Autor de ‘O filho eterno em Cachoeira’, Cristovão Tezza confirma participação na Festa Literária Internacional de Cachoeira

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Cristovão Tezza confirma participação na Festa Literária Internacional de Cachoeira.
Cristovão Tezza confirma participação na Festa Literária Internacional de Cachoeira.
Cristovão Tezza confirma participação na Festa Literária Internacional de Cachoeira.
Cristovão Tezza confirma participação na Festa Literária Internacional de Cachoeira.

O romance mais famoso de Cristovão Tezza (“O filho eterno”, de 2007) foi traduzido em seis línguas e levou os prêmios Jabuti de melhor romance, Bravo! de melhor obra, Portugal-Telecom de Literatura em Língua Portuguesa (1° lugar) e Prêmio São Paulo de Literatura, melhor livro do ano. Para falar dessa e de outras obras o autor estará na abertura da terceira edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira, na quarta-feira, dia 23 de outubro de 2013, às 19h, na mesa “Enfrascar o Cotidiano”. Na festa, ele apresenta o mais novo livro, “Um operário em férias”, uma coletânea de crônicas, que foi lançado em maio (2013).

A primeira publicação de Cristovão Tezza que repercutiu nacionalmente foi de 1988, “Trapo”. Nos dez anos seguintes, publicou os romances “Aventuras provisórias” (Prêmio Petrobrás de Literatura), “A suavidade do vento”, “O fantasma da infância” e “Uma noite em Curitiba”. Em 1998, o romance “Breve espaço entre cor e sombra” foi contemplado com o Prêmio Machado de Assis, da Biblioteca Nacional (melhor romance do ano); e “O fotógrafo”, publicado em 2004, recebeu no ano seguinte o Prêmio da Academia Brasileira de Letras de melhor romance do ano e o Prêmio Bravo! de melhor obra.

A tese de doutorado da USP do escritor, “Entre a prosa e a poesia – Bakhtin e o formalismo russo”, foi publicada em 2002. Cristovão Tezza ainda escreveu dois livros didáticos em parceria com o linguista Carlos Alberto Faraco, “Prática de Texto” e “Oficina de Texto”. Em 2009, recebeu o prêmio Zaffari & Bourbon da Jornada Literária de Passo Fundo como o melhor livro dos últimos dois anos, por “O filho eterno”.

Em março de 2010, a tradução francesa deste livro (Le fils du Printemps) recebeu o prêmio Charles Brisset, concedido pela Associação Francesa de Psiquiatria. O romance já foi lançado na Itália, Inglaterra, Portugal, França, Holanda, Espanha (em catalão), México e Austrália, e já tem edições contratadas na Dinamarca, Estados Unidos, China, Macedônia, Ucrânia e Sérvia. Em abril de 2012, “O filho eterno” entrou na lista dos 10 finalistas do Prêmio Internacional IMPAC-Dublin de Literatura.

Em 2011, a Companhia Atores de Laura, do Rio de Janeiro, montou uma adaptação teatral de “O filho eterno”, um monólogo com direção de Daniel Herz e atuação de Charles Fricks. A peça recebeu os Prêmios Shell de Melhor Ator e de Direção de Movimento; prêmio APTR de melhor ator; prêmio Orilaxé de melhor direção. A adaptação do texto foi de Bruno Lara Resende.

Em outubro de 2010, lançou o romance “Um erro emocional”. Em setembro de 2011, foi a vez do livro de contos “Beatriz”.  Em agosto de 2012, foi lançado “O espírito da prosa – uma autobiografia literária”, um ensaio não acadêmico sobre o romance, com momentos autobiográficos.

Cristovão Tezza – Nasceu em Lages, Santa Catarina, em 1952. Em 1961, se mudou para Curitiba, Paraná. Em 1968 passou a integrar o Centro Capela de Artes Populares (CECAP), dirigido por W. Rio Apa, com quem trabalhou até 1977. Ainda em 1968, também participou da primeira peça de Denise Stoklos, e no ano seguinte de duas montagens do grupo XPTO, dirigido por Ari Pára-Raio, sempre em Curitiba.

Em 1970 concluiu o ensino médio no Colégio Estadual do Paraná. No ano seguinte, entrou para a Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (RJ), desligando-se em agosto do mesmo ano. Em dezembro de 1974, foi a Portugal estudar Letras na Universidade de Coimbra, matriculado pelo Convênio Luso-Brasileiro, mas como a universidade estava fechada pela Revolução dos Cravos, passou um ano vivendo na Europa.

Em janeiro de 1977, casou-se. Em 1984, mudando-se para Florianópolis, Santa Catarina, trabalhou como professor de Língua Portuguesa da UFSC. Voltou a Curitiba em 1986, dando aulas na UFPR até 2009, quando se demitiu para dedicar-se exclusivamente à literatura. Durante um ano, assinou uma coluna quinzenal no “rodapé literário” da Folha de São Paulo. Atualmente, é cronista semanal do jornal curitibano Gazeta do Povo.

A Flica – Entre os dias 23 e 27 de outubro acontece na cidade histórica do Recôncavo Baiano a terceira edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica). O evento contará com nomes locais, nacionais e internacionais. A festa será gratuita e terá shows musicais, praça de alimentação e pela primeira vez uma programação voltada para o público infantil. O evento tem coordenação geral e realização da Icontent/Rede Bahia e de Marcus Ferreira, da CALI – Cachoeira Literária. O Vice-Presidente do Conselho de Cultura da Bahia, Aurélio Schommer, e o escritor Emmanuel Mirdad, da Mirdad Gestão em Cultura, são os curadores.

A Flica tem Patrocínio da Oi e Coelba, através do Fazcultura, uma parceria entre a Secretaria da Fazenda e Secretaria da Cultura, do Governo do Estado da Bahia, Terra de Todos Nós.

Também já tem confirmado nomes como os internacionais Kierras Kass, Sylvia Day, e Jean Claude, e nacionais como Laurentino Gomes, autor do best-seller “1808 – Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil”. O evento literário contará com a presença de autores baianos como Elieser Cesar, Karina Rabinovitz, Állex Leila, Tom Correia e a historiadora Maria Hilda Baqueiro Paraíso.

Serviço

Festa Literária Internacional de Cachoeira – Flica 2013

Local: Conjunto do Carmo – Cachoeira

Data: 23 a 27 de outubro (quarta a domingo) de 2013

Realização: CALI – Cachoeira Literária e Icontent/Rede Bahia

EVENTO GRATUITO

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113594 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]