Prefeito de Feira de Santana é homenageado no Rotary

José Ronaldo tem título de Sócio Honorário do Rotary Club de Feira de Santana renovado.
José Ronaldo tem título de Sócio Honorário do Rotary Club de Feira de Santana renovado.
José Ronaldo tem título de Sócio Honorário do Rotary Club de Feira de Santana renovado.
José Ronaldo tem título de Sócio Honorário do Rotary Club de Feira de Santana renovado.

O prefeito José Ronaldo de Carvalho teve o seu título de Sócio Honorário do Rotary Club de Feira de Santana renovado, nesta terça-feira, 10, durante reunião-almoço no Restaurante Cravo & Panela, no Espaço Ville Gourmet, quando o chefe do Executivo feirense  fez uma explanação acerca dos oito primeiros meses do seu Governo para uma platéia formada  de membros e convidados do clube de serviço.

Considerando o setor de transporte público o principal desafio da atual administração, na sua retrospectiva José Ronaldo pontuou as dificuldades iniciais para tornar a Prefeitura de Feira de Santana adimplente junto às esferas estadual e federal, o que só foi possível, segundo ele, graças aos ajustes fiscais e contábeis realizados pelo Governo Municipal.

Entre os primeiros desafios, Ronaldo citou a Micareta, cuja realização era vista como temerária, em decorrência da seca que se prolongava há dois anos, lembrando que mesmo tendo que enfrentar e derrubar algumas ações na Justiça,  contrárias a realização da festa ,  “ pela primeira vez na história conseguimos um patrocínio que custeou 80%  das atrações, inclusive bandas e artistas de sucesso”, disse, ao ressaltou que esta edição da Micareta sofreu um mudança positiva com o fim do chamado corredor polonês que existia no antigo formato dos camarotes montados no Circuito Maneca Ferreira.

Encerrada neste domingo, 8, acumulando bons resultados de venda e de público, a XXXVIII Exposição Agropecuária de Feira de Santana  também foi outro grande evento realizado pelo Governo Municipal sob o estigma negativo dos efeitos da seca e que resultou num grande sucesso.

70 dias de obras

Entrando numa das marcas das suas administrações anteriores, o lançamento de pacotes de obras, José Ronaldo lembrou que há 70 dias, inclusive aos domingos, vem se dedicado a uma extensa maratona de inauguração de obras em vários bairros e distritos, um investimento superior a R$ 90 milhões, dos quais R$ 70 milhões com recursos próprios do Município e o restante proveniente de verbas e contratos de convênios  oriundos do Governo da União.

A construção de escolas em tempo integral, oferecendo aos alunos dos bairros periféricos onde elas estão sendo prioritariamente implantadas ensino de qualidade com três refeições diárias, bibliotecas, área de recreação esportiva e cursos profissionalizantes, é outro investimento assinalado pelo prefeito José Ronaldo. Ao todo, são 15 novas escolas e quatro creches que vêm sendo construídas com o erário municipal.

“Todas estas escolas vão contar com ginásio de esportes coberto, auditórios, bibliotecas, sala de enfermagem e refeitório”, explicou José Ronaldo, enfatizando que “estas unidades estão sendo construídas às proximidades dos conjuntos habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal, áreas que não contavam com a devida estrutura urbana, até janeiro deste ano, e que passarão a contar com mais seis unidades de saúde”.

O prefeito anunciou, ainda, que será lançado um edital de licitação para a construção de 15 novas unidades de saúde para substituir às que se encontram em regime de aluguel, o que implicará em uma economia substancial aos cofres do Município. De acordo com o alcaide, “os recursos já estão assegurados e as construtoras locais já receberam convites para participar das licitações”.

Através do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), mais quatro creches destinadas à faixa etária entre dois e quatro anos serão implantadas na cidade. José Ronaldo lembrou que para fazer frente à crescente demanda escolar, a Secretaria Municipal de Educação já nomeou 200 novos professores concursados, mas que para suprir a carência do setor, outra leva de mais 200 professores concursados serão convocados pelo Município, antes do início do ano letivo de 2014.

Sistema de transporte

“O problema mais grave de Feira de Santana é o transporte público, pois 70% da população acha isso. Encontrei o sistema de transporte rodando com 78 ônibus com vida útil entre 11 e 12 anos. Hoje, ainda temos dez ônibus nesta situação, mas as empresas receberam um prazo até o dia 20 de outubro para atualizar as suas frotas”, disse o prefeito.

Aludindo-se a cidade de Curitiba, no Paraná, onde há 26 anos contava com a mesma população de Feira de Santana (aproximadamente 600 mil habitantes) quando foi lançado o Sistema BRT (Bus Rapid Transit), o prefeito José Ronaldo falou sobre as vantagens operacionais deste modal, que no seu entendimento trata-se de um investimento necessário para impactar positivamente na vida de quem utiliza o transporte público na cidade.

Financiado pela Caixa Econômica Federal através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II), eixo Mobilidade Médias Cidades, no âmbito do Programa de Implantação de Transportes e de Viabilidade Urbana (Pró-Transporte) e recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS),  o BTU deverá ser implantado em Feira de Santana ainda este ano.

No encontro, presidido por Luiz da Costa Neto, contou com as presenças dos secretários municipais Paulo Aquino (Governo), Carlos Brito (Planejamento) e Valdomiro Silva (Comunicação Social. Em nome do Rotary, Hugo da Cruz Dórea e João Batista Ferreira entregaram ao prefeito José Ronaldo o diploma de Sócio Honorário e o distintivo do clube de serviço, respectivamente.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9994 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).