de 30 (trinta) dias contados do recebimento da comunicação do veto, sobre ele decidirá, em escrutínio aberto, e sua rejeição só ocorrerá pelo voto da maioria absoluta”.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108080 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]